Era uma vez a Eucaristia eo sacerdócio católico, Então veio Kiko Arguello e Carmen Hernandez fundadores do Caminho Neocatecumenal … e heresia se fez carne e habitou entre nós

- os ensaios Theologica -

Era uma vez a Eucaristia eo sacerdócio católico, Então veio Kiko Arguello e Carmen Hernandez fundadores do Caminho Neocatecumenal ... heresia e se fez carne e veio para vivem entre nós

.

CONTEÚDO: Eu. A heresia não é uma palavra indecente e dar o herege que cai e permanece na heresia de material e formal não é um insulto, mas uma simples declaração de fato - (II). O primeiro equívoco para dissipar: se o Caminho Neocatecumenal foi desenvolvido sob os pontificados de dois papas Santos, Isso faz com que o caso de dogma sagrado e intocável de fé católica;? - III. O Neocatecumenal ganham vida sobre a crise de autoridade da Igreja e são desenvolvidos sob o Papa João Paulo II depois de ter apresentado a família de O Mulino Bianco - IV. O Caminho Neocatecumenal fez atual novamente a velha heresia dos cátaros, sem que as autoridades eclesiásticas iria colocar freio para o fato de que a Eucaristia não é um bem privado de que pode dispor à vontade - O. Quando a Igreja é toda a desculpa para não ouvir vários tipos de vítimas, eventualmente, ele acaba sendo deixado com os cardeais às barras dos tribunais penais, mas mesmo assim seguiu com a impunidade para não ouvir - WE. A mentira dos líderes Neucatecumenale Way: afirmar que a Igreja tem reconhecido e legitimado totalmente suas palhaçadas litúrgicos e catequéticos - VII. Para torná-lo bastante movimento saudável as muitas pessoas boas que a formam? Eles são suficientes testemunhos daqueles que dizem: "The Way I convertido", "The Way I voltou para a Igreja"? VIII. O Pontífice reinante tem sido rápido para lançar também referências específicas à Kikos e os mega-catequistas do Neocatecumenal obter o efeito obtido pelos seus antecessores três: em ouvidos surdos - IX. O Neocatecumenal é a negação do espírito missionário sábio da Igreja, e em vez de trazer mais pessoas para o catolicismo fazer novos seguidores para Neocatecumenalesimo - X. O Caminho Neocatecumenal é um psico-seita em que você cancelar o senso crítico, depois de ter invadido a consciência dos adeptos e mudando a ignorância crassa e orgulho no dom da eleição Espírito Santo - XI. Ao grave problema da má percepção da Eucaristia Santo que está ingressando na percepção errada do Sacerdócio, especialmente entre o sacerdócio comum dos baptizados eo sacerdócio ministerial de Cristo, que envolve apenas a Os ministros do sagrado equipado com um escritório triplo: ensino, administrativo, sanctificandi - XII. Conclusão.

.

.

.

Autor:
Ariel S. Levi Gualdo

Antes de começar indo no longo discurso é necessário esclarecer o significado da palavra heresia. A necessidade de clarificação é devido ao fato de que, dentro da própria Igreja tem sido prejudicada por Novilíngua tempo, E ele veio para explicar como anos atrás, em um dos primeiros itens desta nossa Ilha de Patmos [2014, veja Quem], e siga em meu chamado principal [ver vídeo, Quem]. Novilíngua não é apenas criar novas palavras, ou chamado neologismos, mas executar uma operação ainda pior: dando as palavras um significado diferente do que etimologicamente tem ch'esse. O esvaziamento das palavras de seu significado cheio de significados completamente diferentes, é um grave perigo que o fenômeno leva de desenvolvimento antes de, durante e após a Revolução Francesa. Um exemplo é exaustiva os conceitos de liberdade, igualdade e fraternidade, que são sufixos da fundação do Cristianismo, não um invento da volta francesa. Princípios, no entanto,, No final do século XVIII, e seguindo o curso do século XIX, Eles vão transformar-se em princípios antitéticos ao cristianismo, o que é mais usado para atacar e tateou scuttle do próprio cristianismo […]

.

.

.

Você pode comprar o livro clicando Quem

 

.

.

.

Avatar

Acerca de isoladipatmos

175 thoughts on "Era uma vez a Eucaristia eo sacerdócio católico, Então veio Kiko Arguello e Carmen Hernandez fundadores do Caminho Neocatecumenal … e heresia se fez carne e habitou entre nós

  1. Muito obrigado por este artigo, Eu encontrei a verdadeira, preciso, e fundação, acima de tudo, esclarecimento oportuno da doutrina da Igreja.
    Eu vim de muito longe e não sei nada, a maneira como ele me interceptado 20 anos e ficamos aqui por causa de 35 anos, Também fazendo o catequista por mais 25, algo que agora se arrepender amargamente.
    Eu era capaz de ver e experimentar por si mesmo o domínio secular, a insignificância de Ministros ordenou, a arrogância dos catequistas DIY você acredita infalivelmente inspirado pelo Espírito Santo.
    tudo verdade.
    O Senhor, então,, depois de tanto tempo, Ele me coloca no coração da dúvida, indo de tantas situações.
    Comecei a destacar abertamente várias práticas distorções, mas, pois desta forma não é permitido porque não pode sair do batalhão (Você chamou armado, sobre o mesmo) sem pagar as consequências, Eu tive que sair porque a minha vida tinha se tornado impossível lá.
    Comecei a ler e a informar-me e eu me encontrei em explicação da Igreja do meu sentimento e eu agradeço a Deus que me colocou duvidar do coração.
    Rezo por meu sacerdote, um homem bom neocatecumenal, oprimido e desprezado por…

    1. Querido Pai Ariel,

      obrigado por seu longo e detalhado artigo, atrás da qual ele percebe uma pesquisa acurada e longo. Deus vos recompense se você não vai fazer a hierarquia da igreja: ela faz um valioso serviço à Igreja Católica, re-estabelecer a verdade. Ele não dá conta para os insultos que já começaram a chegar. Quem insulta espectáculos 1. Não ter argumentos com os quais lutar para trás e, assim, implicitamente, que tudo o que ela diz é verdade e 2. O que o chamado caminho de fé não produz cristãos, mas apenas seres arrogantes, orgulhoso e violento. Exatamente o oposto do que ele pregou Jesus Cristo.

      obrigado novamente. Vou rezar para que Deus a ajude sempre em seu trabalho pastoral.

  2. Pai de Ariel,

    Eu li o seu trabalho de chorar duas vezes por duas razões diferentes:

    1. o primeiro grito, porque eu revivia a dor que eu sofri na Neocatecumenal nos dar anos, basta dizer que os catequistas forçados meu namorado para sair para o Espírito Santo “Ela lhe disse que ele tinha uma vocação para o sacerdócio”, de, totalmente plágio, seguido um caminho que não era dele, Ele se tornou um padre, cinco anos depois, e depois de um ano, quando ele era “viagens” ele deixou o sacerdócio para entrar em uma seita pentecostal.

    2. o segundo gritou: Ela deu voz, e justiça, muitas pessoas que viveram momentos, ou até mesmo realmente terríveis longos anos.

    Se quando eu deixei a maneira que eu não tinha conhecido um santo confessor frade capuchinho, Eu acho que eu teria abandonado a Igreja Católica, em parte porque eu estava com raiva, e em parte em crise total de fé.

    Saiba que você é vingativo, apesar do que ele escreve, e como ele escreve, Tenho a impressão de que ela falar apenas em evidências, e, quem lê-lo com cuidado, Ela entende o que ela certamente não é um tolo que corre contra moinhos de vento, se alguma coisa, são os moinhos, tentar iniciar, mal sucedido, em seu.

    Eu prometo que vou orar por ela e por sua missão sacerdotal, mas, entretanto, muito obrigado.

    Anna de Roma

  3. ela é um emérito ignorante, em todos os sentidos … ela é um fracasso como “teólogo” e padre, e uma vez que, graças a Deus ninguém row, em seguida, tenta desesperadamente entrar em destaque.

    São João Paulo II nos aprovado, Goste ou não goste, se ele enfrenta uma razão, grande empurrão!

    Aqui está a prova

    1. Durante o anti-católico Revolução Mexicana 1927, precedido na 1917 uma constituição em que o clero foram destituídos, porquanto os sacerdotes tinham mais do que um de vocês Kikos apaixonado. De fato, Antes de matar os sacerdotes, ferrata com uma escova rasgou as suas palmas, um dia em que foi gravada a unção com a Sagrada Chrism. Isso foi porque, esses torturadores, em sua própria maneira eles reconheceram a santidade do sacerdote.

      Sua reportagem, merece ser clarificado e especificado, porque neste feliz Ilha de Patmos João está intimamente relacionado com a verdade que nos libertará e não manipulação, e, em algumas coisas que você precisa ser claro:

      Nesta foto [veja Quem] Você vai ver o Santo Padre João Paulo II recebendo Marco Pannella e Emma Bonino jovem; nesta outra foto [veja Quem], Você não pode ver a jovem Emma Bonino, recebido pelo Papa Francisco.

      Bem: convencido de que o Partido Radical e os militantes radicais, Nós usamos essas imagens para afirmar: "O Papa João Paulo II aprovou o aborto" ou "O Papa Francis I aprovou a eutanásia e sexo»?
      Claro que não, mas se você quiser explicar por que isso não aconteceu: porque os radicais são pessoas sérias.

      Além de seu, Este vídeo foi enviado para mim em tons triunfantes de seus outros tons co-sectárias mais ou menos igualmente insultado, Por isso eu digo para ela e para todos eles:

      1. em 2002 Papa João Paulo II não tem nem aprovado, nem definitivamente canonizados do Caminho Neocatecumenal, o suficiente para que ela - e outros como ela que nos enviaram este vídeo - em primeiro lugar entendi o que significa aprovação experimentar por cinco anos [ver o documento da Santa Sé: Quem];

      2. para tentar por cinco anos os estatutos foram aprovados pela Santa Sé corrigida dando tempo para a Rota para se adaptar ao longo dos anos estabelecidos em todas as correções aplicadas a eles, mas acima de tudo para se conformar com as normas litúrgicas da Igreja, porque a Igreja não poderia conceder a Way liturgias sua principalmente com base em uma percepção equivocada da Santa Eucaristia;

      3. A Santa Sé tem continuado, nos anos posteriores 2002, para fazer várias e repetidas referências à Neocatecumenal que não estejam em conformidade com as normas litúrgicas e quando o 2005 ele foi tentado manipular uma carta de apelo Dicastério competente, passando-a como um endosso, Prefeito para o Culto Divino ea Disciplina dos Sacramentos deu uma entrevista à Rádio Vaticano, a fim de esclarecer o conteúdo [consulte o documento Quem];

      4. em 2008, sob o pontificado de Bento XVI, os estatutos são aprovados definitivamente após outra correcção da Santa Sé e do Decreto está escrito que são aprovados porque os fundadores do Caminho "com as mudanças [Ed pela Santa Sé] a elaboração do Estatuto ";

      5. no decreto de aprovação definitiva pelo Conselho para os Leigos está escrito: "Sua ação apostólica pretende tomar lugar no coração da Igreja, em total harmonia com as diretrizes e em comunhão com as Igrejas particulares em que você está indo para operar aproveitando ao máximo a plenitude dos carismas que o Senhor tem despertado através dos iniciadores do Caminho ";

      6. Em 2012, Sumo Pontífice Bento XVI aprova as festas projectadas para as diversas fases da maneira de comemorar fora da liturgia eucarística e fazem parte dell'intinerario fornecida por os estatutos, e neste esclarece em conta: "Há pouco tempo atrás eu estava lendo o decreto com que são celebrações na aprovado" Diretório Catequético do Caminho Neocatecumenal ", que não são estritamente litúrgica, mas eles são parte do itinerário de crescimento na fé ».

      Um ponto quel, que em seu discurso de 2012, Bento XVI estar consciente - porque a Santa Sé está muito bem informado - que o Neocatecumenal continuar a desempenhar abusos litúrgicos de cada tipo já aprovado pela Igreja e para o qual eles foram chamados repetidamente; tão bem informado por via oral que é seguido para dar direcção e ensinamentos que foram tomadas a partir dos textos dos estatutos estão aprovados experimentar que definitivamente, o Papa fez um discurso no qual ele chamou a ordem e respeito às normas litúrgicas da Igreja e aprovou os Estatutos do Caminho, baste ela leu que o discurso Quem.

      Mas, Se mesmo discurso depois de censura, ela lê mais um endosso, então eu riemetto os remos e ir mais longe porque seria como tentar convencer um Mórmon não é verdade que um anjo de Deus apareceu a Joseph Smith em 1823 dando o livro de uma nova revelação.

      Portanto, o vídeo que você nos enviou, à luz desses fatos, isso não significa nada se você não repetir com obstinação dolorosa a tentativa desajeitada que foi feito por Kiko Arguello em 2002 para convencer seus seguidores de que a Santa Sé aprovou todas, e em todos os sentidos, ou seja, as esquisitices litúrgicas e doutrinais que a Via continuaram com a impunidade para perpetrar.

      Tem, portanto, a seriedade que os membros do Partido Radical, que nunca se strumentalizzerebbero de imagens em que seus dois líderes Eles são retratados com Papas João Paulo II e de Francisco I, para fazer crer que a Santa Sé apoia o aborto, eutanásia e sexo. O que isto não iria acontecer porque nunca - repito - os radicais são pessoas sérias.

    2. Obrigado por inscrever revelada por quem você katekumen ! Está mais do que ajudá-lo a quem chilimetri tinta ! Agora traga a sua catequista o que você escreveu e, em seguida, escrever aqui o que você sugeriu ! obrigado novamente !

    3. Concordo plenamente. mas por isso é inútil, porque eles só sabem escrever em rolos de papiro para esticar sua vaidade por alguns segundos … Eu mal leu o título.
      a Igreja aprovou, assim ficar quieto por uma vez em sua vida e você faz AÇÕES

    4. Este palavras de abertura colocar o pai de Ariel no início da resposta …

      “Durante o anti-católico Revolução Mexicana 1927, precedido na 1917 uma constituição em que o clero foram destituídos, porquanto os sacerdotes tinham mais do que um de vocês Kikos apaixonado. De fato, Antes de matar os sacerdotes, ferrata com uma escova rasgou as suas palmas, um dia em que foi gravada a unção com a Sagrada Chrism. Isso foi porque, esses torturadores, em sua própria maneira eles reconheceram a santidade do sacerdote”.

      … Deve fazê-la sentir, não dizer honestamente que, para alcançar publicamente desta forma a um velho padre cinqüenta, com a doutrina sólido e exemplares fantasias vida sacerdotal conhecido e reconhecido, especialmente pelos muitos sacerdotes que o usam há anos como um confessor.

      Por razões diferentes, mas mais ou menos semelhante, dezoito anos atrás, Eu estou chegando na paróquia naquela época me foi confiada pelo bispo, primeiro, depois de um mês, definido para levar sete grupos neocatecumenais nele foram os mestres.
      E você prestar atenção: Eles não esvaziado em tudo a paróquia, mas sim, seu indo embora, Voltaram todos os paroquianos que por causa deles eram gone, ea igreja foi muito mais povoada do que antes.

      Tenho conhecido e experimentado profundamente, em todos os piores aspectos, a falta de cumprimento de determinados catequistas leigos no sentido de sacerdotes, Esta maneira de se expressar e para atacar e não o canhão solto clássico isolado, mas, infelizmente, é na prática, a prática para quem iria contradizê-los, incluindo pastores.

    5. … eu também, nos anos em que eu era um pastor numa paróquia de Vomero (Nápoles) um Neocatecumenal me deu o “tosser” na frente do catecismo as crianças em preparação para a Confirmação, o tempo passou, mas eu acho que você está sempre curando feridas. -Me-lo fora de mão sob o diácono permanente, enquanto todas as crianças estavam torcendo para o pastor dizendo “a partir de, a partir de!”.
      Mesmo o pai Ariel, É prudente e apropriadas para dar a “tosser” somente via internet …

    6. Complimenti per l’eloquio molto misericordioso e cristiano, oltrechè molto ben argomentato !
      Se questi sono i frutti del suo Cammino se ne può fare tranquillamentea meno.

    7. Complimenti per l’eloquio molto misericordioso e cristiano oltreché ben argomentato.
      Se questi sono i frutti del suo Cammino se ne può fare traquillamente a meno.

  4. O artigo de Don Ariel tem o mesmo idioleto de uma maneira anti-blog, para dizer o mínimo, culpado de objetividade. De fato, I encontrar os mesmos termos depreciativos e as mesmas estruturas linguísticas usados ​​pelos participantes do que o blog, ressentidos com o Caminho. Basicamente, é o manifesto de que o blog!
    Antigamente eu não tinha dúvida de que Don Ariel foi um dos participantes desse blog quando eu li em um artigo na história do "freirinha tolo" anti-Concílio de Trento com quem teve um dia por dialética, que também foi estipulado nas experiências pessoais de um comentarista anônimo no blog. No entanto, depois de ler este artigo, eu não tenho nenhuma dúvida: Don Ariel é um daqueles "Observatório".
    E, claro,, tudo isso já é suficiente para desqualificar seu trabalho impressionante. Um trabalho relatórios extremamente tendenciosas que nem mesmo um aspecto positivo do caminho, mas considera apenas o mal absoluto.
    Bem, uma realidade eclesial que foi rastreada e nunca parar bem 5 papas, não é possível para não ter um aspecto positivo. Como não é possível que bem 5 Papas têm pecado de "falta de…

    1. Eu não sei mesmo o que o blog que é referido, e eu certamente não estudou a vida inteira para ir, em seguida,, os limiares 56 anos, plagiado em torno da Internet.

      Se houver um partidário da pior pilha sectária delas é você, que não tenha lido todo o meu trabalho, em que é explicado e reiterou que a graça de Deus e como você pode ajudar, Caminho Neocatecumenal, para realizar ações redentoras da salvação das almas; nem eu duvidei da sinceridade e boa fé de muitos de seus membros, também porque – como expliquei na minha escrita que ela não parece ter sua própria cama – Eu sou um pastor encarregado de almas e um teólogo, Eu não sou um mega-catequista, portanto claro para mim sempre foi o fato de que a profunda consciência do homem só Deus pode penetrar e ler. O que isto que ela deveria ir e explicar aos mega-catequistas, como pode testemunhar exércitos autênticos de pessoas, durante as reuniões públicas que têm investigado publicamente e invadiu as consciências para perguntar várias vezes para maridos ou esposas se eles nunca tivessem cometido adultério, ou os jovens se eles nunca tinha masturbado.

      Ou talvez não se sabe que em algum momento, os líderes do Caminho, Que partem de voz entre os mega-catequistas que tiveram que evitar perguntar seminaristas e sacerdotes que tinham previstos, se eles recorreram a masturbação? Os seminaristas e sacerdotes que se sentiram essas perguntas em público de mega-catequistas, Eles também fazem parte do multinacional satânico falsas testemunhas?

      Será que vai ser afirmado que este é um “idioletto” e que todas essas testemunhas, muitos dos quais ainda chateado estão mesmo depois de muitos anos para essas invasões agressivas de sua consciência mais profunda, fazer backup de todos os satânico multinacional falsas testemunhas de todo o mundo concordaram em desacreditar o Caminho Neocatecumenal?

      Portanto, ela tem provado para comentar, acusações rodapés pesados ​​de superficialidade para mim, o que ela não tem sequer ler. Mas então é compreensível que, sua pena foi movido pelo Espírito Santo, que isenta de leitura, de analisar e utilizar o mesmo senso comum. E esta falta de bom senso, porta triste necessidade, o sectária, Nunca responda aos méritos das questões. Então eu faço um, questão única e simples:

      Se você sente-se para refutar numerosas testemunhas, incluindo ex-seminaristas e sacerdotes que se aproximou do Caminho, quem eles relataram que se sentiam pedir ao público de mega-catequistas se tivessem adultério nunca cometeu ou recorreram a masturbação? Assim, ele traz-se para responder a todos eles que são apenas mentirosos que fazem falsos testemunhos para desacreditar o maior presente dado pelo Espírito Santo à Igreja, ou seja, o Neocatecumenal?

      Como você vê, responder a esta pergunta, Não é tão difícil, apenas replicar: todos estes, maridos, poderia, Ex-seminaristas e sacerdotes, Eles são falsos mentirosos que mentem.
      É preciso que muito?

      * * *

      PS.

      Após sua advertência foi procurar o blog em questão, que na verdade eu nunca tinha lido e cujo pessoal não e nunca ter sido parte.
      E mesmo se, como você diz, Ele expressou as mesmas coisas, o que significa? Embora o relatório Evangelhos sinópticos por grande parte as mesmas coisas, Por isso, ela acredita que, evangelistas, Eles copiaram um do outro e, finalmente,, na era de Constantino, sobre os lotes de fundição, Eles foram escolhidos entre as várias dezenas então presentes, os Evangelhos que eram mais conveniente para o imperador Constantino?

    2. Em Cristo irmão estimado Ariel,

      Deus irá recompensá-lo para o bem de ter feito com esse "sábio", que deve ser lido bem naqueles salões, mas sabemos, você e nós, que o que, infelizmente, não vai acontecer.
      Somos dois sacerdotes diocesanos, Se omitir o nome não é fazer "leões anônimos", mas por que entrar em controvérsia não ajudaria, se não rinvangare velha dor e excruciante envolvendo muitas outras pessoas e instituições.

      Entramos tanto no seminário mãe depois de uma corrida no Caminho começou 11 e 13 anos. Chegamos ao ponto: que de sexo e sexualidade, Estou me referindo a nesta resposta a Alberto, É uma verdadeira obsessão.
      Confirmamos que você respondeu a esta neocat clássica, Eu dou a, como outras, nunca espera, respostas sobre o mérito, ataques socos baseadas apenas puxado para o céu.

      Quando decidimos deixar o seminário, tivemos muitos problemas:

      1. com o primeiro Way ;
      2. com nossas famílias ambas Neocatecumenal;
      3. encontrar um bispo diocesano que nós mantê-lo nos fez uma carta de demissão em que só faltou a escrever que foram dois possessos.

      Um bispo diocesano Santo acolheu-nos e, depois de ter o manteve no bispo por dois meses, Uma noite, ele nos chamou e perguntou se eu sentia, Ele já está tendo feito três anos de seminário (estávamos começando a IV), para começar de novo toda a formação, porque não foram treinados (exatamente como você escrever e explicar!) mas deformado. aceitamos.

      Durante o verão (Jun-set) o bispo nos deu em um orfanato para um sacerdote idoso que por quatro meses nos ensinou pela primeira vez o Catecismo da Igreja Católica. Em seguida, o primeiro de outubro o bispo enviado para lá no Angelicum, em Roma. Fomos retidos para estudos pelo Bispo, que pagou do seu próprio bolso com seu salário e as doações que recebeu quando fez visitas pastorais na diocese. Nós temos cinco anos de educação, a partir de estudos filosóficos.

      Enquanto isso, eles tentaram nos dar todos os possíveis problemas, grupos de seis espécies neocatecumenais presentes na diocese, que enviou cartas a Roma para avisar que o bispo tinha tomado dois seminaristas “jogado fora” para problemas muito graves do workshop mãe. Não era verdade, saímos da nossa iniciativa, ninguém piscou off, mas eles, Depois que nós fomos lá, Eles escreveram e colocar no registro uma carta póstuma de expulsão (!?).

      Nossos respectivos pais, instigado pelos catequistas, Eles enviaram uma carta à redação bispo para que ele não deve fazer-nos sacerdotes e pediu para ser registrado no registro.
      Quando pedimos nossos respectivos pais não estavam presentes, e Bishop, com um excepcionalmente grande, no final da homilia, ele nos disse ... "Eu me lembro, seu bispo, Eu sou seu pai e sua mãe, ea diocese é a sua família ".

      Confirmamos a pergunta que você abordou esta Alberto em resposta a seus comentários, porque nós, que tipo de perguntas invasivas, sentimos que são as de contato várias vezes e ouvimos muitas vezes pedir casais sobre a sua fidelidade conjugal, sempre na frente de todos.

      Em particular, vamos mais ampla carta de mandato assinado por ambos e com todos os nossos contactos, você pode usar, com discrição sacerdotal, de qualquer autoridade eclesiástica deveria, em qualquer convocação capacidade, mas o que sabemos que nunca vai acontecer.

      Hoje somos ambos os pastores de seis anos, respectivamente: uma de uma grande paróquia, uma das duas freguesias médias e capelão de uma capelania, um par de anos atrás, Diocesano Vigário Geral, Ele chamou dois catequistas do Caminho que espalham entre o lugar necoatecumenali voz … os sacramentos celebrados e ensinado por nós eram inválidos porque não havia nenhuma ação do Espírito Santo que havia negado e rejeitado anos e anos antes (!?).

      Aproveitamos esta oportunidade para convidar os leitores para apoiar A ilha de Patmos, como em nossa pequena fazemos a nós mesmos de alguns anos.

      Carta assinada

      depois de escrita:

      O padre idoso, hoje voltou para a Casa do Pai, que ensinou o catecismo católico nós antes foi a Roma para começar do zero todos os estudos para treinar para o sacerdócio, ele nos deu quando foram ordenados, com suas economias, duas taças e quatro belas casulas cada uma das várias cores litúrgicas. ele sempre, anteriormente, quando fizemos a aplicação de ordens sagradas, Ele nos deu duas batinas, e ele nos disse: “nunca se esqueça-los no armário!”.
      Amém!

      1. Obrigado pelo seu testemunho. E graças ao Pai Ariel. Que maldade e vingança que tiveram de suportar. A retaliação dos quais você foi vítima e também a alienação de seus pais se lembrar precisamente os sistemas dos regimes totalitários… E como surpresa? O fundador da viagem cresceu e está logo abaixo um formato ditadura… Mas a justiça divina existe. Se a hierarquia da Igreja permanece em silêncio e não se move um dedo, Deus no devido tempo vai restabelecer a verdade e justiça.

  5. Bom Dia.

    Li com interesse o seu artigo e como as outras vezes que eu ter pensado que a maneira em que eu era e quem eu confiava para 30 anos (Agora eu saí) Ele tem sido prejudicial para mim. Minha filha está no colegial ontem me surpreendeu, não que eu já conversei resumidos: “Eu não sei se eu quero entrar na comunidade, Gosto de viver juntos e ficar juntos, mas eu não sei se é para mim esse tempo e colocar todas essas orações”.

    Fiquei comovido, Ele resumiu a razão, unicamente, levando muitos a entrar e permanecer no caminho: irmãos e também só ajudar na partilha de oração. Por que você não parar, não luta? Por que ficar só depois de ter investido tanto queimaduras…
    Tudo o resto é bastante visto como um “dever” mas que muitos preferem evitar. Não se opõem a ela se você teria esta experiência, mas estou junto.

    Ela escreveu muito claramente, no entanto,, É ter sido um “convencido” supporter Eu sei que nesse estado não conta a verdade, mas o que nos é dito é a verdade.

  6. Bom dia, padre Ariel,

    Eu sou um ex-neocatecumenal, Fiz a viagem para 17 anos e estou fora 3. Eu li o seu artigo com grande alegria. Você era clara,sintético,simples e forte.

    Você não rodeios e disse a verdade simples, fazendo nomes e sobrenomes, não velada alusões possibilidade de mal-entendido ou. Você está arriscando tanto, mas acho que você está ciente disso, essas pessoas que denunciaram é poderoso, desonesto e médio.
    Eu queria fazer uma declaração que eu acho que é importante, no Diretório Catequético Neocatecumenal. Em 2010 Foi aprovada a "Diretório Catequético" do Caminho Neocatecumenal. Este documento é mencionado nos estatutos da 2002 e 2008. Você fala sobre 12 volumes, Eu sei que eu 14 volumes esse caminho, apesar da aprovação da Igreja se recusa a publicar.
    Kiko quer uma mão livre para estender à vontade o caminho gnóstico de sua pseudo-caminho-de-fé, como a passagem do casamento espiritual você faz depois 10 anos após o fim da estrada. Isso não faz qualquer sentido, porque não é possível aprovar e publicar uma carta para um movimento, dentro do qual ele se refere a um documento que não é só o público, mas que é esticada à vontade pelo fundador sem a aprovação da Igreja.

    Hoje, com essa desculpa do Diretório Catequético aprovada pela Igreja, Justifica duas das maiores heresias do caminho, que de acordo com os catequistas leigos do movimento estão contidos apenas dentro do Diretório: obediência aos catequistas leigos andar e "décimo" dos ganhos de catecúmenos a pagar ao Caminho Neocatecumenal.
    Nestes volumes que o caminho se recusa a publicar, há a essência da forma que iria deixar claro para todo o mundo de diferença entre a Igreja e o caminho. Além disso entenderia se a viagem, ainda, propina a velha "mamotreto" de onde vem a Directory ou se inspirado pela Diretoria Executiva aprovou em 2010 pela Igreja.

    Esta coisa é importante, porque estou certo de que certas expressões heréticas e sem sentido decorrentes mamotreti idade foram fortemente corrigida pelas congregações da Igreja que examinaram.

    Isso eu acho que é a verdadeira razão pela qual Kiko não publica o diretório aprovado. Porque as mentiras têm pernas curtas e publicação do Diretório aprovado deve corrigir todo o Caminho Neocatecumenal, deve admitir 50 anos de mentiras, coisa que você nunca vai fazer.

    Um abraço

    1. Caro Lucas,

      seu texto é tão claro que há apenas nada a acrescentar, precisamente porque ele fala por si.

      Vou apenas responder a um ponto, Também para animar você e outras pessoas que têm diversamente expressa que estes indivíduos têm a “fácil queixa”.
      Bem, eu tranquilizar as pessoas que têm me mostrado amor e preocupação por dizer que esta: no sistema jurídico penal da República Italiana, No entanto, eu sei que a minha educação secular anterior prévia ao sacerdócio, Ele não age como nos tribunais eclesiásticos atuais, nem é aplicável, como acontece hoje em Igreja misericordioso, livre arbítrio do mais arrogante em vez do Direito Canônico agora inexistente.

      Querelare me, por exemplo, para injúria [ex arte. 595 C.P.], significaria, antes de tudo colocar um tribunal penal lidar com uma questão não que não só não contém em si qualquer elemento de crime, Não toque as propriedades de qualquer título as habilidades de nossos juízes, que eles não são e não podem ser nomeados para definir o que é heresia e que é ortodoxia católica, o que é abuso litúrgico abraçando o sacrilégio da Santa Eucaristia – quantas vezes eu disse – e o que não é. Portanto, nenhum demandantes, o risco de ser processado por me, para dizer o mínimo, talvez pequena igreja e eclesiástica, reagir com um contra-ação, Como direi – ou como é que esse grande homem de letras de Meo er Patacca a lágrima filme er ass li Pure.

      Talvez algum pequeno desconforto poderia me dar por aqueles dois ou três cardinal ou aquelas quatro ou cinco bispos em sua muito ligado, mas mesmo assim, é solucionável, Basta lembrar que ambos os cardeais aos bispos em questão, eles não vêm a partir do que já foi a família mais rica do Cardeal Merry del Val, mas de uma família muito modesta e que vários deles fizeram o seminário com o apoio da diocese ou de um benfeitor, então eu gostaria de convidá-los para esclarecer quais são as suas notas e entidades dos balanços finais reconhecidos, para ver se os seus depósitos e ativos não vêm por acaso das coleções feitas com os negros sacos dentro do Caminho Neocatecumenal.

      É também, e sobretudo, neste caso,, a questão seria imediatamente fechada, especialmente considerando que o Pontífice reinante começou o seu pontificado dizendo "o que eu gostaria de ter uma Igreja pobre para os pobres"

  7. ainda participar do Caminho Neocatecumenal, Eles são agora mais 20 anos e está chegando ao fim. Eu não sei se eu vou terminar em primeiro ou terminar antes da Way. Obrigado pelo trabalho que ele fez em aprofundar estes abusos que quase todos os caminhantes não podem compreender. De minhas experiências passadas em comunidade posso afirmam ter encontrado uma confiança total incapacidade na razão e no estudo do Magistério e da tradição da Igreja. Por exemplo: durante anos Kiko e seus subordinados têm condenado a chamada sobre os santos como o recurso para pagar “religiosidade naturais” kikiana contra a doutrina de Deus envia desgraças e você tem que aceitar totalmente a história. Nos últimos anos têm promovido “pedir graças a Carmen que é um santo superiores”. Estes giros incríveis já foram repetidos centenas de vezes, e quando Kiko morrem, seus herdeiros terão de ser ainda mais hábil nas mudanças. Uma última pergunta Don Ariel. A partir de seu conhecimento da história da Igreja e do Caminho Neocatecumenal, O que podemos esperar do falecido fundador?

    1. Caro Justin,

      Kiko Arguello é uma personalidade narcisista egocêntrico eu digo assim, Eu sou um padre e teólogo e não um especialista em ciências psiquiátricos, eles dizem psiquiatras e psicólogos clínicos, muitos dos quais tiveram de tratar até mesmo por anos, individualmente ou através da terapia de família grupo, muitas pessoas devastadas após anos saídas desses grupos. Se eu usei na minha terminologia escrever psico-seita é porque, antes de protestos ou reclamações no fórum eclesiástico improvável pelas partes interessadas, Eu diria ao Dicastério competente da Santa Sé para dar conta e razão acompanhado por um exército de psiquiatras e psicólogos clínicos, documenterebbero vários dos quais também enviou várias vezes para as várias relações bispos diocesanos, a maioria dos quais nem sequer se dignou a responder, tão difícil é o problema a ser tratada; e este é, obviamente, também documentou. Nesses relatórios, a especialista representados os danos psicológicos graves encontrados em um número de seus pacientes fora deste Movimento.

      Por isso eu disse que ela é uma personalidade narcisista egocêntrico, é muito pouco provável que ao longo dos anos tem garantido a Arguello e preparou a sucessão. Mas esta é a minha hipótese totalmente livre, precisamente porque eles não sabem, se ele fez isso ou não. Se ele não tivesse feito, Neste caso, vamos ver uma implosão interna; e, finalmente,, o rebento podre passado para um carvalho sólido, ele será reconhecido por todos os frutos que deram.

  8. O ensaio é a resposta irrepreensível e completa para quem pede como é que uma verdadeira sectária vem como o Caminho Neocatecumenal pode ter encravado no coração da Igreja Católica.
    Conselho para os muitos amigos que, de boa fé estão incluídos nesta organização, para assistir a este espaço para comentários verificar se mesmo um dos catequistas neocatecumenais, líderes provinciais, regional, nacional, Internacional, sacerdotes, vai responder os argumentos apertados Don Ariel e como ele vai.
    No caso de ele não recuperar a consciência nenhuma resposta válida, mesmo que apenas parcial, Começamos a nos perguntar por que continua a dar crédito às directivas espirituais e vidas de pessoas que não podem fazê-lo razão realizado para este empreendimento, e eles tomar outras levemente, Mas pedir um compromisso pessoal cada vez mais oneroso e rigoroso.
    Agradeço a Don Ariel para este trabalho, uma verdadeira obra de misericórdia espiritual.

  9. Pai Agradeço Ariel pelo seu artigo.

    Ele não diz coisas novas na maneira que eu sabia que, mas o que ele diz e como ele diz isso para mim tem mais valor precisamente porque contada por um padre que, destemido, Ele diz que o que foi dito há muitos anos, E ele diz ter no coração o bem do povo cristão.

    Estou animado para ler em preto e branco, em páginas Pai Ariel, declarou sem rodeios, em linguagem clara e simples,as mentiras,heresias,a desinformação que eu pessoalmente tenho vivido no Caminho Neocatecumenal.

    Eu acho que falta apenas o fim palavra para esta farsa sórdido que é chamado o Caminho Neocatecumenal.

    Luca

  10. Obrigado Pai Ariel.

    Cinco anos atrás eu nem sabia quem eles eram. Então eu comecei a ouvir nomear – especialmente no momento do primeiro Dia da família – e não entender muito, pela leitura tanto elogios e grande crítico. Estudar gradualmente eu vim a entender. Isto tem a vantagem de seu artigo encher meus últimos lacunas, confirmar coisas que eu sentia e resumir todas as questões relevantes em um único documento.

  11. Desculpe Don Ariel,

    Eu ainda sou Luca.
    Eu queria fazer uma pergunta, porque seu artigo é copyright, se o molde e eu ler cometer um crime?
    Obrigado

    Luca

    1. Caro Lucas,

      o script tem a sua própria versão para impressão a ser impressos e leitura.
      Para direitos autorais Isso significa que ninguém pode publicar sem autorização. Ele também pode ser mostrado sem o problema em outros sites ou blogs, desde que seja indicada a ligação de A ilha de Patmos e o autor.
      Deixe-me explicar melhor: o que você não pode fazer é adicionar em qualquer publicação sem permissão, ou levá-lo todo ou em parte sem citar a fonte eo autor.
      Para o resto, versão para impressão, É apenas para a livre difusão.

  12. Se fosse tudo verdade o que você disse Don Ariel significa que a capacidade de discernir bem 5 Papas e da Congregação da Doutrina da Fé, ao longo da última 50 anos, é igual a zero!
    É claro, O simples bom senso nos diz que isso não pode ser verdade. O que então tem havido abusos, de qualquer natureza, em cada caso, eu não iria afastá-lo. erros doutrinais, bem como a maneira que eram, e, em seguida, corrigida pela Igreja quando aprovou o Diretório Catequético.
    Mas você não pode condenar o Caminho como um todo e considerá-lo puro mal. Caso contrário, você pecado do orgulho, porque considera sua capacidade de discernir do que o da Igreja.
    Em seguida, A pergunta a fazer é só isso: Eu confio no julgamento da Igreja no Caminho Neocatecumenal?
    Até agora nenhum documento oficial da Igreja julgou a maneira como uma seita, Além disso herética. Portanto, por enquanto eles estão errados todos os detratores do caminho, começando com Don Ariel!

    1. O discernimento da Igreja visível no recente 50 anos são evidentes a partir da notícia que lemos todos os dias, a quantidade de hereges e pervertidos que pululam em todos os lugares, a que ninguém foi capaz de refrear. Portanto, este não é um argumento.

      1. … mas Fabrizio caro, o que diz … mas o que ele diz?
        O velho cardeal Theodor McCarrick, molester Serial impune por décadas, Ele sobreviveu intacto ao longo de vários pontificados em virtude da alta e ouso dizer “infalível” a capacidade da Autoridade Eclesiástica de discernir!
        Por isso eu estou espantado como, o limite de noventa, quando a sujeira era agora provável para manter tapete curial levantada por um metro do chão, com tantos altos e ouso dizer “infalível” capacidade para discernir, foi graciosamente Ele defrocked poucos centímetros da sepultura, enquanto ao mesmo tempo, um de seus principais alunos, cardinal, entretanto, já se tornou, Ele foi nomeado Camerlengo da Santa Igreja Romana.

        Por favor, Fabrizio, Não duvido da capacidade do nosso discernimento Autoridade Eclesiástica, fato implorar apenas não duvido, Ele pode ir, portanto, da salvação eterna de sua alma imortal.

    2. Alberto Caro,

      minha consciência como um padre e minha consciência como teólogo me forçar a repreendê, uma vez por todas, repreensão para o mau serviço que ela está fazendo para o Caminho Neocatecumenal, dentro do qual – antes de mais nada a falar na minha escrita do mistério de graça – Não tenho negado, muito pelo contrário, eu expliquei como ela pode ser um instrumento através do qual muitas almas para alcançar salvação. Seria suficiente apenas para saber o que são os meios ordinários de salvação, ou seja, a Igreja e os sacramentos da graça, eo extraordinário meio de salvação, que são colocados no mistério de Deus e que Deus usa-lo como e quando ele quer – va da Sé – sem algum ter que pedir permissão para nós.

      O serviço ruim e perigosa que ela está fazendo para o Caminho Neocatecumenal é o fato de que, assim como uma Testemunha de Jeová com a rima aprendida de cor, ou como uma Cientologista “lavagem cerebral”, você pretende ser uma parte de interagir, mas quando eles são colocados questões pontuais, Ela seguiu como um disco quebrado repetindo o canto de novo, "fomos aprovados … fomos aprovados … discernimento dos cinco Pontífices … cinco pontífices …».

      1. Repita: Tenho definir as perguntas precisas, como você pode ler, que são baseadas em fatos comprovados e documentable, mas para que ela não responde;

      2. Eu expliquei na minha escrita – a teologia dele, não com o estômago com humor subjetiva e paixões – que santidade não implica perfeição de todas as ações pastorais, as escolhas e falar de um Sumo Pontífice, Essa coisa que pode ser confirmado por todos os especialistas que lidam com as causas dos santos;

      3. Os papas que tiveram de lidar diretamente com o Caminho Neocatecumenal são dois e apenas dois: João Paulo II, que depois de muitos anos lhe deu uma chance experimentar e Bento XVI, que finalmente aprovou os Estatutos devidamente revisado e corrigido;

      4. estes dois Papas têm repetidamente ao longo dos anos o Neocatecumenal com seus discursos e através dos dicastérios da Santa Sé, coisa que provou com documentos e registros oficiais da Santa Sé que ela nem sequer tocar o esfregaço;

      5. em 2012 Bento XVI fez um discurso ao Neocatecumenal que é uma repreensão fala mansa mas firme do início ao fim, e é um discurso oficial publicado e lido por qualquer pessoa, incluindo você;

      6. o Pontífice reinante recordou os neocatecumenais várias vezes e em pontos-chave da eclesiologia e espírito missionário da Igreja, mas acima de tudo ele fez um lembrete definido que todos devem ser livres para deixar o Movimento, e tudo está documentado a atos, embora o seu, esses fatos e atos, Nem eles tocam esfregaço.

      No entanto, ela seguiu implacável com a sua rima, mas especialmente negando resposta a cada tipo de questão que é abordada, indo assim contra os fatos, documentos, os atos da Santa Sé e as declarações oficiais dos Romanos Pontífices, Isso a levou a agir num espírito de irracionalidade que leva à tentativa equivocada de manipular dados objetivos.

      faz, desta forma, para confirmar a humoral espírito, irracional e fechou o raciocínio que eu me queixo na minha escrita, em vez de defender, como em vez ela assumiu, Caminho Neocatecumenal, que as suas intervenções com estes e com estes a sua teimosa e indiferença, Ele não faz nada em vez de prejudicar sua imagem pública?

      Portanto, repito a pergunta para a qual ela não respondeu exceto para postar outro comentário em que ele fala sobre qualquer coisa. Na minha resposta anterior, Perguntei-lhe:

      Se você sente-se para refutar numerosas testemunhas, incluindo ex-seminaristas e sacerdotes que se aproximou do Caminho, quem eles relataram que se sentiam pedir ao público de mega-catequistas se tivessem adultério nunca cometeu ou recorreram a masturbação? Assim, ele traz-se para responder a todos eles que são apenas mentirosos que fazem falsos testemunhos para desacreditar o maior presente dado pelo Espírito Santo à Igreja, ou seja, o Neocatecumenal?

      Como você vê, responder a esta pergunta, Não é tão difícil, apenas replicar: todos estes, maridos, poderia, Ex-seminaristas e sacerdotes, Eles são falsos mentirosos que mentem.
      É preciso que muito?

  13. Boa noite pai Ariel,

    vinte e seis anos que eu siga o caminho muitas vezes não é esconder o fato de que nos últimos anos tem tido muitas dúvidas, especialmente sobre a Eucaristia. Nos últimos meses, examinei o assunto, e eu fiz a decisão de sair do caminho, porque eu me sinto culpado quando vejo a maldade incontáveis ​​que ocorrem nestas celebrações. Parado na consagração, a distribuição da sagrada Eucaristia feita por várias pessoas sem a devida consideração que o Senhor vem a nós e o hábito obsessivo de palmas foi para me tornar uma enorme dor que me levou a não tomar a comunhão para a razão que eu me senti-me ofendido de ter que tomar o pão sem fermento nas mãos. Em relação ao fato de que os sacerdotes, a caminho, Eles são tratados levianamente confirmar o que ela declarou em seu ensaio. Na anúncios Quaresma, Páscoa e advento e também em outras ocasiões para pregar é o chamado super-catequista enquanto o sacerdote se limita apenas a inicial e a oração bênção final. Tenho certeza de que minha decisão, para deixar o caminho, Ele vai criar problemas, mas o Senhor me apoiar.
    Ritmo

  14. Obrigado pelo que você escreveu. E’ tudo verdade. Eu vim do chamado Way pouco antes de terminar, depois de tentar em vão para mudá-lo de dentro pequeno. Mandei-os pelo ralo uma noite quando o nosso supercatechista gritou para nós que lhe devia obediência absoluta! Outros do que a liberdade. inútil! E’ uma seita apenas. Graças a Deus, depois de uma crise, estamos de volta na Igreja, mas os filhos / e nenhuma, marcado pelos chamados catequistas, pelas ordens recebidas e intromissão na esfera emocional…

    … Vou parar por aqui, ela sabe que eu estou falando. O que abusos sacerdotes em silêncio mãe Eu não estou surpreso. Mas por que os padres, bispos e cardeais ammutoliscano em face da manifesta e afirmou abusos não entendem. Refiro-me a quando Kiko gabou publicamente sobre exorcismos, para dar ordens aos demônios e para confinar. E prelados silenciosas. Você acha que eu escrevi duas vezes para a congregação apropriado para relatar o perigo espiritual que expôs os seguidores incautos orgulho em colocar zombar-lo em relação direta com o mal. respostas? Zero. Evidentemente das almas não se importa, assumindo que acreditamos. Obrigado.

    Deus te abençoe.

    1. Caro leitor,

      se você ler os comentários feitos por alguns padres, em um deles [veda “Don Francesco Messina”] encontrar resposta, e em parte também encontrar em minha pouca resposta é comentar “Bem-aventurados os pobres”.

      Eu garanto que muitas vezes, I sacerdote, Eles são as primeiras vítimas, e até mesmo os mais afetados. Infelizmente, em determinadas situações, o sacerdote deve evitar a criação de novas divisões, perdas e disputas entre os membros do Povo de Deus. Nem são perdidas até mesmo bispos que, no passado, apenas impediram a Neocatecumenal para entrar suas dioceses, ou que por si só já expulsou.

      Não se esqueça que somos, no entanto, uma estrutura em que todos os rendimentos de cima para baixo, não vice-versa a partir do fundo para cima, como é os ideólogos acredito que aqueles que falam do chamado “Igreja Básico”, porque a nossa é uma “Igreja Summit” não “base”.

      As pessoas que você tem mais na mão são, antes de todos os sacerdotes, ou melhor, os sacerdotes, Então os bispos. bem-vindo, e às vezes até mesmo para segundos, contato não é difícil, o que pode risultarvi bastante difícil de entender é que nem os sacerdotes nem os bispos podem atuar de forma autônoma em que às vezes você esperaria fiel. Vou tentar esclarecer tudo com um par de exemplos: se a Santa Sé aprova os estatutos do Caminho Neocatecumenal antes experimentar e, em seguida, definitivamente, mesmo com todas as correções necessárias, em que as pessoas envolvidas são silenciosos, Bispo pode dizer: “Na minha diocese esta aprovação não vale a pena”? Ou talvez você pode dizer o pároco na paróquia?

      O bispo de sua diocese, o pároco da paróquia, Eles têm o direito de dizer que, por razões pastorais e para a manutenção da comunhão eclesial, Este movimento não é bem-vinda na diocese ou paróquia? Certain, eles podem fazê-lo. Agora, no entanto, servir de exemplo: o bispo é chamado a Roma pelo ministério competente ou a Secretaria Papal onde ele é chamado a prestar contas e a razão pela qual um Movimento, Talvez definitivamente problemático,Este é o primeiro conhecido à Santa Sé o Caminho Neocatecumenal, mas e de fato aprovado, Ele não foi autorizado a operar em sua diocese. Nesse ponto, eu posso te dizer o que eu faria como bispo: Eu ia escrever no local minha carta de renúncia ao governo pastoral da diocese e teria como objectivo nossos pés, para que seja aceito imediatamente. De fato, Na minha diocese como bispo totalmente enfraquecida e eficaz de-legitimada pela Santa Sé algum burocrata que vive em seu mundo de sonho de compromissos e mais compromissos e a pena pagos na pele de outras pessoas, Eu não iria voltar, exceto como bispo emérito digna retirou-se para a vida privada, se você optar por viver na minha antiga diocese, porque senão a vitória daria para aqueles que desobedeceram ao primeiro Bispo, em seguida, eles foram para protestar em Roma, porque o bispo não deu ouvidos aos seus desejos e caprichos.

      O mesmo exemplo pode ser aplicado para o pastor chamado da mesma forma pelo bispo.

      Se você deseja que o segundo exemplo, Lá serviu: vários bispos, em várias partes do mundo, e especialmente na América Latina, nos velhos tempos eles não queriam os jesuítas em suas dioceses e outros têm apenas os expulsou de suas dioceses, motivar todos em virtude do fato de que eles fomentaram várias tendências doutrinárias e sócio-política. Bem, dizer hoje – é um exemplo grotesco, É claro! – Nestes mesmos diocese jesuítas organizar cultos em Manitou reverenciados pela tribo Sioux. Você acha que um desses bispos expulsá-los de sua diocese? Eles foram beneditinos, agostiniano, franciscanos, dos dominicanos, carmelita … e, expulsá-los, mas quem se atreveria toque Jesuítas hoje, mesmo se eles estavam dançando ao redor do totem elogiando Manitu ?

      Desde que ela se queixa de que ela escreveu para o departamento competente da Santa Sé e que ele nunca recebeu resposta, se a coisa pode consolar – porque quando se trata de digestivos após a refeição saudável só temos de nos consolar com seus infortúnios – Posso dizer-lhe que há muito tempo, devido a um pequeno grupo de monsignorini Muito Misses, Foi idealizado um mau apesar de em um dicastério da Santa Sé, e todos em flagrante violação e desdenhoso de toda lei fundamental canon. Bem que você pensa – sempre para confortar – o pigmeu colocar a cadeira do departamento, na qualidade de prefeito, quando eu escrevi para ele reclamando sobre esta violação grave e sem precedentes de todas as normas canónicas, Eu respondi?

      Se queremos jogá-lo em uma piada, colocar que a ironia vai nos salvar, então você sabe que este mesmo prefeito, cuja acuidade intelectual é igual à sua estatura que não chega ao metro e meio de altura, alheio à grave injustiça feita a um sacerdote, pouco depois ele se queixou à imprensa o caminho “não humana” onde foi recebido após a extradição do ex-assassino cruel da Itália Cesare Battisti.

      Agora, ela entende: se não reagir com um toque de ironia, realmente em perigo de morte, em espasmos dolorosos, com câncer de fígado.

      Quanto a isso bohemienne oitenta interpretado por Kiko Arguello, que conta como ela iria narrar antes de os bispos que ele comanda os Demônios e suponho vaca-los mesmo com as suas ordens, não haveria o suficiente para que apenas um dos bispos, É equipado com apenas um vislumbre de virilidade – bem raro hoje! -, Ele tinha ressuscitado e lhe tinha feito um tapinha na cabeça, assim como qualquer professor de escola primária faria com qualquer menino de dez anos tomado por um acesso de euforia e convencido de que Mac Tayson que se estende por todo o chão, ou Francesco Totti em suas pontuações esplendor de futebol completo um objetivo após o outro.

      Uma carícia, seria apenas uma suficiente carícia, então oitenta criança animado que temos visto repetidamente pontificado durante a ação litúrgica à presença de duzentos bispos vêm aos fatos Casa da Galiléia de todo o mundo, com pago bilhetes e despesa com esmero, para ir para celebrar “novo faraó” …

      De qualquer maneira, tentar entender e compartilhar com seus bispos e padres talvez um maior Ancora de sua dor, porque a pior coisa que pode ser reduzido por um pastor no cuidado das almas é o total desamparo, embora ainda seja o sacrifício eucarístico e oferecendo oração, que ninguém nunca vai tirar.

      como é estranho, Eu não sei se eu estou ficando velho, se por acaso eu estou quase se tornando ainda mais sábio, ou se eu sou simplesmente senil …

  15. querido irmão,

    Também desta vez você bateu o, em conclusão, se eu não tivesse feito o sacerdote, você poderia ter feito o especialista em microcirurgia.

    I adicionar meu comentário pobres e talvez desnecessário que vem de meus quarenta anos de experiência pastor.

    Este movimento, que não quis ser identificado movimento sempre foi para as dioceses (Falo daqueles italiano) um grande problema, desde seus primeiros assentamentos.

    Vamos encarar com um exemplo: de manhã à noite, de repente passamos pelos fiéis no final da missa cumprimentou o padre beijou a mão (até o final dos anos 60 até início dos anos 70) neocat o novato que apontou o dedo para os sacerdotes seniores, dizendo em um tom imperioso “seu” … (final dos anos 70 / início dos anos 80).

    Para os fiéis ou novatos uma abordagem, não respeitam os sacerdotes, jovem ou velho são, É sempre arriscado, porque se os padres não se sentem respeitados em seu caráter sacramental indelével que transformou-os ontologicamente, é difícil, se não impossível, você pôs os pés nas paróquias ( ou para usar Ariel um pai francesismo … que você colocar ass er nos bancos!).

    Mas parece que algum santo, início dos anos 80, Ele acreditava que o futuro da igreja foi nos movimentos. Alguns santos não estão errados, enquanto Pai Ariel explica (Profunda e com razão) que mesmo os santos podem ter erros gritantes sem isso os torna menos santo ou profana.

    No entanto, se o caso específico acredito que este movimentista futuro brilhante da igreja é o Santo Padre, os bispos terão de tomar nota e cumprir. E a partir deste surgem problemas: muitos dos nossos bispos abrir a neocat não porque queria abrir, mas porque ele foi feito para compreender, ou eles mesmos têm procurado entender, eles tiveram que abrir, e isso é!

    Assim,explosão movimentista italiana de primavera do Espírito, Eu vi no início dos anos 80 padres setenta chorar lágrimas amargas com os neocatecumenais que invadiram as paróquias, dos quais, em seguida, tornou-se, na verdade, autênticos proprietários e gerentes. E o que esses padres reclamou? eles reclamaram: “pessoas insistente … arrogante … desrespeitoso … pronto para atacar acusando a outra de ser fechada para o Espírito, para que o Espírito que falou através deles …”

    Várias vezes os fiéis das paróquias deposto, ou forçados a fugir de paróquias totalmente neocatecumenalizzate, se forem tomadas até a morte com bispos e pastores. E, em seguida, Se alguma coisa, depois de ter feito contusões estavam saindo (naqueles anos 80 e 90) para ir a bater palmas na Praça de São Pedro ou na sala de aula no momento Nervi, Sala de Paul VI hoje.

    O que tinha a dizer, nós, bispos, pastoreia sacerdotes idosos e jovens para estes fiéis? Talvez isso é responsável pelo que foi aquele a quem foi para bater palmas na Praça de São Pedro ou em Nervi, em seguida, Sala Paulo VI ?

    Assim, nós, párocos, a entregar tudo, a maioria dos nossos bispos eo primeiro dos bispos da igreja, fomos derrotados pela Neocatecumenal que invadiu paróquias, que não têm sido apoiados pelos bispos que replicadas “… Ela quer que ele”, depois fomos espancados pelos fiéis obrigados a fugir das paróquias neocatecumenais que tinham invadido e colocados diante de uma escolha implícita: ou tornar-se um dos nossos ou …

    Certain, a longa e dolorosa doença, Eu acho “de” I se em primeiro lugar purificado, então realmente levou à santidade. E eu realmente acredito que ele é santo, Mas a verdade é que, de erros, neste como em outros casos, Ele cometeu muitos, se os fatos são fatos e se os frutos são os produtos que hoje temos diante.

    Tudo o que expressa com desencanto concurso nascida da fé, que, como muitas vezes reitera Pai Ariel não nasce por sentimentos emocionais, mas por causa.

  16. Deus vos recompense seu querido pai Ariel, por ser, como dizem, pão pão e vinho vinho, sem muitos rodeios. Durante anos, com outros, Observatório no blog sobre o Caminho Neocatecumenal, implacavelmente denunciar os graves desvios desta seita herética decorados catolicismo simulada, o dano que ele faz para a psique ea alma, as feridas que inflige à Igreja (apesar dos frutos supostos), e intimidação, I profanidade, as mentiras, scams, abusos perpetrados por muitos membros do alto escalão da seita.
    Eles são mais do que uma máfia, ramificado em todos os níveis, tanto eclesial e civil,. Eles tinham tudo o que falou como ela fala da maneira hoje não existiria.
    obrigado novamente, por seu zelo.

    1. Louvado seja Jesus Cristo!

      Caros Amigos,

      Agradeço-lhe e, especialmente, eu peço desculpas porque na verdade eu não sabia o seu site, embora vários amigos, incluindo colegas padres, Relatei-lo nesses dois dias, e pouco a pouco eu estou lendo com interesse.

      como Editions A ilha de Patmos temos a intenção de publicar o mais cedo possível um livro que pode servir como informação e, assim, orientar nossos fiéis, limitando-nos para relatar somente e fatos exclusivamente comprovadas e rigorosamente documentadas.

      Como sacerdote, ele também escreveu nestas linhas públicas, Não é nenhum segredo que eu tenho há anos confessor a um número considerável de meus confrades, cuja idade está entre 28 e 86 anos.

      Senti muitos frutos maus, e tantas situações dolorosas, tanto no interior do furo no qual o orifício externo, mesmo no meu relacionamento com numerosos sacerdotes de suas experiências com o Caminho Neocatecumenal foram muitas vezes profundamente marcado e gravemente ferido.

      Cito apenas um caso de dar-lhe ao alcance de todos, e é um fato documentado, embora graças a Deus não resultou tanto em um escândalo na imprensa nem em um processo judicial.

      Um pastor de cinqüenta, que ele tentou colocá-los em linha na freguesia atribuído a ele, Ele foi encontrado para ser muito larvatamente, mas igualmente eficaz rumores de ter um cuidado especial para as crianças (!?). Escusado será dizer que: nos dias de hoje, um suspiro semelhante, faria em qualquer sacerdote joelho, aterrorizando como dizem à morte.

      Essas dicas de conversa sottintendevano uma chantagem clara: ou fazer como dizemos, ou nós mimá-lo com dois tagarelice simples circulou sem ninguém saber sobre quem você é e quem vazou certa suspira de duas vias.

      O irmão falou comigo, e foi realmente aterrorizado. Nesse ponto eu chamei alguns amigos e advogados juntos todos os três do istruimmo o que fazer. Eu vou para a conclusão do fato: identificou os dois mega-fabricantes de catequistas, estes, convocada em um completamente informal na delegacia de polícia local, Três soldados se renderam antes de uma carta particular de desculpas ao sacerdote quando ele foi assinado que os rumores larvatamente generalizadas foram completamente falso; e, em troca de que a carta, eles foram processados.

      A carta é um documento real e existente, como eles ainda estão existindo três carabinieri e os dois amigos advogados que acompanhavam o sacerdote para a delegacia para retirar a carta de desculpas por escrito e assinados pelas partes interessadas.

      A alma ea consciência de um sacerdote é um mundo muito delicado, em que apenas um outro sacerdote que goza da total confiança de um irmão, Ele pode se aproximar intimamente com grande delicadeza, como na ocasião eu repeti a família ou amigos que queriam ver e cumprimentar os sacerdotes gravemente doente, sem ser autorizados a fazer. e quando, se alguma coisa depois de duas horas, Saí da sala e eu conheci os olhos descontentamento, quase como se eu fosse lá para “roubar” em todo o tempo dos outros, Virei-me para eles, dizendo:: "sempre, mas especialmente em um momento como este, um padre precisa de outro sacerdote. Ou talvez, Algum de vocês, Acredita-se para ser capaz de fazer, especialmente sacramentalmente, o que posso fazer, em vez, entrando com o rasgo para o olho e o lado acariciando semi-frio?».

      É por isso que muitas vezes, você fiéis leigos, têm dificuldade em montar concreto e testemunhos de sacerdotes documentado. Dificuldades que, em vez eu não, que as evidências e testemunhos nos reunimos o suficiente, infelizmente!

      Portanto, se os senhores em questão se atreve, para mim, ações disruptivas, por exemplo, por meio de que o grupo de prelados em relação a eles complacente, por razões e por razões pouco claras, Posso garantir que eles vão acabar “enforcado” com as cordas que eles próprios serão preparadas.

      Como você sabia que eu considero este mau movimento para a Igreja e para o nosso povo que sofrem de dor e fragilidade de vários tipos, mesmo sem nunca ter negado que através deste meio, viciada por erros doutrinais e abusos litúrgicos graves às vezes beira o sacrilégio eucarística, A graça de Deus, se ele quer, pode levar à salvação das almas. Nem eu nunca reivindicado e afirmam que o Movimento Neocatecumenal é composta de pessoas más, na verdade eu acho repleta de tantas pessoas boas animados por boa fé e com boas intenções.

      No entanto, continua a ser ponto fixo e, geralmente, o aviso claro do Santo Evangelho:

      "Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus; Uma árvore boa não pode dar maus frutos, nem uma árvore má dar frutos bons. Toda árvore que não dá bom fruto é cortada e lançada ao fogo. Pelos seus frutos os conhecereis " [MT 7, 17-20].

      E a partir dos frutos, infelizmente, estamos reconhecendo esta árvore, que não é uma árvore saudável.

      Desejo-lhe toda a graça sincero e bem pelo Senhor,

      Ariel, presbítero

  17. Caro Don Francesco,

    Vinte anos atrás, sacerdote de apenas 4 anos, Após dois anos como pastor assistente fui nomeado pároco e atribuído a um neocatecumenal da paróquia. Eu tive que perguntar por dez dias as chaves tabernáculo reproduzidas em várias cópias da Neocatecumenal. O décimo primeiro dia eu peguei o Santíssimo Sacramento, I chamado um chaveiro para trocar a fechadura e fê-lo.
    Eles protestaram dizendo “você não é o dono do pão da Páscoa”, Ele disse que foi chamado a Eucaristia e do Santíssimo Sacramento, I não foi de todo mestre, mas mas eu estava guardião leal e legítima.
    Isso era bem-vindo, podemos acrescentar que eu tive que também alterar a chave do canônica, porque eu nem sei quantas cópias tinham entre eles duplicar as chaves.

    Os personagens introvertidos tendem a internalizar, com o que se segue, e assim, depois de um ano e meio, padre por 05:30, Eu perguntei ao bispo para me dar um ano de folga porque eu precisava me tratar e regenerar. Este pedido mais me prostrou, Eu temia que o bispo pensou que o primeiro trabalho que eu entrou em colapso antes das primeiras dificuldades. Mas o bispo era paternal e eu decolou do revelador constrangimento “Eu sou o que eu estava errado para enviar primeira missão em uma paróquia onde o Caminho Neocatecumenal está enraizada em vinte anos”.

    O bispo foi finalmente obrigado a nomear administrador paroquial de paróquia um padre esquerda latino-americana do seminário Redemptoris Mater-los porque nenhum sacerdote do nosso presbitério queria ir. Isso paróquia hoje é semelhante a um reuniões casa (o canônica), uma taberna e uma discoteca (a igreja), um ponto de coleta para pessoas psicologicamente questões (indiscriminadamente toda a paróquia local) …

    Na região Campânia, oficialmente,as paróquias neocatecumenais 140 cerca de, de fato, mas, há muitos mais [Ed: a lista de 2012 é Quem, Hoje existem muitos mais].
    caso em: a Diocese de Ischia. População inferior a 60.000, 25 paróquias (alguns dos quais são mais do que apenas outro título), e estas paróquias 7 totalmente nas mãos do Neocatecumenal. O que isso significa: uma diocese inteira nas mãos do Neocatecumenal.

    Eu também acreditam na santidade …”sua” e eu o amava muito, Acredito, para o teste, que não foi perfeito, mas eu acho que,para o teste, que é santo, e nos deixou uma bela ensino.

    Alessio
    padre Campania

  18. Caro pai Ariel,

    Eu gostaria de perguntar: é verdade que o processo de beatificação e canonização depois do Concílio são reformados? Primeiro queríamos 4 em comparação com sinais 2 Hoje?

    1. Caro Fabio,

      Eu acho que posso responder, talvez com algum conhecimento, porque estou dedicado ao estudo em primeiro lugar e, em seguida, as Causas dos Santos, antes de chegarem tempos relativamente felizes …

      A disciplina do processo, ao longo dos séculos, Ele tem sido objecto de inúmeras variações. Basta saber é que a distinção “grau” incluindo santos abençoados e, Tem sido definido apenas por volta do século XV, anteriormente, digamos, Bendito ou Santos, Era a mesma, isso eu também pode compreender os textos litúrgicos, onde ainda se refere para os Apóstolos Abençoadas, Bem-aventurada Virgem Maria, e assim por diante.

      beatificações e canonizações hoje são atribuídos à Santa Sé que criou um departamento especial, a Congregação para as Causas dos Santos, Anteriormente tinha jurisdição da Congregação para os ritos; mas especialmente, por muitos séculos, até o século XI ao redor, canonizações eram de competência dos bispos das dioceses.

      O número de sinais necessários dependente e pode variar de disciplinas eclesiásticas aprovados ou alterados ao longo do tempo, bem como um Pontífice Romano, sendo legislador supremo, pode, por exemplo “dispensar” um candidato para a beatificação e canonização pelo milagre apurado, e isso aconteceu várias vezes, recentemente, também.

      Não há milagres são necessários para a beatificação dos mártires, porque tem sempre, A Igreja, considera o milagre de aceitação martírio ea oferta de vida para a salvação da fé, a Igreja e o Povo de Deus.

      Nas páginas de Teologicamente L'Ilha de Patmos pode encontrar meu próprio estúdio onde eu explicar ao público a evolução de procedimentos e leis eclesiásticas, pode encontrá-lo Quem

  19. Gentile don Ariel,

    Eu li seu ensaio desnecessariamente longo e eu tenho que dizer que concordo com o Sr.. Alberto. O ensaio parece que foi escrito por revolta ou por um de seus chamados observadores. odiador gíria mesma, mesma linguagem de desprezo para a caminhada e, especialmente, a mesma edição. Para mim, ela só poderia brilhar, mas este não é o meu problema, mas a sua. Eu não acho que isso será suficiente 1200 caracteres para ser capaz de rebater cada ponto de sua escrita quilométrica (motim diz as mesmas coisas, com o mesmo antineocatecumenale ódio, com muito menos palavras), mas alguns deles são. 1) fala sobre erros doutrinais, mas é absolutamente falsa, porque o diretório catequética foi aprovado em 2010 e contém toda a catequese que são feitas durante o itinerário. Entre outras coisas, as correções gigantes lendários que disse a ela e sua chama clone, nunca existiu, porque o PCL simplesmente inserir esta nota no fim da página com as suas referências a documentos da igreja.

    2) ela fala, bem como o seu clone, os "abusos" que haveria na celebração de acordo com a prática Neocatecumenal e aqui vamos nós outra vez no lendário, como não há. Eles só colocar lendas em pé por aqueles não familiarizados com a maneira ou denegrir aqueles que querem satisfazer sua sede de vingança pessoal. não são as "homilias dos leigos", Mas só, como a constituição aprovada "breves comentários sobre as leituras". Não há "danças durante a celebração", mas a dança (que não é o Assírio Babilônia quando ela se arrasta, mas o davídica) começa acabado de celebrar, como também evidenciado pelo vídeo que postaram). É falso que você receber a comunhão sentados, mas sim, como a constituição aprovada, Ele está recebendo pé. É falso que existem passos a taça (ela o chama de "Coppone", mas este é o seu problema), como é o presbyter que passa através do fiel, que se levantam, tomar um gole de vinho e voltar a taça ao sacerdote. É falso que o pão seja embalada em conformidade com a legislação de Kiko. Kiko mostraram apenas sinais de ser rastreado sobre o pão e o salmo seja recitado durante o acondicionamento.

    bem como os nomes dos comentadores são sempre os mesmos em seu blog e sobre a arder (guardacaso). Eu disse que ela fala destes testemunhos "terrível", mas, obviamente, ele omite mencionar os positivos (Oh yeah ... aqueles são uma lavagem cerebral como você chamá-los de inimigos). Justamente ele disse que João Paulo II não aprovou os estatutos definitivos, mas apenas aqueles "experimentalmente", De fato, Bento XVI foi a fazê-lo 2008. Finalmente convido-vos a também ler todos os discursos Papas sobre o Caminho Neocatecumenal 50 anos, não só a de Bento XVI (famoso entre você haters, como a de 3 dobrar os ouvidos, que nunca foi tão e disse isso em uma carta ao lado). Toda a conversa dos Papas, por Paulo VI para terminar a carta de saudações para Kiko por sua 80 anos de papa Francis (não "Francis I", como mostrado por ela. Mas essa esperança foi um erro de digitação).

    De qualquer forma, a concluir, a quilometragem tempo perdido para escrever este artigo, cheia de erros no caminho, que obviamente não saber ou ter conhecido apenas através dos escritos do Padre Zoffoli, Também embalado com bobagens, em seu lugar eu teria passado no confessionário, ou para evangelizar. Através da maneira que eu conheci muitos sacerdotes santos que perdem suas vidas para evangelizar. Nos países pobres, Congo, Índia, Nigéria, entre ratos e cobras ou descristianizada Europa. couro, humilhado e ver um bom padre como ela, perder tempo fazendo o inimigo do Caminho Neocatecumenal e apontar o dedo para os bispos e cardeais é realmente triste.

    De qualquer forma, a concluir, a quilometragem tempo perdido para escrever este artigo, cheia de erros no caminho, que obviamente não saber ou ter conhecido apenas através dos escritos do Padre Zoffoli, Também embalado com bobagens, em seu lugar eu teria passado no confessionário, ou para evangelizar. Através da maneira que eu conheci muitos sacerdotes santos que perdem suas vidas para evangelizar. Nos países pobres, Congo, Índia, Nigéria, entre ratos e cobras ou descristianizada Europa. couro, humilhado e ver um bom padre como ela, perder tempo fazendo o inimigo do Caminho Neocatecumenal e apontar o dedo para os bispos e cardeais é realmente triste.

    ***

    Notei que o comentário é incompleta e, provavelmente, ao enviar comentários, algo não deve ter trabalhado e desaparecidos parte, que eu acho que deve ser a IV. No próximo comentário Vou postar a parte que falta. Peço desculpas incidente.

    PARTE IV.

    O pão é embalado de acordo com a ordem normas gerais do Missal Romano, tanto em termos dos materiais a utilizar e os tempos, tanto a natureza do signo. Chegamos com outra lenda, aquele que faz mais raiva, a lenda “a falta de cuidado e a dispersão dos fragmentos eucarísticas”. É falso! A distribuição das espécies eucarísticas é sempre tão escrupulosa e maníaco, sob a supervisão de padres ou diáconos. Em trinta anos eu nunca vi uma migalha cair na terra e não ser restaurado. Estar em um círculo, o sacerdote que distribui a Eucaristia sempre há, pelo menos 100 olhos, mais a sua. É falso que os vasos sagrados não são limpos adequadamente, De facto, a purificação é sempre feita por Priest ou Deacon ou na ausência de um Deacon, o processador de dados e posso assegurar que em todas as celebrações que participei, esta operação ocorre em um cada vez mais maníaco. Você fala sobre alguns depoimentos “terrível”, que, então, curiosamente eles são sempre os mesmos quatro ou cinco, em todas anticammino blogue jogar sempre o mesmo,

    1. Dear Mr.. Massimiliano,

      Você se importa.
      Ela conscientemente reside.
      ela mentiu.
      Você mente como mente Kiko e como eles se encontram todos os catequistas e sacerdotes neocatecumenais.
      Você está mentindo quando diz que o Diretório Catequético do Caminho Neocatecumenal foi aprovado em 2010 como ele apareceu. Você está mentindo quando diz que a congregação não tem nada incorreta: catequistas pais possuem ALL diretório volumes, aprovação pré e pós.

      Todas as heresias edições anteriores desapareceram, muitas frases foram ainda completamente transformada. Tente ler sinopse da primeira edição da catequese sobre a Eucaristia e edição aprovada. fazê-lo. E tentar repetir que não houve correções.

      E’ obviamente um pedido retórica, porque, Repito, ela iria continuar a mentir e negar a evidência, como ele foi ensinado por seus catequistas “acreditar contra a razão, obedecer sem entendimento”.

      Eu disse que sua mente. mente, porque até 2005 todas as comunidades neocatecumenais do mundo omitido Gloria, credo, o lavatório, eu'irmão, orarcom, L 'Agnus Dei e Senhor, eu não sou digno, fim Kiko e Carmen (e Farnes suponho) contra as normas litúrgicas.

      Ainda hoje eles cometem graves abusos, ela, deitado, cuidado.

      O Neocatecumenal celebrar teimosamente em uma mesa, eles chamam de "bagunça" e nunca altar. Celebre sobre uma mesa, mesmo na presença de um altar, Embora, Eles preferem para "celebrar" nos salões, se as igrejas não são suficientemente neocatecumenalizzabili.
      O Neocatecumenal servilmente seguir e assim Trent as rubricas de Kiko: as músicas, o arranjo das cadeiras, o atril tampa, le centavo, taças, o menorah, o Ícone de Nossa Senhora, a cruz procesional etc.. tudo deve ser estritamente kikiano, e isso não compromete.

      O Ofertório é inexistente, como o celebrante diz as orações fornecidos pelo Missal como trocamos o sinal da paz ao som de "por causa dos meus irmãos" ou "Olha que lindo" ou "Evenu Shalom". Além Kiko ele ensina que na Missa não oferece nada para Deus, ergo o neocatecumenale ofertório é concebido como mera "preparação da ocorrência" e não merece qualquer ênfase.

      O "sacerdote" é sempre cantando e apenas a segunda Oração Eucarística como a única música suprema por Kiko, e também muda em palavras diferentes de uma mesma.

      E 'é proibido de se ajoelhar durante a consagração na NC-made sci (grave abuso).

      A comunhão é montagem e sacerdote simultânea (grave e proibido pela Instrução abuso Sacramentum sendo ela uma neocatecumenale catequista e mentiroso, ignorar.

      Você está mentindo quando diz que você receber a comunhão de pé: com um hábil (mas estúpido) trocadilho é capaz de interpretar os novos estatutos e para fazê-lo dizer o que eles não dizem; não há diferença entre "receber" e "fazer" a comunhão. Em vez disso você, astuto e mal, recebê-lo em pé e sentado fadas. Também é proibido por catequistas receber a comunhão de joelhos ou sobre a língua.
      mesmo o Menorah sobre a mesa é um abuso.

      Embora a dança é um abuso, embora não seja proibida pelas rubricas (Embee, as rubricas não proíbem arrotos durante o anúncio do Evangelho!).

      A forma e os desenhos de pão ...

      … Eu poderia continuar com o seu abuso grave e sacrílega. Não ter tempo, Vou apenas mencionar que nas celebrações da purificação Caminho Neocatecumenal dos vasos sagrados, É feito por leigos, Além disso Depois da bênção (geralmente, durante a dança).

      esqueceu, querida Massimiliano, de finalmente reiterar: ela MIND.

    2. Caro Massimiliano,

      Eu poderia indicar um elemento que parece escapar-la. não é mau, pelo contrário, Garanto-lhe que não há nada de errado. Pois é bom que fornecem uma explicação fundamental: Eu não sou realmente um cidadão livre mas isso depende em todos os aspectos pela legítima autoridade eclesiástica que não me ligam “contrato de trabalho por tempo indeterminado”, mas um sacramento da graça que implica que minha obediência devota e filial a esta mesma autoridade eclesiástica, personificada para a frente em toda a partir da figura do Bishop, sobre a qual a celebração válida e lícita do sacrifício eucarístico celebrado por mim para o mandato recebido pelo bispo e exercer meu ministério em perfeita comunhão com o Bispo em comunhão com Roma Vescvo. Isso é chamado “obediência”, o que eu, ministro bosomes, Eu sempre respeitei.

      Se eu sou o que ela diz, ou seja, um 'inimigo', em seguida, um orador público de ódio, neste caso, para saber que em todos os aspectos humanos e morais, deve cometer um “crime” muito mais grave do que o que poderia ser a aventura secreta com uma mulher e, em seguida, a violação da castidade a que estou vinculado por solene promessa para me manter celibato, o que não implica a mera celibato, mas precisamente a castidade.

      Muito antes de ele foi eleito Papa Francis I, Eu avisei em meus escritos públicos, na minha catequese e em meus sermões, que os piores pecados são aqueles que vão "da cintura para cima", não "da cintura para baixo,". A este respeito, eu sempre lembrado, com grande rigor teológico, que a rainha de todos os pecados mortais é o orgulho, não luxúria; e não a caso, na lista de pecados capitais, orgulho está no primeiro lugar.

      Portanto, um padre que odeia e disseminar o ódio público, É, de longe, muito pior, mas realmente muito pior do que um padre que secretamente mantém uma amante.

      Perguntas a este respeito a qualquer Bispo, ou a qualquer doutor em teologia moral sagrado, para confirmar o que eu disse e escrito, tudo para esclarecer que, se eu fosse a pessoa representada em seu comentário, assim que ela deve cumprir o seu dever inescapável da consciência cristã: notificar imediatamente a autoridade eclesiástica que um padre, para dizer o mínimo indignos, Ele está semeando escândalo entre o Povo de Deus, espalhando-a entre o ódio e falsidade.

      Por isso, apresso-me a fazê-lo, porque é um imperativo da consciência cristã à qual ela não pode e não deve fugir, mais, pertencer a um movimento que tem o Espírito Santo em seu bolso e sempre pronto para uso, deveria, portanto, particularmente fácil esserle.

      Autoridade Eclesiástica ela também pode produzir a minha resposta ao seu discurso, em que eu digo agora como segue: com base no que ele escreve e a maneira como ela escreve, ela é comparável – é apenas um exemplo paradoxal de fazer a idéia – uma prostituta batendo a calçada na Via Casilina e antes de uma patrulha policial que pára em frente dela e demanda “ti stai prostituendo?” ela responde “Você está louco? Como se atreve você e como você se atreve, Estou agindo todos os cinco mistérios do Santo Rosário. vergonha, vocês são os inimigos dos santos apóstolos do Santo Rosário!”».

      Aqui, ela está fazendo a mesma coisa, ofensor, entre outras coisas a minha inteligência, que, aliás, não é realmente a minha, é um dom da graça que Deus me deu em “empréstimo para uso” e do qual vou ter que responder como indicado pela parábola dos talentos [MT 25, 14-30].

      Agora eu vou explicar por que ela, negar a evidência e afirmando que a Polícia “sob a lâmpada de rua da Via Casilina” na verdade, é apenas “recitando todos os cinco mistérios do Santo Rosário”, Ofende a minha inteligência ea de muitas outras pessoas:

      1. Eu não escrevo e nunca disse nada em público para ouvir, Falo apenas com base em provas documentais que possam ser expostos à autoridade eclesiástica no caso de você foram de alguma forma chamado a prestar contas e razão para o que eu digo;

      2. Estou preparando um guia para o bem CA Paz certeza Caminho Neocatecumenal, indicando suas armadilhas e erros, todas as coisas que podem ser afirmados e divulgadas publicamente através de publicações, única e exclusivamente através de tentativa tente;

      3. Parto do princípio científico que tudo no campo de acusações e alegações não pode ser provada, Ele não pode e nunca deve ser apresentado como verdadeiro.

      Dito, enquanto ela pontifica sobre o Santo Rosário sob a rua Via Casilina, explicando que o Caminho Neocatecumenal é a essência da ortodoxia liturgia e respeito da Eucaristia, Eu joguei-los – para ela como para Alberto para que ela se lembra e que comentou antes dela debaixo de um outro poste – um desafio público para agradar a cobrar, nomeadamente, as seguintes:

      Deixe-me chamar a sua presença perante a Congregação para a Doutrina da Fé e, em seguida, antes da Congregação para o Culto Divino ea Disciplina dos Sacramentos na minha formulação da carga de ódio e falsas acusações de divulgar notícias contra o Santo Neocatecumenal, naquele momento eu vou responder desta forma:

      1. Peço que uma tela grande está montado e vai exigir que eles são vistos do começo ao fim um total de 14 hora e vinte minutos de filmagem em que foram efectuadas, em todo o mundo, várias missas do Neocatecumenal em que ocorre a cada tipo de abominação na Santa Eucaristia;

      2. irá realizar na cópia original das letras e os relatórios dos bispos e padres que esses filmes que eu lhes forneceu;

      3.Ela irá produzir um total de 41 horas e oito minutos catequese registrada feita pelos vários mega-catequistas em torno Itália sozinha, no interior dos quais são expressas, contido e difundir os piores heresias pneumatológico, cristológica, Trinitária e eclesiológico, então eu vou realizar a cópia original das letras de quem, essas gravações, I forneceu.

      Nesse ponto ela vai negar, com toda a graça que o seu Espírito Santo pessoal irá infundir, A autenticidade destas imagens de vídeo e conteúdo gravado das catequeses acompanhado por relatórios e cartas testemunhais.

      Então você terá que provar que horas e horas de imagens de vídeo que contenham sequências que documentam os mais graves abusos litúrgicos e, muitas vezes autêntica sacrilégio eucarística, seguido de dezenas de horas de gravações catequese herética, em seguida, as cartas de bispos e padres que me forneceram todos estes materiais detalhando datas, lugares, pessoas, grupos e acima de todas as chamadas desnecessárias feitas a eles ao longo do tempo, são todos falsos materiais, ergo Eu sou um "inimigo" que espalham o ódio.

      Aguardo a reclamação de sua parte e da consequente meu apelo aos departamentos relevantes para explicar e razão do que tenho escrito e dito. tudo o resto, acredite em mim: é apenas a justificação de uma prostituta sob a lâmpada de rua da Via Casilina que desmente a polícia afirmando que ela está em que lugar para jogar todos os cinco mistérios do Santo Rosário e que faz parte dos santos apóstolos do Santo Rosário.

      A lei, como Alberto que falou e escreveu antes de sua, I lembrar e repetir que vara a esta maneira, sem considerar os méritos, refutando os argumentos apresentados com a ladainha usual "fomos aprovados … fomos aprovados …», infelizmente isso implica da sua parte para fazer antes de tudo um grande desserviço ao Caminho Neocatecumenal, antes de uma pessoa que fala única e exclusivamente com base em provas documentais e não sujeito a negação.

      1. Gentile don Ariel,
        Ela sabe que ninguém nunca mais denuncierei, muito menos um homem de Deus. Eu não minto como ele diz com violência e ódio o apóstata (nome Omen), o que estava acontecendo antes de os estatutos provisórios foi corrigido e todas as comunidades celebrar ao abrigo das disposições da Santa Sé. Aconteceu de novo para ser hospedado em muitas comunidades, na Itália e na Europa e devo dizer que você sente em todos os lugares em casa, com a celebração que ocorre da mesma maneira em todos os lugares. Portanto, repito, os sacrilégios abusar etc, são mitos circularam por aqueles que odeiam o Caminho.
        Ela diz que faria um grande desserviço ao Caminho. Mas eu não estou defendendo o Caminho, como eu poderia? O Caminho defende Cristo e Sua Igreja, apreciando bons frutos. a conversão, seminários em todo o mundo, casamentos inférteis que começam com alegria a vida, famílias que deixam a sua segurança para evangelizar em lugares don nunca ouviu falar de Jesus Cristo. Em vez querido Pai Ariel, Eu acho bom no serviço que faz com que o ministério sacerdotal, se ele passa boa parte de seu tempo com apontar o dedo.
        paz

    3. Caro Massimiliano C. ,

      firmarsi “dom Andrea” não significa nada, e eu tive a minha maneira eu colocaria (como meu uso), nome, sobrenome, cidades e até mesmo código fiscal. Eu não fazê-lo por duas razões: o primeiro, porque eu sou o principal de um instituto superior de ciências religiosas, e até mesmo repeti-lo em todas as línguas conhecidas para mim que eu falo só por mim, Eu arrisco a envolver minha instituição, Eu não posso fazer; o segundo, por que não posso envolver minha arquidiocese e minha Arcebispo.

      Eu não sou um nik fantasia, O pai de Ariel, que durante anos me conhece profundamente e que prossiga com profissionalismo impecável esta revista útil, é a primeira testemunha do que.

      Aqui está a história …

      O arcebispo confia me uma pequena paróquia perto do centro do nosso instituto de ciências religiosas, Estou esperando que como teólogo capaz de colocar em linha os catequistas do Neocatecumenal que, nesse contexto, teve de 25 anos seus funcionários. Li convocado para uma série de reflexões tirado de mim, que não só não aceitou, porque quando eu toquei os aspectos dogmáticas da fé, de uma maneira insolente e ousada veio para rir na minha cara.

      sabendo graças a Deus para ser capaz de contar com o apoio da minha arcebispo (tudo coisa óbvia para um padre!) I começou pouco depois das proibições: 1) colocar qualquer coisa na noite de sábado com exceção dos fiéis, 2) há missas privadas nos salões paroquiais, 3) nada missas celebradas na igreja em uma tabela criada no altar em vez de consagrada, 4) nada “introduções” e “ressonâncias” que estavam então em verdadeiros homilias fato, especialmente recheado com graves erros doutrinais.

      Parte de seu protesto contra o arcebispo que mesmo os recebe e que atribui ao Vigário Geral, que foi verbalmente agredida quando disse que as disposições são ditadas pelo pároco de acordo com o ordinário diocesano.

      Não ser capaz de fazer o que quisesse, Neocatecumenais abandonar a paróquia, mas sem encontrar sacerdotes de outras paróquias dispostos a dar em uso no salão paroquial da catequese e privadas missas celebradas portas fechadas entre eles.

      Na minha conta começar a correr rumores sobre falhas morais alegados e violações relacionadas com o sexto mandamento. Eu tinha um monte de problemas para convencer dois preciosos colaboradores do instituto de ciências religiosas não se demitir de seus cargos. Um conseguiu convencê-la, graças à ajuda dada por seu marido, o outro eu não conseguia convencê-la. Para aqueles que não entenderam … eram meus amantes (!?).
      Quando se foi, o outro foi, boato era que os meus dois amantes tinham discutido uns com os outros por inveja (!?).

      I trabalhou por anos com esses colaboradores, é mais, mas crua, Ele foi emitido um único suspiro, tudo se soltou depois da minha atrito com os neocatecumenais. Vamos dizer que isso é pura coincidência.

      Essas pessoas retratada como tão zeloso e respeitoso de todas as regras de Mr.. Massimiliano, em desobediência completa para o bispo começou a usar os corredores de um hotel local, fazendo vêm rolando dois padres neocatecumenais de fora da diocese, surgiu a partir Redemtoris Mater, desde que nenhuma aprovação diocesana ordinário celebrando missas privadas em lugares não consagrados. Para os não iniciados esclarecemos que nenhum sacerdote de outra diocese que não está autorizado pode exercer o ministério sagrado no território canônico de outro bispo, liturgias celebrando espécies que não satisfaçam os livros litúrgicos e no espaço consagrado.

      Tomando meu pai a resposta Ariel e leitor “Tomista ex NC”, Devo dizer, Se. Massimiliano, que as coisas estão em dois termos, onde se exclui o outro: uma lei, como tem sido dito, conscientemente reside, ou, como, talvez, pode ser, em vez disso ela pertence a outro Neocatecumenal, o cumprimento das disposições dos bispos, aqueles de párocos, os livros litúrgicos etc. .. etc. …

      Quando, depois de alguns meses o Arcebispo chanceler notificada aos dois padres que não foram autorizados a celebrar no território diocesano, sem a autorização necessária, Eles deixaram suas celebrações, e um mês depois, quando o arcebispo foi para uma paróquia para administrar Confirmações, adro da igreja um grupo de pessoas, sem motivo e razão, Ele gritou quando entrou “Judá” e “palhaço”. também esta, mas, há coincidência, porque como você pode explicar Mr.. Massimiliano, Maio, o Neocatecumenal colocar em fila, Eles seria falta de respeito a um bispo.

      Saiba que você é um dos vários sacerdotes que com o seu nome, sobrenome , endereço e até mesmo código fiscal, O pai de Ariel forneceu um relatório ao 30 páginas onde eu resumem toda a história na minha qualidade de testemunha ocular.

      1. Querido Pai Andrea,

        Não pelos méritos de sua experiência, Não conhecer o outro também “sino”, mas pelo que eu disse a você de fato lhes permitiu fazer o Caminho. De acordo com os estatutos da maneira que tem regras precisas, Eu diria que “statutizzate” e as regras que ela tinha imposto, na verdade, eles não garantir a continuação da viagem, pois é. não é mau, pode acontecer que depois de o bispo “chamada” a maneira em sua diocese, pode mudar as suas mentes, ou um colaborador tem quaisquer reservas em relação este “dom do Espírito Santo”, como o chamava o Santo Padre. não é mau, Se a maneira que você não pode fazer na sua paróquia, haverá outro que vai recebê-lo e tornar possível a sua boa condução. Mas eu acho que, Qual de vós, sacerdotes existem muitos preconceitos em relação ao Caminho Neocatecumenal. Talvez porque é inconveniente, porque é a madrugada, celebrações longas, mas garanto-vos que os benefícios elaborada a partir delas, em comparação com alguns inconvenientes são muitos mais. Os frutos de conversão, abertura à vida e, especialmente, para pagar, de longe, a fé alguns sacrifícios.
        paz

        1. Caro Massimiliano,

          o Caminho Eu não sei nada além do conhecimento pessoal de alguns Neocatecumenal, Eles sempre pareceram boas pessoas e com quem eu nunca tinha algo a dizer.

          Mas não Andrea escreveu de ter aplicadas as seguintes proibições:

          1) colocar qualquer coisa na noite de sábado com exceção dos fiéis,
          2) há missas privadas nos salões paroquiais,
          3) nada missas celebradas na igreja em uma tabela criada no altar em vez de consagrada,
          4) nada "introduções" e "ressonância", que foram, em seguida, em verdadeiros homilias fato….

          Ela disse que Don Andrea, de fato, portanto, é proibido fazer o Caminho. Eu acredito que qualquer um que não sabia de nada, como eu, Este oferecendo uma visão bastante confiável. Mesmo admitindo que Don Andrea está errado sobre os graves erros doutrinais, O que mais improvável, Não é nem mesmo sua dúvida, o relendo acima, que pode haver alguns problemas um pouco’ às vezes mais grave do que as pequenas horas?

          A mim, ignorantemente, Parece ser quase a instituição de outra igreja. Mesmo sem negar a possibilidade de resultados positivos, no entanto, que ninguém aqui tem negado, parece-me

          1. Caro Klaus,
            artigo 13, vírgula 2 do Estatuto estabelece que os neocatecúmenos celebram a Eucaristia dominical “na pequena comunidade, após as primeiras Vésperas do domingo”, isto é, na noite de sábado. estas celebrações, ao mesmo tempo que também faz parte da Paróquia e, em seguida, aberto pastoral a outros fiéis, Eu acho que eles não podem perder a sua natureza “a pequena comunidade”. Então eu acho que é o discernimento do pároco ou pessoas responsáveis ​​por distribuir os fiéis que pedem, em várias comunidades. Se, por “há missas privadas nos salões paroquiais”, meios “nada fez para alguns”, então você entende que você sai no artigo 13 vírgula 2 (celebrada em pequenas comunidades).
            As introduções e ressonâncias (curto) Eles são prescritos por lei. Às vezes você pode exceder, mas, nesse caso, o sacerdote pode parar o irmão que excede (Isso acontece para nós).
            Eu não tenho coragem de dizer que Don Andrea está errado em erros doutrinais (de que falei), Em vez disso eu disse em outro lugar que o diretório catequética foi aprovado.
            Sobre o fato de que às vezes você faz as pequenas horas, Posso dizer-lhe para fazer uma celebração sem a pressão de tempo e relógio…

  20. Caro pai Ariel,

    Ele escreveu em seu tipo resposta: “…que bohemienne oitenta interpretado por Kiko Arguello, que conta como ela iria narrar antes de os bispos que ele comanda os Demônios…”.

    Tolga bem como a condicional! I apontar o ligação uma Youtube Kiko ouvir onde se propõe a fazer mais e exorcismos e expulsando demônios e de ter recebido um "sinal" do Espírito Santo (minuto 07,52) sempre falar por inspiração divina (minuto 15,40) e chamadas “esquerda”de padres culpados de ousar desafiá-lo assobiando (minuto 13,55).
    http://www.youtube.com/watch?v=Xl1vv1dEiiU

    Ele sabe que Carmen se gabava de ser objecto de recurso por Madonna “Bendita és tu entre as mulheres” e ele foi contratado para reconstruir a Igreja ? Foi também o local do Caminho.

    Acredite em mim, Muito de neocat o macaco tentando fazer demais exorcismos. É possível que, mesmo que poderia sacudir a congregação? E eu não era o único a escrever. Eu entendo as dificuldades dos sacerdotes com o Caminho, mas seu silêncio nas pesquisas quando catequistas violar consciências e destruir as pessoas. Eles são responsáveis ​​pelas almas.
    Obrigado novamente para o bem que ele faz.

  21. Caro pai Ariel,

    muito obrigado por esta sua obra-prima magistral, Eu estou tendo o cuidado de espalhar entre os sacerdotes que conhecem.

    Eu sou o filho do Neocatecumenal, cultivada em cabeça Kiko (Eu nunca foram ensinados a se ajoelhar durante a consagração, genuflettermi em frente do Tabernáculo e descobriu adoração eucarística como um adulto). Para 13 anos, tenho sido forçado a começar a viagem, I abandonado depois 16 anos por razões espirituais, teológica e litúrgica. I levou dez anos para tomar esta decisão difícil, porque eu tinha a ilusão de que eles podem alterar o caminho de dentro.

    Em CN tenho sido humilhado, continuamente silenciada (pelos pais e catequistas) e psicologicamente destruída. Eu era um catequista e cantor, e passou pelo inferno sempre azzardavo me para não uniformarmi Kiko pensamento (Um intelecto do caminho, avveroisticamente destina): meu conhecimento do Catecismo e Sagrada Teologia foram considerados como formas de orgulho e orgulho espiritual, meu amor para a Santa Missa e para o respeito dos livros litúrgicos para a auto-justos e legalismo hipócrita, meu amor para a Santa Missa e para o respeito dos livros litúrgicos para a auto-justos e legalismo hipócrita, minha tentativa de dar canto litúrgico um certo decoro para perfeccionismo e histeria e Carib (Eu uma vez foi repreendido por ter ajoelhado durante a Oração Eucarística, porque não respeitou a montagem ... mais uma vez para compor canções, porque "o carisma vivo!!! Você não é ninguém para fazer canções! Kiko não compôs nada, Ele acaba de descobrir a música que tem a Palavra de Deus quando ele sai de sua boca!!! Se você acha que você sabe que está orgulhoso!!).

    Quando eu comunicada catequistas minha decisão de deixar o caminho, Eles me ameaçaram como patrão Cosa Nostra: "O diabo vai destruir seu casamento!! Deus o chamou no Caminho, e se você deixar você está virando as costas para Deus!!!"

    Meu Perdoni manterá l'anonimato, Mas ser um professor de religião católica, Eu não me importo de me ver revogada a aptidão para a sua retaliação criminosa.

    Meus pais e catequistas me tratam como um apóstata, enganado pelo diabo, que perdeu todo o discernimento, e, especialmente, não pode suportar que eu tenho um sacerdote como Diretor Espiritual.

    em greet, Peço-lhe para lembrar todos nós ex-Neocatecumenal em oração, mas sobretudo na Santa Missa.
    Finalmente eu peço uma opinião sobre esses dois itens, escrito por mim:

    https://neocatecumenali.blogspot.com/2018/09/sul-concetto-di-comunita-all-interno-del-cnc.html?m=1#comment-form

    https://neocatecumenali.blogspot.com/2018/09/strane-allergie-cui-vanno-soggetti-i.html?m=1

    Louvado seja Jesus Cristo

  22. Massimialiano C., Eu estava indo para ler seus comentários em que desnecessariamente prolixo, como é usual entre você kikobots, décadas refuta de evidência documentada de um serqua piteous “não é”, “Eu nunca aconteceu”, mas eu tive que parar imediatamente a primeira mentira do amendoim: a aprovação do Conselho Executivo.
    1) os volumes aprovados têm segredos, porque você tem feito tantas e tais pressões para fazer tais, caso único na história da Igreja, por isso a aprovação não faz sentido de existir, que este documento incluiu a publicação dos volumes.
    2) os textos originais eram tão pouco ortodoxa que eu praticamente reescrita a partir do zero, e em alguns lugares até mesmo de terem eliminado seções inteiras, como no caso de “comentário” epiléptico possuidor de seu guru herege presente no volume de tra.
    Portanto, que falamos?
    3) A dança não é o litúrgico? Talvez nós queremos alertar sobre o jantar gnóstico leite e mel celebrado por meio da Eucaristia, dentro do seu conjunto durante a primeira semana da Páscoa?

    1. Queridos bps,
      O que devo dizer-lhe mais do que dissemos no fb ou blog. Como prova de que eu disse a Don Ariel disse que, que há muitas experiências ou ex, você é sempre o mesmo. Como você vê neste blog são os mesmos inimigos. Veja Don Ariel? Onde estão todas essas experiências negativas? Eles são sempre os mesmos dez pessoas, basta multiplicar o seu tempo na internet para falar mal do caminho por motivos de ódio pessoal.
      bps, o ritual do qual ele falou, Foi aprovado, juntamente com todos os ritos contidos no diretório catequética.
      Não houve qualquer “reescrever” da catequese, mas simplesmente as notas de rodapé de página explicativa que trazem aos documentos da igreja.

      1. Não, não, apenas reescrito. Os textos originais (I do primeiro ao último) Eles foram alteradas na edição 2010. À excepção página notas de rodapé! Mas há pior surdo do que aqueles que não ouvirá, assim que você é responsável por sua condenação.

      2. Massimiliano C., Eu respondo em ambos os pontos:

        O primeiro: estamos sempre os mesmos inimigos, até uma dúzia de pessoas…
        Erro que é tão bem. Poucos de vocês estão escrevendo assiduamente, mas o porta-voz para muitos que não intervir; que não significa nada.
        Temos repetidamente analisou o “deriva” do caminho e como ele está secando a fonte. Enquanto eles podem continuar a onda inexistente numeroni? …gritos: milagres! Impressionante!…para puxar a areia para os olhos para os caminhantes inocentes que, ao longo do tempo, Eles são cada vez mais esclarecido?
        Isso se aplica a catequese nas paróquias, pelas vocações para preencher muitos seminários em todo o mundo…
        Os detalhes você pode encontrá-los todos em numerosos artigos de “observatório” sobre estas questões.

        Segundo: não "reescrever", mas apenas notas.
        A saber, as notas seriam feitas apenas para confirmar a ortodoxia da catequese. Dá-nos uma confirmação surpreendente: Kiko e viajar intencionalmente mentir para caminhantes como aquele que você transitar é a versão popular pela forma como líderes em comunidades. Confirmando que não aceitar a correção e estão determinados a desobedecer…

  23. Eu confirmo, caso fosse necessário, Como afirmado pelo ex-NC tomista em sua resposta a “Massimiliano” de 14.07. Primeiro eu confirmar que Massimiliano conscientemente reside.

    I começou a voltar na catequese 1990 No entanto, mesmo quando os estatutos estavam falando.
    Nas celebrações eucarísticas (comissionamento) Eles foram omitidos Gloria, credo, o lavatório, l Orações, Ó Senhor, eu não sou digno de ser o Cordeiro de Deus 's e U L', O Credo começava a recitar (apenas sempre cantada da mesma forma… I-ooo…) somente após o final do Redditio, e se eles comemoraram juntos duas ou mais comunidades, e até mesmo um deles não tinha feito a Redditio, e, portanto, ele não tinha recebido (sic!) credo, Este foi omitido por completo.
    Confirmo que todos os móveis e instrumentario litúrgica deve ser estritamente do caminho. Confirmo que o ofertório é inexistente, é simplesmente uma transferência da ocorrência para a elevação da mesa pequena do serviço cantina (nenhum altar, que é inexistente). proibido de arco. Se alguém fez, seria muito rejeitado e repreendeu você não ousaria repetir o gesto.

    I continuam a confirmar a veracidade da alegação feita pelo tomista ex CN na sua resposta à Massimiliano 14.07. Até a aprovação dos estatutos da Eucaristia é recebido e consumido assentado assento depois que o padre ou outra pessoa (estritamente masculina, mesmo sem um treinamento específico) Ele tinha distribuído um pedaço de pão sem fermento em tudo. Após a distribuição e antes da consumação do pão, apenas o padre disse: "O corpo de Cristo nos manter para a vida eterna, para a congregação respondeu: "Amém". Após a aprovação foi re-introduzido o Agnus Dei, e a recitação da fórmula "Senhor, Eu não sou digno .... mas 'apenas uma palavra, e serei curado ". Comunhão só é recebido de pé, mas continua a ser consumidas juntamente com o sacerdote, após a distribuição a todos. Na verdade, não se levanta durante alguns segundos apenas para obter suas mãos em um pedaço de pão com o padre ou o seu. Na prática, é uma farsa, uma espécie de sop às autoridades da igreja.
    No que diz respeito ao pão, Eu não sei se ele segue "normas gerais de ordenação do Missal Romano", mas eu sei que a quem deve preparar é dado ...

    1. Paola , como foi dito acima, a aprovação dos estatutos e do diretório catequética, Ele mudou radicalmente a forma, Então, o que era uma vez apenas um passe em coisas por via oral, agora tudo “statutizzato”, de modo que os erros que foram feitos, Agora você já não pode fazer. Eu, também, juntaram-se na caminhada 1990 e eu vivi na minha pele essa mudança. Lembro-me que estávamos com medo das alterações introduzidas, mas em vez disso ter sido uma bênção. Eu não sei porque eu não assistir a uma celebração com as comunidades neocatecumenais, mas agora (na verdade um 15 anos ina) É exatamente como uma missa regularmente, tanto que pelos estatutos, Massa entrou de fato no serviço da paróquia que acolhe o Caminho. É aberto a todos, Venha e veja por si mesmo.

      1. mas realmente?
        Agora “a celebração com as comunidades neocatecumenais”
        “É exatamente como uma missa regularmente”?

        Então, primeiro que era uma melodia normal?

        Então respeitada à letra litúrgicas Books? Vá em procissão para receber a Comunhão com o anfitrião e com o mesmo modo de distribuição que vemos em nossas Paróquias?
        Finalmente você ter resolvido as disposições da Carta Arinze? Agora que é notícia! Na verdade havia sido concedida dois anos, apenas dois, a partir de 2005. Mas como dizem? Antes tarde do que nunca.

        pax

        1. rosto pax,

          Os estatutos do Caminho Neocatecumenal, para o número 13, vírgula 3 diz:

          “no que respeita à distribuição da Sagrada Comunhão sob as duas espécies os neocatecúmenos receber pé, permanecer no local”.

          Então, como eu disse em outro comentário:

          “Quanto à questão da Eucaristia, O regulamento geral do Missal Romano ao ponto 320 recital: "Pão para a celebração da Eucaristia, Deve ser exclusivamente de trigo, embalados recentemente e sem fermento, de acordo com a antiga tradição da Igreja Latina ". Então, como você vê, não há nenhuma menção Ostia, que ao longo dos séculos, tem sido adotado para situações práticas óbvias de igreja, mas pão”.

          Em seguida, na etapa 321 dell'ogmr diz: a natureza da RODA sinal de que importa ESTES é realmente tão FOOD.

          Então, no final deste artigo lê:

          “o gesto de partir o pão, em que o Eucaristia foi em tempo apostólica, Ela traz à tona mais claramente a força ea importância do sinal da unidade de todos no único pão e do sinal da caridade, o fato de que "um só pão é distribuído entre os BROTHERS”

          Saudações.

          1. Portanto, não é verdade que a celebração Neocatecumenal ” agora (na verdade, por quinze anos) É exatamente como uma missa regularmente” !

            A verdade é que, para garantir as correções de compatibilidade e nós nem sequer pensar, Em vez de obedecer à Igreja, continuam a exibir suas interpretações arbitrárias e parciais do Missal Romano (como você faz com a Palavra de Deus) para legitimar suas práticas bizarras. Depois de anos de ataques violentos de Carmen no Vaticano você tem a carta de Arinze que você sutilmente minado.

            Que "a Sagrada Comunhão sob as duas espécies os neocatecúmenos receber pé, permanecendo no lugar "não significa que você tem permissão para voltar você se sentou segurando meu pão para comer tudo junto ao sacerdote que preside, ele se sentou, após a implantação. Este é o seu comportamento arbitrário perpetuado por teimosamente e ai origens que você tocá-lo. O mesmo vale para a distribuição de vinho, fez uma segunda rodada. Longe de ser o Corpo e Sangue de Cristo Uno sacrificado por nós, para você são dois sinais, separada e distinta, um de escravidão-morte-ressurreição de liberdade do outro.

  24. I continuam a confirmar a veracidade da alegação feita pelo tomista ex CN na sua resposta à Massimiliano 14.07. Até a aprovação dos estatutos da Eucaristia é recebido e consumido assentado assento depois que o padre ou outra pessoa (estritamente masculina, mesmo sem um treinamento específico) Ele tinha distribuído um pedaço de pão sem fermento em tudo. Após a distribuição e antes da consumação do pão, apenas o padre disse “O corpo de Cristo nos trazer para a vida eterna, para a congregação respondeu “amém”. Após a aprovação foi re-introduzido o’Agnus Dei e a recitação de fórmula “Senhor, não é digno…. mas de’ apenas uma palavra, e serei curado”. Comunhão só é recebido de pé, mas continua a ser consumidas juntamente com o sacerdote, após a distribuição a todos. Na verdade, não se levanta durante alguns segundos apenas para obter suas mãos em um pedaço de pão com o padre ou o seu. Na prática, é uma farsa, uma espécie de sop às autoridades da igreja.

    No que diz respeito ao pão, Eu não sei se ele segue “normas gerais de ordenação do Missal Romano”, mas eu sei que a quem deve preparar é dada… [Ed. frase incompleta, faltando um pedaço de texto, Não foi cortado pela equipe editorial]

    O pão é preparado de acordo com uma receita precisas sobre como preparar e desenhos para fazer. Você só pode usar o tipo de farinha 00. Eu não sei se a preparação de tais pão seguir "as normas gerais de ordenação do Missal Romano", mas eu sei que este pão é feito e usado como um "host" somente no Caminho Neocatecumenal. No entanto, Devo salientar que você realmente cuidado para não derramar tanto migalhas de pão, durante ou após a consumação da Eucaristia, durante o "purificação". Purificação mas eu nunca vi isso feito por um sacerdote ou um diácono, mas apenas por gestores, carregadores ou outra pessoa estritamente masculinos.
    Outra coisa da qual você não disse, mas que eu acredito que está previsto nos estatutos é que pelo menos uma vez por mês para celebrar a Eucaristia com a comunidade paroquial, em seguida, em uma missa abrir para celebrações tutti.Tali, quando eles não estão abertos todos. Primeiro são feitas totalmente neocatecumenais, única celebrada na igreja. Mas as portas da igreja estão sempre estritamente fechado e sempre leva a algum lugar entrada lateral, de modo que a partir do exterior ninguém pode adivinhar que a igreja terá lugar em ... [Ed. frase incompleta, faltando um pedaço de texto, Não foi cortado pela equipe editorial]

    Finalmente, uma coisa que me impressionou muito (muito negativa) e talvez eu encontrar um dos o fruto envenenado do caminho, uma aberração é a rejeição e repúdio sofrido por alguns ex-NC por seus pais, que devem ser as pessoas que mais amamos. Refiro-me tanto para tomista ex CN que os dois ex-seminaristas mãe, agora pastores, que deu o seu testemunho. Estes são fenômenos que caracterizam os regimes totalitários ou seitas, como as Testemunhas de Jeová. O que se deixa de mãe e não mais amor e seu filho embora só porque ele saiu do jeito que eu achar que é uma aberração gravissima.Spero para eles que Deus vai abrir os olhos para estes pais e fazê-los rever e pedir desculpas aos filhos, enquanto ainda há tempo (vivo).E para você, crianças tratadas nem mais nem menos do que como párias, Imploro o amor infinito de Deus, que pode ajudar a aliviar essas feridas talvez irremediável. Pela minha parte eu não consigo entender, mas imagine apenas remotamente o seu sofrimento, mas eu vou lembrar de você em minhas orações. Tive a sorte de ser o único na minha família de origem em seu caminho e isso me ajudou a manter sempre um olhar ... [Ed. frase incompleta, faltando um pedaço de texto, Não foi cortado pela equipe editorial]

    1. Sra Paola,
      A organização geral do Missal Romano, ao ponto 320 recital: “pão para a celebração da Eucaristia, Deve ser exclusivamente de trigo, embalados recentemente e sem fermento, de acordo com a antiga tradição da Igreja Latina”. Então, como você vê, não há nenhuma menção Ostia, que ao longo dos séculos, tem sido adotado para situações práticas óbvias de igreja, mas pão.
      Em seguida, na etapa 321 dell'ogmr diz: a natureza da RODA sinal de que o assunto
      VOCÊ É estes realmente AS FOOD.
      Então, no final deste artigo lê: o gesto de partir o pão, em que o Eucaristia foi em tempo apostólica, Ela traz à tona mais claramente a força ea importância do sinal da unidade de todos no único pão e do sinal da caridade, para o facto “Mesmo pão é distribuído entre os BROTHERS”
      Eu acredito que eu não precisa acrescentar nada ao que ele diz a organização geral do Missal Romano.
      paz

  25. Na think aprovação fraudulenta do fato de que o Estatuto foi aprovado ANTES Diretório. Em outras palavras, aprovado um estatuto baseado em ainda sub textos catechetetici judice e, em seguida, mostrou-se repleta de heresias e erros. estranho processo, verdadeiro?

    A Massimiliano que repete o habitual reside papagaio, Lembro-me de toda a desobediência principal para a sua Constituição e Missal:

    1- na equipe de preparação deve ser o sacerdote, e nunca há;

    2- admoestações e meio ambiente são a exceção e não a regra;

    3-Eucaristia: SÓ você pode levantar-se em seu lugar. Você deve dizer depois que o sacerdote e cada um individualmente imediatamente recebeu o pão e não todos juntos;

    4-purificação: Apenas o sacerdote pode fazê-lo, diácono ou um acólito instituído, e em vez disso, fornece ostiário ou responsáveis.
    I confirmar os abusos listados por Paola. Eu testemunhei.

    para não mencionar a obrigação do dízimo, a alegação de catequistas para dar ordens de consciência, liberdade, família, sexualidade, trabalho, crianças, produtos e assim por diante, os pecados confessados ​​publicamente em cédulas impiedosos.

    Massimiliano, Jesus perdoou todos, mas os hipócritas. Você e regulador… [Ed. frase incompleta, faltando um pedaço de texto, Não foi cortado pela equipe editorial]

  26. Caro Massimiliano
    Meu ex-irmão em neocatecumenal fé.
    Você diz que no diretório catequética de Caminho Neocatecumenal aprovado em 2010 a Igreja não há nada correto, mas há apenas algumas notas tomadas pelo CCC .
    Bem, Eu acho que o que você diz não corresponde à verdade.
    Podemos resolver isso muito facilmente, Fazê-lo e maneiras de publicar todos os Diretório Catequético assim todos nós aborrecedores profissionais podemos pensar de novo e abraçar o novo Neocatecumenal estética novamente.
    Veja como é fácil!!!!
    LUCA

    1. Caro Lucas,
      Como você sabe, artigo 8 do Estatuto do Caminho Neocatecumenal, afirma que o percurso é dividido em etapas, com suas celebrações e catequese para cada estágio. Eu acho que é tão óbvio, Diretório catequético que não pode ser publicada e acessível a todos, Mas só “insiders “, catequistas, pastor, bispo etc.. Uma ponta, Pergunte ao seu pastor para ser capaz de inspecionar, Eu deveria receber sua pergunta.

      1. Caro Massimiliano,

        Meu pastor não tem diretório catequético do Caminho Neocatecumenal.

        Eu escrevi à Comissão Pontifício para os Leigos, e eles me disse para pedir ao Caminho Neocatecumenal.

        Eu fui para a sua localização na Via del Mascherino em Roma, e eles me disseram que os volumes não estão à venda, mas podem ser comprados em 10 euro um volume, apenas pelos catequistas neocatecumenais mas o volume na fase que deve trazer para suas comunidades.

        Massimiliano, mas o que “insiders” Nós estávamos falando.

        Você é o único movimento Neocatecumenal nasceu depois do Concílio Vaticano II que você tem um “catecismo privada” inacessível ao povo cristão.

        Massimiliano você é o único movimento que produz 4 documenta o ano que se repetem única e exclusivamente a portas fechadas entre você, sem qualquer aprovação da Igreja e nenhuma publicação.

        Falo do início da catequese ano ea catequese dos tempos da Igreja forte, ie Advent,Natal, Quaresma e Páscoa.
        Em 50 Falo de anos de caminhada 200 reservados e documentos segregadas que vão cantar e você vai jogar entre vós.

        Massimiliano quando você começa a fazer séria?
        LUCA

      2. Caro Massimiliano,
        Sobre o estatuto não há nenhum artigo que explica o Diretório Catequético devem ser segregados.
        Se o Caminho Neocatecumenal foi um movimento sério iria parar de fazer estes pequenos jogos das três cartas com a Igreja e com as pessoas.
        Não há segredos documentos autênticos e segregadas.
        Não há documentos de referência dos movimentos que não são públicas e publicado.
        O que você está escondendo e aqueles que estão se escondendo?
        Por que você se recusa a tirar sarro das pessoas.
        Se você tiver um documento produzido pelo seu fundador, onde há toda a doutrina do movimento porque tem medo de publicar.
        E não me diga que você arruinou a surpresa para os seus seguidores, porque se torna ridículo.
        Você diminuir a comparação, transparência rejeitado, rejeitou a clareza para com o povo, Seus passos são um segredo aberto
        Se não publicado, corroborou a suspeita de que o papel que você usa não é o que você aprovou a Igreja.
        Não está claro o problema?
        Massimiliano para mim tudo bem também , ser conspiratória e mentirosos é talvez a melhor maneira de afastar as pessoas.
        Poderia ser algo bom. Muito Ruim,você é uma oportunidade desperdiçada!!!…

        1. Caro Lucas,
          Realmente sobre o Estatuto nem sequer escrito por muitos volumes compõem o diretório e até mesmo o tipo de papel usado. Eu não entendo essa polêmica. o Neocatecumenato, com as mais recentes estatutos, É também usado como “catecumenato de adultos”, então eu não vejo qual é o problema se os documentos relativos ao catecumenato, Eles são utilizáveis ​​apenas por especialistas. Há certamente nada a esconder, uma vez que são documentos na posse de órgãos eclesiásticos competentes, dos párocos e catequistas, mas especialmente, Se em caso de catequese ou passagens, eles estão cientes dos neocatecúmenos (ou catecúmenos). Não pode, então, ser qualquer suspeita de que os documentos utilizados para a catequese, exceto aqueles aprovados, simplesmente porque os mesmos documentos que o pastor tem-nos e o pároco ou seu assistente está sempre presente durante a Catequese. Se fossem “secretado”, como você diz maliciosamente, não estaria em posse de qualquer.

          1. Caro Massimiliano.

            Eu lhe disse que o Diretório Catequético não está na posse do meu pastor é nem mesmo seus colaboradores. Eles só catequistas do Caminho Neocatecumenal, e nem mesmo todos, mas o volume no palco que são ativadas por seus catequistas para trazer apenas oralmente na comunidade em sua atribuído.

            Durante estes catequese não pode fazer gravações que você não pode sequer tomar notas ou fazer perguntas.

            Você só tem que ouvir e há apenas uma forma de comunicação, o catequista fala e escuta o catecúmeno não relacionado ou explicação do conteúdo servido.

            O catequista é chamado a seguir atentamente o Diretório Catequético que vai aprendeu quase de cor. Fá-lo porque o catequista não requer nenhuma preparação religiosa, doutrinal ou litúrgica, para tornar-se catequistas suficientes para ser avaliado pela comunidade e têm um ouvir a catequese relatar seus catecúmenos.

            É por isso que os aplicativos não são aceitos porque o catequista médio não pode responder, só sabe o caminho, a catequese que deve conter e Kiko nada mais.

            LUCA

          2. Caro Massimiliano
            Outra grande idéia genial do seu Senhor e Mestre Kiko Arguello era nem mesmo definir como muitos livros de diretório catequética, assim pode continuar estágios acrescentando Implacável de estágios em seu caminho infinito para lugar nenhum.
            artigo 22 Estatuto de Educação Continuada:

            "As comunidades neocatecumenais: perseverando na celebração semanal da Palavra e da Eucaristia dominical e na comunhão inserido ativamente no trabalho pastoral da comunidade paroquial, Unidade de amor para dar sinais

            Mas quem os vê à igreja no domingo e na paróquia pastoral de amor e unidade, continuar em seu nome e sob o comando de catequistas, mesmo depois de terem terminado o caminho.

            Outros que a renovação paroquial.

            LUCA

          3. Intervenho calmamente expressar que eu aprecio Mr.. Massimiliano (e digo isto sem ironia, com genuína sinceridade). Eu aprecio a paixão com que ele defendeu em um lado, Mas não dar respostas satisfatórias do outro. E sempre reiterando a minha sinceridade desprovido de qualquer ironia, Eu acho que ele merece todo o respeito devido a um advogado nomeado pelo tribunal que se encontra defendendo um ladrão preso com os bens roubados nas mãos da polícia após as câmeras de segurança estavam atirando do início ao fim toda a cena do assalto. Esse ladrão precisa de defesa, e deve ser defendida. E uma vez que a maioria dos advogados se recusaram, A tarefa coube ao escritório advogado, a qual, Repito, Ele deve prestar toda a honra do evento, porque ele merece.

            Eu sou um Ambrosiano padre. Eu nunca fui pastor proprietário porque eu trabalho como uma atividade canonista em alguns escritórios diocesanos, o defensor do vínculo eo ensino desta disciplina. Com isso vários tipos de compromissos que eu não conseguia segurar uma paróquia, Mas eu sempre vivi na freguesia, e vice-pároco adicionou.

            Querido Pai Ariel menciona, em seu trabalho, nosso falecido Bispo, cartão. Carlo Maria Martini, narrando que o Caminho Neocatecumenal na diocese, não gostava deles. Ele disse que o real, e outros detalhes devem ser adicionados, Mas é melhor evitar fazê-lo. Posso dizer, de qualquer maneira, que a nossa diocese de Milão é um pouco’ particular, porque ele tem o seu próprio rito (o ambrosiano) que tipicamente, todos os padres, pelos chamados conservadores para os progressistas, Eles são bastante ciumento. E este foi um grande problema, o Caminho, que na verdade afirma que o uso de um … “rito”.

            A nossa diocese tem mais de 1.100 paróquias para um número de fiel de 5 milhões e, se eu não errar, na cidade de Milão, paróquias onde o Neocatecumenal está presente, eles são 3 ou 4. Isso já deixa claro todo: de fato, este movimento, por nós é inexistente. Várias tentativas foram feitas ao longo do tempo e com mais padres, Esta é a minha experiência pessoal: quando eles vieram para o pastor da minha paróquia de residência “catequistas itinerantes”, o padre disse que não éramos uma terra de missão e que a nossa diocese enviou missionários para o mundo desde o tempo de St. Charles Borromeo, e que ainda tem um número considerável de seus padres em vários países de missão.

            Eles mudaram registrar e, depois de alguns meses, eles reapareceram, e eles fizeram isso de outra maneira. Foi quando o pastor me pediu para ver claramente e profundamente, em primeiro lugar por um ponto de vista canônico. Primeiro, pedir para ser capaz de ver os seus estatutos, mas acima de todos os textos do catecismo aprovado. Para responder a todas me apresentou o decreto do Conselho Pontifício para os Leigos, que em 2012 Ele aprova os estatutos. Eu disse novamente que eu não assisti um decreto, instantaneamente disponível no site da Santa Sé, mas os textos em seus estatutos e, especialmente, o catecismo adotada e aprovada pela Santa Sé. Tergiversarono de várias maneiras, reafirmante (como eu li em várias intervenções nesta página de discussão), tinham sido aprovados e tinha sido promovido pela igreja e pelos papas. Mas, estes estatutos e, acima de todos os textos do catecismo aprovado, Eles nunca pulou, e eles nunca foram exibidas.

            Posso testemunhar que houve várias outras tentativas semelhantes com diversas outras paróquias em Milão, e vários outros pastores se virou para mim, sabendo que tenho estado envolvido em várias ocasiões no passado os vários aspectos legais dos movimentos leigos. Todos os párocos abordados pediram aos estatutos e, acima de todos os textos do catecismo aprovado, todos receberam as mesmas respostas, e nenhum foi dada.

            Só posso concluir dizendo que qualquer um que vem até mim e me pedir para esibirgli o Código de Direito Canônico, I pegar o código e dizer-lhe eu executo, e, se alguém me diz que quer lê-lo, ou dizer-lhe onde ele pode comprar, ou, de uma forma suave, Eu ofereço-lhe um empréstimo,dizendo-lhe para ter o cuidado de dar-lhe de volta quando você leu.

            Então estes estatutos, mas acima dos textos aprovados do catecismo, onde estão disponíveis? Eu não ligo para lê-los, e ele nem sequer se preocupou em diversas paróquias da qual eu disse acima, mas se uma demanda movimento leigo para entrar em uma paróquia e de levar para as suas actividades de uma paróquia, É preciso considerar que ele está se movendo, como é estruturada e organizada, Quais são seus objetivos escrito preto no branco e acima, tendo um catecismo aprovado, que tipo de linha catequética segue. Este fato não diz e não explica um decreto de aprovação do Conselho Pontifício para os Leigos, que por sinal não indica em tudo: “Eles são aprovados, levá-los à vista incognoscível!”. Ou não? Caso contrário, Seria o suficiente para levar o decreto de aprovação de uma lei, e para fazer cumprir a lei sem conhecer o texto da lei, mas apenas seu decreto de aprovação.

            Don Giovanni da Milano

  27. Permaneci em silêncio depois de ler sua esplêndida obra-prima, querido Pai Ariel.
    Ele me surpreendeu como um imenso, inesperado tão desejado presente, mas que mais não pode ser acreditado agora receber.
    Eu sinto a enorme necessidade de fazê-los chegar a expressão mais profunda da minha imensa gratidão.
    Agradeço a Deus que ele permitiu a dedicar tanto tempo a este trabalho meritório.
    Sua maior vantagem é que você é um padre, finalmente!

    De tempos do pai Zoffoli faltava uma tomada de tal posição líquida, colocar a caneta no papel.
    Durante anos, nós lutar sozinho (Eu também colaboram para Blog "na verdade Observatório sobre C.N."), então eu pensei, com grande tristeza que apenas os nossos Pastores, em todos os níveis, eles nos deixaram sozinhos.
    Muito devemos a tripudio que sempre foi gasto nesta missão de fazer "Verdade", sem nunca ter pessoalmente parte da Via, como a lista Lino, Ele morreu recentemente e, Tenho certeza, Ele continua com suas orações para nos apoiar.

    Eu também testemunhou a futilidade (aparente?) de todas as nossas queixas a freguesia, Bispos, cardeais, Congregações e até mesmo o próprio Papa.

    Eu li que ela, em apoio dos seus pedidos, um rico acervo de experiências de sacerdotes que tenham assinado e certificado seus testemunhos. Isso me conforta e restaura-me esperança. Uma das maiores dores com os quais eu tinha de viver era a sensação de abandono por aqueles que tinha que cuidar do rebanho dos lobos devastadas impunemente sob seus olhos e ver a cumplicidade de alguns pastores com os próprios lobos, muito capaz de vestir-se como ovelhas, ou para subornar - se necessário - com promoções sinecuras econômicas ou seguros eclesiástica (Isso também foram capazes, e eu sou uma testemunha).

    Eu não estou interveio até agora, a fim de não escrever livremente quanto pude e, possivelmente, acrescentando muito pouco.

    É por isso que eu comecei com a expressão "silêncio", mas eu estou pronto, Pela minha parte - Eu quero dizer a ele - para intervir se fosse necessário para apoiar e sustentar o que diz do clero, de uma forma ou outra, Tinha a ver com o Caminho Neocatecumenal. A saber, Estou pronto para confirmar, com meus trinta anos de experiência na jornada, que me trouxe até pagar por um longo tempo um serviço de catequista no meio da viagem, sob a orientação direta de Kiko e Carmen, para que eu era capaz de "aprender" em primeira mão. Então, eu não falo de boatos.

    Por anos eu ter conhecido nenhuma incapacidade vão mudar as coisas de dentro, até que eu percebi que nada teve de ser alterado porque a viagem é podre até ela e a semente que gerou não é o do Bom Semeador, mas o diabo disfarçado como um anjo de luz. É agora um longo tempo desde que Kiko jogou a máscara e apenas seus associados, quem gosta dele para que o ganho deste Ambaradan vergonhoso, ou ela seguidores lobotomizado e reduzido a perfeita escravidão - em uma espécie de vício do qual eles estão com medo de sair - está fazendo o máximo em dar provas para ainda acreditar nele.

    Mas as dúvidas rastejar, um mal-estar crescente espalha e nada acontece, uma vez que todos esses infelizes realmente gostaria de tirar sozinho enquanto continua no carrossel de kikolandia que os impede de olhar para a realidade da vida que eles têm medo e em que agora eles se moveria desajustados como o total de. É por isso que muitos dos exilados acabar no sofá para psiquiatras e psicanalistas que não conseguem encontrar cura. maneira agradável para adultos! formação bonita, Eu não digo para formar "cristãos adultos", mas apenas "homens maduros".
    I parar aqui.

    Apenas dois pontos que eu quero enfatizar e realçar:

    1. As queixas ameaçadas in extremis.
    Eles são palhaços ridículos. Quando a batalha vem o último ato colocá-lo na frente do espectro formidável da queixa. Eu tive a honra de audiência abordou esta ameaça por Kiko imbestialito.
    Até hoje eu ainda estou esperando, porque eu disse a ele que eu estava realmente feliz com esta decisão e que eu não podia esperar para correr contra ele e Carmen perante os serviços competentes (a queixa junto da Santa Sé foi focar, para começar, sobre a recusa em obedecer).

    Desnecessário esclarecer, mas eu faço o mesmo, que teve o cuidado de não processar, como sempre! Pela nossa parte, enviaram muitas vezes e tão exposto à Santa Sé, sem nunca ter sido convocado e sem nunca receber qualquer resposta por escrito.

    2. Aqui entramos no segundo ponto:

    É surpreendente, mas talvez não, dado o assunto em questão: enquanto por um lado, como era fácil de prever, nenhuma queixa já fazendo a sua parte em nós (mica são tolos!) - partiu, em vez, e ir e assinar uma série de "calúnias" de qualquer tipo contra o nosso povo, especialmente destinado a manchar moralmente. adultério, crises gêmeas e seus filhos, crianças retardatários, obviamente, engolido pelo mundo ao seu redor ....

    Esse é o seu modus operandi. Esta é decadente e - isto sim - estabelecido "prática do Caminho Neocatecumenal". Em outras palavras, ele não passar. O próprio Senhor tem defendido e nos preservou, fazendo-nos caminhar entre cobras e escorpiões. Dando-nos força para reconstruir uma vida despedaçada que foi tudo preparado para a viagem, o Senhor tem nos sustentado e abençoado, e hoje tudo é muito melhor do que quando estávamos com eles e não imaginar o que seria hoje, se tivéssemos permanecido em seu meio! I começar a pele de ganso e piedade aqueles que conhecem muito bem e ainda está lá.

    Acrescento apenas que eu sou testemunha dolorosa, especialmente no que diz respeito aos párocos e até mesmo bispos que considerados "inimigos" que têm em campo e sempre a tempo esta estratégia de calúnia. Para alguns, foi colocado sobre o boato de que tinha sido o amante (que, então, prontamente ele era o único que comandou na freguesia .... é por isso que a maneira "santo" foi perseguido ... Obviamente, a "grande prostituta"!) para a outra, digno de um tratamento mais refinado, o pior de voz (mentira) Eles colocaram em torno era que eles eram pedófilos, astuciosamente praticar contra os meninos ou meninas.
    Mas olhar um pouco; apenas para descobrir que entre os seus maiores amigos e patronos poderosos são apenas o mais famoso serial pedófilos vergonha que rondam na Igreja!
    Desculpe o meu discurso.

    Obrigado por tudo e obrigado novamente, em nome de todos aqueles que como eu, que muitas feridas, infligida pela maneira implacável kikiano / carmeniano, Eles tinham de cuidar, e nós somos muitos!

    pax

  28. Bom dia Don Ariel,
    Eles Massimiliano e peço desculpas se eu subir novamente. Eu sou dado que ontem enviou uma resposta à Sra Paola acusando-me de ser um mentiroso e não viu a publicação da mensagem. De qualquer forma, eu queria convidá-lo a olhar para o observatório blog e observar os frutos de ódio inculcado através de seu posto. Como você pode ver, Eu estou submetido a um linchamento, absolutamente in absentia, apenas para expressar minha opinião em seu blog. Isso é o que eu quis dizer ontem, se criar divisão entre os cristãos, estes são os frutos que recolhemos e estamos certamente portadores de paz. Trazendo mas Divisão, inimicizie, Eu odeio e apenas. Saúdo-vos e obrigado.
    paz

    1. Após a sua inserção da indicação, Ele não depende de nós, mas pelo fato de que o texto foi feita a partir de peças enviou várias vezes por colem.
      Se o que é publicado não é correto de enviá-lo de volta, corrigir ou inserção.

      muito obrigado.

  29. A Massimiliano
    Apóstata, porque pelo que eles me trataram quando eu deixei.
    odiar,violência? Desde que meus ex-kikatekisti com infelizes que choravam durante as cédulas ferozes. Se você olhar verdadeiro ódio, catequistas dizer que não dá o dízimo porque ele fez esmola, Vou odiar!
    O que você acha de Kiko exorcista e aqueles que imitar? Pergunte a um exorcista real o que isso significa.
    Estatuto aprovado? Sem maravilha ódio: ela obedece à Igreja?
    mais precisamente, de acordo com o Estatuto :
    No grupo de preparação deve haver sempre um padre.
    amarelos, ambiental e ressonâncias são realizadas apenas em casos excepcionais e nem sempre.
    A celebração deve estar aberto a todos, calendário de sua paróquia?
    Livros litúrgicos, O papa ORDENADOS para Exact TRACK sem adição de NE’ OMISSÕES:
    Use um altar, com velas “normal” ?
    A Comunhão fazê-lo depois que o sacerdote e todos imediatamente recebeu o Pão?
    Purificação faz o sacerdote, diácono ou um acólito instituído?
    Fazer graças no final em vez do Ballet?
    Última pergunta. porque liturkikia é intocável e não Liturgia?
    Ele obedece a comunidade para… [Ed. frase incompleta, faltando um pedaço de texto, Não foi cortado pela equipe editorial]

  30. para Massimiliano
    Ninguém está linchamento. Vamos apenas dizer que sua mente e sabe como mentir, como pode perceber qualquer um assistir a uma Eucaristia (massa) neocatecumenale.

  31. Caro Massimiliano
    Não há linchamento moral.
    Você pode levantar questões.
    Você diz coisas.
    Você dá a outra um mentiroso.
    Você acha que falar com as pessoas que não conhecem o Caminho Neocatecumenal.
    Massimiliano não é tão.
    Quem disse que você e você faz perguntas que você não responder, Ele sabe muito bem a realidade do Caminho Neocatecumenal.
    Massimiliano deixar de ser a vítima se você quer um diálogo construtivo entrar no mérito das questões.
    Responder com fatos objetivos de fatos objetivos que lhe são oferecidas.
    Se você não é capaz de argumentar parar de dizer coisas que você não pode provar e parar de reclamar.
    Massimiliano're um pouco’ confuso e fora da realidade.
    Eu sugiro que você converse com seus catequistas e perguntar-lhes o que devem escrever.
    Faça um melhor serviço ao seu Senhor e Mestre Kiko Arguello parar de dizer bobagens.
    LUCA

  32. A intenção deste Don Ariel é clara, só quer provocar e aumentar a sua visibilidade. O resto é a mesma coisa que todos aqueles que, como ele fez e quer fazer, em seguida, querida pertencente à maneira, porque sempre cai? Como escreve Don Ariel é uma banalidade impressionante e até mesmo o mais despreparado, as que pertencem à maneira, saberia refutar, quais são os disparates habitual. Por que desperdiçar seu tempo com eles? Eles só querem vender uma visibilidade livro. Nós me importo o que você pensa Don Ariel? A Igreja aprovou-o? O Papa nos apoia? Não desperdice o seu tempo após estes dias stupidaggini.Buona.

    1. dear John,

      Dirijo uma revista que ao longo dos últimos três anos ultrapassou trinta milhões de visitas. Ela acredita que isso aconteceu devido às críticas do Neocatecumenal, ao qual eu nunca havia dedicado previamente um ensaio? Ou talvez você pense que este documento publicado hoje tem dado visibilidade à nossa revista … retroativo?

      chegamos a banalidade dos quais ela me acusa, resposta: trivial é o seu falso profeta e mau professor Kiko Arguello que afirma publicamente para realizar exorcismos e comandar os Demônios [ CF. http://www.youtube.com/watch?v=Xl1vv1dEiiU ] etc. … etc. …

      Eu que sou um ministro sagrado, a fim de exercer o ministério de exorcista – exercido apenas algumas vezes e, a pedido de alguns exorcistas idosos que pensavam que não tinha a força física necessária e demanda psicológica particularmente daqueles casos turbulentos – A primeira vez que receber o ministério do bispo, com autorização por escrito e ser arquivado, em seguida, ele foi ainda autorizado a exercer regras e condições precisas. Eu poderia prefiro saber, o lay Kiko, Quem deu este mandato, viu que os próprios sacerdotes, sem a permissão expressa do bispo, Eles não podem exercer o ministério de exorcista ?

      A resposta sobre o fato de que eu diria disparate: ela pensa, perante uma audiência de 100 pessoas, Ele pode armazenar até e me apoiar, Eu não digo um discurso teológico, mas a sério um discurso marcado pelo Catecismo da Igreja Católica, respondendo com pleno conhecimento e cognição para cada pergunta? Se você pode fazê-lo, diga-me em que podemos encontrar um corredor público diante de uma platéia de ouvintes.

      A resposta sobre o fato de que ela não está interessado O que você acha Ariel: em lei lo sa, ou melhor é clara, que este “indivíduo pouco inteligente” O don Ariel, por mandato recebido da Igreja Santo, celebra o sacrifício eucarístico, batiza, Ele absolve dos pecados, administra a unção dos enfermos, e ele recebeu, Sacramento da graça triplo escritório: ensino, steersmanship, santificandi ninguém jamais dada em vez de colocar confundindo Kiko e Carmen? E ela me chama difusor “disparate” que não escuta?

      Em seguida, segue sua rima: a Igreja aprovou-o … Papa nos apoia …
      Bem como é que, Ela, negando a evidência, não aceitar e admitir que a Igreja aprovou do pano inteiro depois de ter reescrito os estatutos e que Bento XVI e Francis eu apoiá-lo ao ponto que, cada discurso oficial, Eles fizeram repetidas advertências e popa, que se ela pudesse ler, Você pode encontrar todos publicados nos documentos oficiais da Santa Sé? Porque na minha escrita, I relatar os fatos e os atos oficiais.

      Negar a evidência é típico de sectária pertencente a psico-seitas. E agora me diga, qual deles, Ela ou eu, É um tolo que diz coisas estúpidas?

      Obrigado, no entanto, e em qualquer caso, Ela tem dado confirmação pública do caminho, Kiliani o messiânico e eleitos entre os eleitos, Eles são rotineiramente usados ​​para tratar sacerdotes.

      1. Desculpe Don Ariel,Como escreve merece nenhuma resposta, embora eu poderia facilmente refutar ponto por punto.Non porque tem uma sabedoria ou inteligência especial,mas porque suas visões são aquelas banal,também bastante trivial,disse uma vez outra. Eu acho que não faria mal se ele tinha mais respeito pelos papas que vieram e foram e eu parecem ter mais de risposto.Mi desculpe dizer, mas isso é algo que seria melhor colocar em soffitta.Lei superar sabe muito bem que na Igreja há os órgãos competentes a protecção da ortodoxia da fé,Se você não tem certeza, talvez ,o curso apropriado ,essi.Parafrasando se voltaria para a famosa carta de Card.Ruini, enviado para Zoffoli,Gostaria de pedir para não fazer julgamentos,partida, para aqueles que têm,a tarefa de monitoramento. Eu não sei se ele leu as palavras de São Paulo VI e João Paulo II,Bento XVI eo Papa Francis,no Caminho,Se ele não o fez,Convido-vos a fazê-lo ,Eu não acho que pentirà.Sono convencido de que ela está apenas à procura de desculpa a visibilità.mi franchezza.Non tenho mais a aggiungere.le bom dia e lembre-se você em minhas orações

        1. Lamento, Eu sou o que não pode replicar. Confrontado com aqueles que rejeitam a realidade eo fato, Eu só posso, seguindo o exemplo de Cristo, o Senhor, inclinar-se calmamente escrevendo na areia [CF. GV 8, 3-6].

          Infelizmente ela teimosamente nega que os documentos escritos pelos ministérios relevantes, tanto nos discursos dos Papas João Paulo II, Bento XVI e Francis I, Há advertências duras e severas para:

          1. o respeito total dos livros litúrgicos e em particular da educação Sacramentum;
          3. respeito de pastores e padres que não são figuras acessórias às do lay ;
          4. o convite grave de respeitar a comunidade paroquial ;
          5. o convite muito rigoroso não ocorrer nas zonas de missão com modos pré-definidos e, especialmente, a tributação;
          6. a liberdade das pessoas de escolher um caminho diferente do caminho de fé;

          etc. … etc. …

          desnecessário reiterar o que eu escrevi, se ela não tem a intenção de lê-lo ou se ela tenta manipular a realidade, assim sou eu orar por você, porque o Espírito Santo, o real, suas mentes abertas e não perto.

          Axel Theimer [visite nossas mentes] … Acender uma luz [ele pode estar à luz do intelecto]

          1. Querido irmão Ariel, Louvado seja Jesus Cristo! E agradecimentos pelo trabalho louvável e útil que você fez.

            Eu sou um presbítero romano, Eu tenho 82 anos, por 4 Retirou-se para a vida privada com várias doenças saúde, funções hoje Capelão do Exército início em um instituto de religiosos na área de Castelli Romani e me preparar para o meu encontro com Deus.

            Eu queria escrever um comentário, mas o seu golpe / resposta com este cavalheiro que eu fiquei encantada: O que acha de? Apenas algumas palavras, desde que ele menciona entre outras Cardinal. Camillo Ruini, Eu conheço muito bem e por várias razões.

            Na época, eu era pastor de uma paróquia em Roma I chamado o Neocatecumenal (Achei que já se estabeleceram há anos) ao cumprimento de várias regras, desde as litúrgicos, mas acima de tudo eu esclareceu que se eles queriam a catequese sobre temas específicos de sua escolha, teríamos mim e os outros três vigários paroquiais feita, e, em seguida, seus catequistas podia falar e instruí-los a andar.

            A cabeça de catequistas Eu literalmente atacado, e publicamente que ele me acusou de não ter respeito para os leigos na Igreja, e ele zombou de mim na frente de todos. Finalmente, ele disse, cito-o relato na íntegra: “você do conselho tu não entender uma pênis, estudá-la!”.

            Vamos esclarecer: então eu tive 68 anos e tinha ensinado para 30 anos eclesiologia e durante anos foi um dos formadores do Seminário Romano Maior. Como verdadeiro Ariel quando você fala de sua grande trabalho … construtores respeitáveis ​​caiu do andaime cheio do Espírito Santo, que joga farpas e dar aulas para todo o mundo.

            Praticamente aconteceu-me que, um atendente de hospital, antes de todos, Ele havia dito que o cirurgião para saber o que tinha cirurgia.

            O que nos leva ao então cardeal vigário Camillo Ruini citou injustamente e pro domo sua este senhor: depois de bater fora os neocatecumenais da paróquia, se dal Cardeal Vicario, e eu ensaiamos o fato, ea decisão tomada por mim. a resposta foi como se segue: “Você fez bem. Mas você sabe, infelizmente, Eles são assuntos particulares e nem sempre fácil de gerir”.

            ponto, Não tenho nada mais a dizer.

            Carta Assinada

        2. para John:

          Se você responder a declarações documentadas de Don Ariel é tão simples, porque ele faz? Pela mesma razão que nenhum Neocatecumenal nunca responde ponto por ponto aos comentários sobre as várias irregularidades litúrgicas, digamos, e não-conformidade com os estatutos e outras não práticas em linha com a Igreja Católica (veja cédulas “scarnificatori” as consciências, Eu’ inquisição, veja obediência aos catequistas, veja o texto da catequese inacessíveis aos simples fiéis e paroquiais sacerdotes, etc.).

          E a razão é que ele não saberia o que dizer, não ser capaz de fazê-lo. Massimiliano citou o Missal Romano sobre o pão, mas em todos os outros pontos que ele tem estado em silêncio.

    2. Comece bem para refutar, Mr. John.

      Vamos esperar ansiosamente seu trabalho.
      Demonstrar que o Caminho não executa qualquer abuso litúrgico, catequistas que durante as cédulas respeitar o furo interno (bem como fornece seu status), que o dízimo não existe, que o “mamotreti” Eles não foram corrigidos em relação ao sacrifício da Missa, a presença real, a redenção, a satisfação vicária, o sacerdócio ministerial, o Sacramento da Penitência, all'escatologia intermediário, exegese na ligação de Isaac, uma “precisa do diabo” (controles…controlos, bem, quinto volume, “Iniciação à oração”), os suportes de Constantine, etcetera, etc..

      Ou a Igreja Católica mudou Doutrina e canonizado heresia ou Kiko é herética (mas se fosse, e ele veio, no entanto, ele não tem retraído nem pediu publicamente perdão).
      terceiros.

      Responder com temas que podem e passar os slogans.

  33. Eu esperei muito tempo para escrever a minha experiência porque ainda faço parte do caminho e me casei com uma mulher que começou a viagem como um homem jovem e me fez saber. E’ uma esposa maravilhosa que tem um muito claro sua esposa e mãe vocação. Devo admitir que isso é devido ao que eles disseram sobre a viagem sobre a beleza do casamento etc. mas também ao fato de que ele participou dos cursos de Assis (profissional e envolvida P. Marini). Assim, um kikiana anormal, porque ele não seguiu apenas o caminho.

    Mas eu venho a minha experiência: Minha esposa me convidou, honesta sem pressão, para entrar no caminho, porque queríamos fazer uma viagem de fé comum e que parecia fazer a coisa certa. A comunidade que nós freqüente é feita a partir de 90% os filhos do caminho, todos os bons e até mesmo os gerentes são boas pessoas. Até recentemente tivemos catequistas “macio”. Mas desde que eles colocam novas megacatechisti chegou de Roma, as coisas são feitas “serie”. Eles são mais rígida e inflexível sobre a frequência para o caminho. Tudo o que dizem é aceito porque seu “o Espírito fala” e não há dúvida.

    Se você não ir para a Eucaristia no sábado porque você tem fortes razões, e você pode ir no dia seguinte à missa na paróquia, ordem que em vez disso você tem que ir para a celebração do sábado. Confirmo que a Eucaristia que faz a viagem é na verdade uma outra missa, mais perto de protestantes do que católicos. Se você acha que Paulo VI, a reforma litúrgica aboliu as antigas liturgias e bonita (Ele foi salvo graças ao cartão Ambrosiana. Colombo e talvez algum outro) em nome da unidade, CN porque surgiu com uma personalidade toda a sua?

    dói, por exemplo, ver o rosto de Jesus na Eucaristia você nunca vai se ajoelhar, no máximo, um arco e, no final, o momento mais importante é a liturgia da Palavra e não a liturgia eucarística, certamente não é visto como um banquete oferta pelo pecado e adoração. No entanto, a maior preocupação Eu vivi nos chamados anúncios Quaresma, Advent etc. onde a conversa megacatechista secular por horas como um homem possuído, espero que com padres e monges silenciosos. Sem dúvida, eu também vi o bem, vidas transformadas e conversões, mas se o resultado é a criação de uma igreja paralela que o que é bom de tudo isso?

    1. No ano passado,, depois 10 anos, Eu saí do caminho de perceber todas essas coisas e ver depoimentos de pessoas que passaram. Na verdade, vemos os frutos, mas como você disse não funcionam se você estiver criando uma igreja paralela.

      Eu vejo isso Massimiliano que rejeita toda a evidência que o caminho é fazer mal à Igreja, só para ver esses frutos, mas ele prefere não ver que isso teve consequências graves.

      Não seria melhor para nós para tentar produzir os mesmos frutos que afirma existir dentro da igreja, para que todas as pessoas podem prová-los e não apenas os membros do Caminho?

      A paz de Cristo a todos.

      Parabéns pela sua coragem, Dom Ariel (Eu não sei se ele é bem traduzido do Português para italiano, Eu usei o tradutor do google)

      1. Querida Senhora,

        você tem um bom tradutor, porque sua tradução do português para o italiano é muito compreensível.

        ***

        Cara Sra,

        Ele tem um bom tradutor, porque a sua tradução do Português Italiano é muito compreensível.

    2. Caro anónimo,

      Eu estava quase na lareira 30 anos, entrar em vinte.

      Comecei a caminhada com o meu marido, que não pertence a você. Também vi o início de bons frutos, Mas junto com muitos exemplos negativos por catequistas, comunidades de irmãos mais velhos e seus filhos, resumida em uma palavra, em vez de dois: grosseria e arrogância.

      Eu sempre pensei e disse que um bom cristão não ser rude e arrogante, porque o próximo é odiar, nada além de amor! Para esta declaração I foram sempre encarado como um estranho.

      Através dos anos, os poucos resultados positivos (principalmente dependente do bom coração e sincera disposição de alguns humor, como é muitas vezes notado) estão cada vez mais diminuída, enquanto que os valores negativos têm aumentado.

      O que eu finalmente percebi é que a definição do caminho está podre e errado na base, e de lá eles derivam o fruto envenenado, primeiro de obediência cega aos catequistas e seu domínio, Os católicos não falar mal de neocat., A perseverar no pecado (ninguém deve se esforçar para fazer o bem, Deus vai fazer por você!), a humilhação do próximo, muitos abusos litúrgicos …

  34. É claro que é um gênio este insulto, encontram-se e, em seguida, com saudá “paz”. mas depois, exclusivamente pelo ponto de vista gramatical ou sintática, o que diabos vai significar “paz”? É um assunto? Um objecto directo? implica “estar com você / você”? propor, por não se adaptar a kikiano jargão, concluir nossas intervenções usando outras palavras aleatórias, Eu sei…”a cadeira”, “a porta”, “asno”, “o consórcio”, ou “direção”.
    o barco
    Tomista ex NC

  35. Excelente escolha Giovanni, ela pode refutar isso não acontecer. Eu acredito que o seu modelo é Geppo as multidões, cantor surreal interpretado por Celentano em 1978:

    Eu sei o que você pensa, mas eu não faço, Eu não.
    E é por isso que sou forte.
    Porque eu poderia, mas eu não.
    E você também, dai,
    Não faça o que
    Você só tinha
    Por que pode

  36. Eu queria perguntar-lhe para não maltratar os pobres Massimiliano e Giovanni. É verdade, eles são ásperas, inacculturati e incrivelmente arrogante em sua ignorância. Mas eles estão tentando responder, para defender sua Way, Eles são o pequeno da Way, que razão irremediavelmente circuncidado. É de se admirar que eles são capazes de superar o controle * não * um robô para comentar.

    Onde estão os sábios, os médicos da Sagrada Teologia, Catequistas de cinquenta anos de experiência, sacerdotes do Caminho? Há um que mantém até mesmo os programas mais religiosos, outro que fundou um jornal que tem ampla circulação. onde estão?
    Onde estão os mais de cem reitores de seminário? onde Gennarini, i Donnini, i Tensão?

    Perguntei a meus amigos do caminho para manter um olho sobre o espaço comentários, porque eu não esperava ver aparecer estes gigantes do Caminho. Mas honestamente estou surpreso que eles deixaram aqui sozinha para responder para as pessoas pobres que nunca viram os livros do original Diretório e Kiko e não sabem o quão pesado eram as correções que poderiam ser aprovados.

    Além destes são as mentiras que contamos.

  37. Como facilmente previsível, não Neocatecumenal se preocupou em refutar qualquer coisa.
    Então eu decidi deixar cair uma bomba atômica, que irá colocar todos os neocatecúmenos enfrentam uma escolha: continuar o Caminho de má fé contra a doutrina imutável da Igreja, ou abandoná-lo uma vez por todas. Você não vai para qualquer um a pensar como antes.

    Através de um processo lógico trivial, Vou mostrar que a premissa em que se baseia o Neocatecumenal, É uma suposição falsa, histórica e teologicamente.

    Kiko ensina que uma vez que o Edito de Milão (313 DC) a Igreja Católica para agradar o pagão, Ele estava altera a sua doutrina, especialmente sobre a Santa Missa, e ela iria apresentá-lo ideias de lance e Sacrifício, totalmente alheios à Igreja primitiva, que viveu a Eucaristia como "cantar em Cristo Glorioso", celebrando sua passagem da morte para a vida.

    É inútil insistir, a rede é o texto completo da catequese em questão, facilmente acessível por pessoas de todas as esferas da vida.

    Chegamos ao ponto. Vamos ver se você pode negar a evidência também enfrenta uma contradição evidente.

    Deixe-me dar-lhe um pequeno presente, um trecho do capítulo IV 'contra as heresias Santo Ireneu de Lião (que, aparentemente, não era uma religião pagã mágico natureza), escrito no 180 DC, que é 133 anos antes do edito que você acha que poderia causar uma ruptura na história / liturgia / Doutrina da Igreja.
    Eis a passagem em questão:

    "A seleção da Igreja, que o Senhor ordenou a apresentar em todo o mundo, É considerado por Deus e é um sacrifício puro ele aceita. Não que ele precisa do sacrifício de nossa parte, mas sim que é que o licitante, Se o seu dom é bem-vinda, ele recebe a glória em que ele oferece. Na verdade, com o dom se manifesta ao rei é a honra que o amor. Querendo o Senhor que estávamos a oferecer em simplicidade e pureza de coração, Ele nos avisou, dizendo:: "Se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixe lá a tua oferta diante do altar e vai 'primeiro reconciliar com teu irmão, e depois vem apresentar a tua oferta " (MT 5, 23)

    É o dever de oferecer a Deus os primeiros frutos das coisas criadas como também diz Moses: "Ninguém deve comparecer perante o Senhor de mãos vazias" (é 23, 15), daí homem, expressando sua gratidão por meio das coisas dar-lhe livremente por Deus, Você receberá a honra que vem dele.

    As ofertas foram sempre apresentados a Deus, uma vez entre os judeus, Agora na Igreja. Deus se deleita na segunda, mas ele não rejeitou o primeiro. A partir disso, não se pode concluir que eles são idênticos. Igualmente há apenas a aparência. Na verdade, a primeira foram feitas por funcionários, o segundo por crianças. Um e o mesmo é o Senhor, mas a oferta dos servos tem seu próprio caráter, e outro no outro lado da oferta dos filhos, porque a liberdade é evidenciado também por meio de propostas.

    Deus nada é de fato inútil, ou sem sentido. E, portanto, os consagrados a Deus o dízimo de seus produtos, enquanto aqueles que receberam a liberdade dos filhos consagradas a Deus todos os que lhes pertencem: dar de alegria e liberdade que é mais valioso, Certifique-se de ser recompensado com bens superiores.

    Eles só gostam da pobre viúva do Evangelho, o que coloca tudo no armazém cujas vidas. É necessário que nós fazemos a oferta a Deus e nos mostrar todos gratos ao Criador, na sinceridade da linguagem e da fé sem hipocrisia, na firme esperança, amor ardente, oferecendo os primeiros frutos dessas coisas criadas que pertencem. Só a Igreja oferece a Deus o Criador esta oferta pura, apresentando em ação de graças, uma vez que vem da ação divina criativa. Na verdade nós oferecemos coisas que são a sua, proclamando convenientemente comunhão e unidade, e confessando a ressurreição da carne e do espírito. Como o pão terreno, após ter recebido a invocação de Deus não é mais pão comum, mas Eucaristia, e que inclui dois realidades, o terreno eo celestial, assim também nossos corpos, receber a Eucaristia, Eles já não são corruptíveis, mas eles têm a esperança da ressurreição ".

    Perguntas para catequistas neocatecumenais.

    Santo Irineu era um herege? ele tinha “conhecido Páscoa”? O texto é uma história falsa? Ou melhor, Kiko Carmen construiu toda a sua construção em uma teoria claramente herética?

    1. Queridos irmãos sacerdotes e queridos amigos todos,

      78 anos e um padre para 52, sempre ler A Ilha de Patmos, O conselho também para pessoas diferentes, por exemplo, quando reclamando domingo ouvido em domingo homilias insatisfatórios, e tudo o que tenho agradeceu à diretoria, porque o pai Ariel capuchinho Pai e pai Dominicana oferecer a cada semana de “compensação Omela” em face de tantos disparates que ouvi do púlpito nos dias de hoje, especialmente aqueles de maior. Assim, todos os outros itens interessantes.

      Insiro porque a discussão era civil,, mesmo quando você está ocupado, mas sempre com o devido respeito para aqueles que dizem, Que nega e diz para aqueles que negavam, e isso é bom.

      Nenhum de nós, em nós, sacerdotes, menos, pelo que tenho lido, de realmente grande ensaio de Pai Ariel no Caminho Neocatecumenal, culpa imputada aos membros deste movimento. as falhas, se houver, Eles são todos da Santa Sé, que não tem tratado o problema, Quando a Way revelou-se, justamente, um problema que foi controlado.

      não é mau, a nossa história tem conhecido ordens religiosas completos que tinham de crear muitos problemas, mas a Igreja, quando ele ainda decidiu, Ele ordenou e curado, ou a aceitação e aprovação ou condenação e punição severa, Ele sempre resolvido.

      Não venha para argumentar, queridos amigos neocatecumenais, de ter sido aprovado pelos papas santos, porque na história da Igreja, Alguns santos papas, o dano que eles fizeram em abundância, e também particularmente de grande.

      Eles são um historiador da igreja modesta e eu poderia prendê-lo por um longo e ilustrando, acima de tudo, mostrando que, se ele não tivesse sido inferior que o homem capaz e determinada do governo que era Bonifácio VIII que remediado, o dano feito em poucos meses pelo Papa Celestino V, abaixo canonizado, Eles não seria pequena. E não se deixe enganar por lendas negras póstumas criadas entre o 700 eo’ '800 por anticlerical de Boniface VIII, era vez o homem certo no momento certo. Mas não é nosso discurso …

      desde 5 anos atrás eu deixou de ensinar e de ser um pároco, I centram-se principalmente em confissões, direção espiritual e pregação. Conheço bem, Neocatecumenal, aqui em nossa área, temos “posse” de dezenas de paróquias. E todos eles são, estes Neocatecumenal, boas pessoas movidas por boas intenções. Mas quando essas pessoas finalmente decidir recorrer a um padre de fora para o movimento, eles fazem isso porque eles entenderam que este movimento é uma jornada que tem um começo e um fim, e no final nem sempre é agradável.

      A minha experiência ensinou-me que as pessoas que entram no CN são na sua maioria pessoas que não têm uma fé madura, ou eles não possuíam uma fé. cosi, através NC, Eles voltaram para a Igreja, ou a idéia da Igreja que este movimento foi dado a eles.

      Então as pessoas a crescer, reverta, Eles têm relações com outros crentes e realidades eclesiais, e assim descobrir que, a maneira pela qual retornou na fé, Ele não é o centro da eleição e perfeição; se alguma coisa bem descobrir que ele é afetado por muitas lacunas e por não poucas doutrinas superficiais e controversos, a isto se soma a falta de cultura e preparação teológica de muitos de seus catequistas, Eu também tive a oportunidade de investigar.

      Então eu disse:: O que acontece em seguida, quando as pessoas acordam? Triste mas é verdade, a experiência me ensina que: pessoas fracas e frágeis na fé, Eles permanecem na estrutura que os suporta e faz com que se sintam protegidos, outros, adquiriu uma certa consciência e força, deixar de praticar o Caminho, quase sempre nunca é bom, nem indolor, para empreender caminhos eclesiais e fé muito mais exigente e maduro. E sapete la prima cosa che chiedono ai sacerdoti che cos’è? Isto: “Su quali testi posso studiare la dottrina della Chiesa?”.

      In questo consiste il bene che il Cammino ha fatto a molte persone, soprattutto a quelle che dal Cammino sono uscite, ma che al Cammino devono, de qualquer maneira, il loro riavvicinamento alla fede e alla Chiesa.

      Io credo che il Cammino sia verso la fine del proprio cammino. Si tratta del classico movimento nato nella totale baraonda del post-concilio, dove tutto doveva essere sperimentato, rifatto e riportato a non meglio precisate e conosciute origini. Il suo tempo lo ha fatto, e adesso è iniziato il suo cammino verso la fine.

      A Santa Sé, depois de muitos anos, approvò prima experimentar com St. John Paul II, poi definitivamente con Papa Benedetto XVI nel 2012, i suoi statuti. Pensando bem, mas, li ha approvati per accompagnarlo, in modo degno e decoroso, verso la tomba dei defunti del post concilio, dove sarò sicuramente anche eretto un giorno, in quell’angolo di cimitero, un monumento in memoria ed onore dei movimenti caduti.

      A loro indiscusso merito, resterà di aver riportato alla Chiesa persone che non conoscevano neppure il Pater noster e che non sapevano neppure farsi il segno di croce. E di questo gli saremo sempre grati. E, em seguida, coloro che durante questo cammino hanno veramente imparato e sviluppato qualche cosa, da quel movimento ne sono usciti, e a quel punto, Novembro, gli abbiamo spiegato che cosa significano veramente, il segno di croce ed il Pater noster.

  38. E’ inutile chiedere ai catecumenali di confutare dottrinalmente gli scritti di don Ariel, nessuno conosce nulla di nulla della Chiesa, dei suoi documenti, della sua teologia e della sua dottrina. Nemmeno Kiko. Talvez algum sacerdote, mas manifestamente não esses formatos para mãe, como demonstrado pelos dois ex padres seminaristas Neocatecumenal.

    Eu fiz o catequista 25 anos e a única coisa necessária é aprender quase mente mamotreti: nada adicionado e nada removidos, como os Evangelhos. Quem não tem ainda fez o catequista, em seguida,, muito menos.

    Eu só descobriu a verdadeira Igreja quando eu saí e tive a oportunidade de aprender sobre as coisas da maneira que eu nunca tinha ouvido falar.

    O fato é que, como Kiko possui, a pregação Neocatecumenal atinge quase exclusivamente “Pagani” que, não saber nada, confiança (como eu confiava I) que a pregação kikiana representa a Igreja.

    Entre os leigos, quem tem mais conhecimento prévio em profundidade imediatamente ele reconhece o cheiro e não cai. Entre os sacerdotes é outra coisa, combinar outros componentes que não vou dizer.

    Giusto exortar a refutação, mas impossível…

  39. Boa noite a todos,

    divulgado pela CNC com a minha esposa depois 23 anos para o estágio de eleição. Bem, eu só posso confirmar todas as distorções descritas pelo padre Ariel e outros.

    Inconscientemente desvios litúrgicas sofri sem dar muito peso, enquanto eu havia me tornado intrusões intoleráveis ​​de catequistas, como eu coloco, sem qualquer formação ou de nomeação eclesiástica que justificaria o papel.

    A paróquia onde eu nasci e cresci em décadas está à mercê do CNC que abafou qualquer movimento presente. É claro que o pastor é um nc ultra-nomeado pelo Bispo provavelmente porque anterior não indicaram que não poderia mudar as coisas (por isso poderia muito bem virar a paróquia de 10.000 habitantes em “califado Nc”).

    Hoje eu vivo uma luta interna profunda, porque uma vez que você sair você tem que reconstruir laços normais e livres, com as pessoas que não tiveram essa experiência para mim sempre foi incomodado, Ver também o meu olheiro formação ao longo. Redescobri missa dominical ea simplicidade da verdadeira hospitalidade em gestos diferentes paroquiais.

    Uma calorosa saudação!

  40. Massimiliano e Giovanni são os últimos de uma longa série de hard-core que neocat, observatório, em muitos anos, eles nunca foram capazes de responder a qualquer coisa.
    temas únicos: nós aprovado, para mim não acontecer, nós aprovado, não é, nós aprovado, você está em má-fé, nós aprovado, você odeia.
    Nunca houve alguém que teve a coragem de discutir algo, especialmente em face da evidência de Kiko que cinta em Youtube.
    como é estranho, mas. Eles afirmam ser esclarecidos e exigentes, para ter o H24 Espírito e depois confrontados com fatos e argumentos fogem.
    Porque?

    A tomista.
    Eu sempre apreciar o que você escreve, mas não se engane Irineu para movê-los. Irineu não estava na comunidade e, portanto, não podia entender, e eles ainda são aprovados.
    E’ a mesma lógica de Kiko, quando ele diz que o homem é escravo do diabo e não podem fazer mal. Para esta definir o penitencial, se arrepender dos pecados cometidos sem intenção e ser perdoado de falhas indesejadas.
    O Mamotreti alterada são selados de forma a não compará-los com a catequese inalterada. Nenhuma comunidade tem feito parcerias para corrigir as heresias ensinadas em…

  41. Caro Don Ariel suavemente deixe-me salientar que ela erroneamente chama a Way "movimento",mas como pode ler St. John Paul II,Não defini-lo como tal, mas DE EDUCAÇÃO CATÓLICA ITINERÁRIO,que é uma das formas de Iniciação Cristã de adulti.Credo que a diferença conceitual é ...

    "Posso humildemente lembrar, alguns trechos do discurso curtos de papas recentes sobre o Caminho,as ações em maiúsculas são minhas:

    Papa Francisco:"Queridos irmãos e irmãs, SEU CARISMA E 'um grande dom de Deus para a Igreja do nosso tempo. Agradecemos ao Senhor por estes cinquenta anos: aplauso a cinqüenta! E olhando para seu pai, fraternal, e amorosa fidelidade, nunca perder a fé: Ele guardará, E incentivar ao mesmo tempo para ir, como discípulos amados, a todos os povos, com humilde simplicidade. Acompanho-vos e incentivá-lo:VÁ EM FRENTE! E, por favor, não se esqueça de orar por mim, Eu ficar aqui!"

    O Papa Paulo VI:"Viver e promover este despertar é o que você chama uma forma" depois do batismo", que vai renovar nas comunidades cristãs de hoje esses efeitos de maturidade e aprofundamento, que na Igreja primitiva, foram realizadas pelo período de preparação para o Batismo .. ".

    Da carta Ogniqualcolta do G.P.II 1990:”Depois de mais de vinte anos de vida das comunidades, propagação nos cinco continentes, tendo em conta a nova vitalidade que anima as paróquias, o impulso missionário e os frutos de conversão que brotam de viagens e, recentemente, pelo trabalho das famílias que evangelizam em áreas cristianizada-de da Europa e do mundo ; em vista da vocação, surgido a partir desta maneira divina, a vida religiosa e ao sacerdócio, eo nascimento de colégios diocesanos de formação ao presbiterato para a nova evangelização, qual o Redemptoris Mater de Roma ; Após a análise da documentação apresentada por você : a concessão do pedido feito para mim, Reconheço o Caminho Neocatecumenal como um itinerário de formação católica, válida para a sociedade e para os tempos”.

    Nota laudatório de Mons.Annibale Bugnini:"" Todas as reformas, na igreja, novos princípios previstos e novas regras promovidas, que pôr em prática os objectivos da reforma stessa.Così aconteceu depois do Concílio de Trento; nem poderia ser de outra forma hoje. A renovação litúrgica tem uma forte influência na vida da Igreja. Há uma necessidade para a espiritualidade litúrgica germinar novas flores de santidade e de graça, bem como mais intensa e ação spirituale.Un excelente modelo apostolado cristão desta renovação está em "Comunidades neocatecumenais" que surgiram em Madrid, em 1962, iniciativa de alguns jovens leigos, com permissão, o incentivo e bênção do mais excelente Shepherd Madrid, Casimiro Morcillo. As comunidades são projetadas para tornar visível nas paróquias o sinal da Igreja Missionária, e se esforça para abrir caminho para a evangelização daqueles que quase abandonou a vida cristiana.A este fim, os membros da 'Comunidade' estão tentando viver mais intensamente a vida litúrgica cristã, começando com a nova catequese e preparação "catecumenal" Bugnini ... Mason não era.

    Ainda em G.P.II 2002 expermentum à aprovação do Estatuto:"" Como não agradecer ao Senhor pelos frutos trazidos pelo Caminho Neocatecumenal, em seus mais de trinta anos de existência [...] Numa sociedade secularizada como a nossa, onde indiferença religiosa está se espalhando e muitas pessoas vivem como se Deus não existisse, muitas pessoas que precisam de uma nova descoberta dos sacramentos da iniciação cristã; especialmente a do batismo. O Caminho é certamente uma das respostas providencial para esta necessidade urgente. Eu gostaria de salientar a importância dos Estatutos recém-aprovados para a vida presente e futuro do Caminho Neocatecumenal, como eu disse há alguns anos atrás, Ela constitui "um itinerário de formação católica, válida para a sociedade e para os tempos ". Os estatutos também formam, uma ajuda importante para todos os pastores da Igreja, especialmente para os bispos diocesanos, que são confiados pelo Senhor, pastoral e, em particular, iniciação cristã das pessoas da diocese ...

    Decreto do Pontifício Conselho para os Leigos 26 dezembro 2010 prot. 1436/10/AIC "Os volumes acima mencionados do Diretório Catequético foram revistos pela Congregação para a Doutrina da Fé a partir de 1997 até 2003 e devidamente equipados com referências ao Catecismo da Igreja Católica relacionados ao material coberto de toda a catequese. Recentemente, a Congregação para a Doutrina da Fé, depois de ter adicionalmente examinados os resultados do estudo acima referido, a fim de dar maior segurança à implementação do Caminho Neocatecumenal, bem como oferecer garantias doutrinárias a todos os pastores da Igreja, Ele achou por bem entregar ao Conselho Pontifício para os Leigos - o Departamento da seguinte forma esta realidade eclesial - a tarefa de dar a aprovação específica para o Diretório Catequético dos volumes Caminho Neocatecumenal (carta cf. de 20 Novembro 2010, Prot. N. 36/75 - 33843)...

    Papa Benedetto XVI:"" Como não bendizer ao Senhor pelos frutos espirituais que, através do método de evangelização realizado por você, Eles foram capazes de recolher ao longo dos anos? Quantas energias apostólicas frescos foram inspirados, entre ambos os sacerdotes entre os leigos! Quantos homens e mulheres, e quantas famílias, que se afastou da comunidade da igreja ou tinham abandonado a prática da vida cristã, através da proclamação do querigma eo itinerário de redescoberta do Batismo fomos ajudados a redescobrir a alegria da fé e entusiasmo de testemunho evangélico! [...] A recente aprovação dos Estatutos do Caminho selou a estima e benevolência com que a Santa Sé segue o trabalho que o Senhor tem inspirado através de seus iniciadores ...

    ,Em relação à catequese,mesmo antes de serem examinadas pela congregação competente para a doutrina da fé,Eles foram examinados por Cong.per clero,através de um teólogo salesiano chamado Padre Joseph Groppo.Dopo tendo analisado a voumi,escreveu uma nota que a transmissão:"A novidade destes catequese e o critério fundamental para a sua interpretação é o fato de que eles estão falando de uma experiência de fé e de conversão e, portanto, é uma linguagem existencial, cuja verdade não reside na única frase, mas no contexto global: intensamente experiência vivida não se presta para limpar formulações teóricas, mas é sempre expressa em um pouco 'caótica, com repetições frequentes, com o uso de paradoxos, para mais imagens para conceitos. Gostaria agora de descobrir outro aspecto destas catequeses, ou melhor, deste Neocatecumenal. Como um estudioso da história da catequese antiga devo dizer que a tentativa de Kiko e Carmen para atualizar o catecumenato é uma tentativa riuscito.L'esperienza deu a entender que profundamente contido instituição valiosa dos três primeiros ...

    Como já observado ,Acabei de publicar os discursos dos papas e documentos ufficiali.So que ela não será suficiente e que restrerà sua idea.Spero Mas ter feito riflettere.Grazie e bom dia.

    1. dear John,

      a operação que ela realizou através destas citações é impressionante e em linguagem científica é chamado “manipulação conceptual” e “lexical”. É uma operação muito séria.

      Ou melhor compreendida: mostrando desprovida de senso crítico e analítico, ela toma os textos e desenha como referência única e exclusivamente medidas positivas tomadas fora de contexto inteiro, fazendo assim dizer, neste caso, os documentos dos Papas, o que eles não dizem.

      Qualquer um pode, então, levar os documentos citados no meu texto, lê-los do início ao fim e perceber o quão grave foram em vez referências nestes Papas para o Caminho Neocatecumenal na liturgia, eclesiológico, pastoral e missionária.

      A operação que você acabou de fazer-lhe explicar uma passagem do Evangelho do apóstolo João Beato. Na prática, ela leva a música do Evangelho de João, que indica ao tentar prostituir apedrejamento [CF. GV 7,53-8,11] e ele cita desta forma:

      [Então disse Jesus] "Qual de vocês estiver sem pecado, primeiro que lhe atire pedra contra ela ". E, tornando a inclinar para baixo, Ele escreveu no chão. mas aqueles, ouvi-lo, eles foram embora, um por um, começando com o mais velho ao último. Jesus foi deixado sozinho com a mulher em pé diante dele. Então Jesus endireitou-se, ele disse: “Donna, onde eles são? Não tem um condenado?”. Ela respondeu:: “Ninguém, Senhor”. E Jesus disse:: “Nem eu te condeno” ».

      Neste ponto, podemos dizer com segurança e apoio:

      1. Jesus Cristo, Ele talvez tenha condenado prostituta? De modo nenhum, então ele não tinha nada contra prostitutas ;
      2. Jesus Cristo, Era contrário à prostituição? Bem, de como ele se comportava nenhuma, claramente ela diz à prostituta que não condena ;

      Em seguida, por que não reabrir os bordéis e não dão regulamentação legal da prostituição?

      Pode-se dizer e sustentar isso e muito mais, nessa página do Evangelho, simplesmente omitindo a única parte da final, mas, depois "Nem eu te condeno", Ele concluiu suas palavras dizendo: «[…] vontade’ e de agora em diante não peques mais ".

      Citando este peças de pista e de omitir a parte final, o que implica arrependimento da mulher, o perdão de Jesus Cristo e, especialmente, o aviso de se arrepender e de não mais pecar, Diz o Evangelho, neste como em muitos outros casos, o que o Evangelho não diz nada.

      E isso é chamado de manipulação e falsificação da realidade, você só precisa ler os textos completos dos discursos oficiais, Eu relatei, João Paulo II até Francis I, em que os Sumos Pontífices são educadamente para o cabelo ea contropelo Neocatecumenal, tudo, e em várias ocasiões.

      Algum texto de aprovação experimentar de 2002, você cita apenas o que você quer. O que significa, em vez, quando a fala do Santo João Paulo II diz:

      "Quero abordar especialmente uma palavra para vós sacerdotes, que você está comprometido com o serviço das comunidades neocatecumenais. Nunca se esqueça que, como ministros de Cristo, você tem um papel insubstituível da santificação, ensino e orientação pastoral para aqueles que andam a rota do Caminho. Servir com amor e generosidade as comunidades que vos foram confiadas!»

      Por que visa sacerdotes e não os mega-catequistas esclarecendo que são eles que devem santificar, ensinar e orientar? Por que São João Paulo II esclareceu de modo que só ela parece não ter entendido, neocatecumentali que são confiados aos sacerdotes, No entanto, nem mega-catequistas, o padre sentou-se de lado para fazer “sim, é” sua cabeça enquanto os pontificados mega-catequistas ? Este, St. John Paul II, Ele não queria, Vai esclareceu desde a primeira aprovação experimentar.

      mas, acima de, o que você vai entendê-la, quando St. John Paul II diz:

      "Cabe agora aos escritórios competentes da Santa Sé para examinar o Diretório Catequético e todas as práticas catequéticos e litúrgicos do Caminho. Estou certo de que os seus membros não vai deixar de ir junto com indicações disponibilidade generosas que eles virão a partir de tais fontes autorizadas ».

      Eu vou te dizer, O que você está dizendo o Santo Pontífice, exatamente isso:

      1. Agora vamos dar-lhe orientações sobre estatutos e cursos de catequese e você vai respeitá-los ;
      2. damos-lhe as orientações litúrgicas precisos e respeitará ;
      3. Quando os dicastérios da Santa Sé lhe dará diretrizes a serem seguidas, você terá que obedecer em todos os sentidos para o que vai ser comandado.

      Ou talvez, em vez de fazer cortes e costurar como melhores retornos, estas declarações de St. John Paul II, ela interpreta-los de qualquer outra forma?

  42. Deus abençoe.

    Por que o Caminho Neocatecumenal tem desprezo pelo sacerdócio católico?
    Já nesta matéria que chamou Igreja Católica Pio XI chamado:

    "Além, como dissemos desde o início, próprios inimigos da Igreja, em sua própria maneira, mostrar para ouvir toda a dignidade ea importância do sacerdócio católico, dirigir contra este seus primeiros e mais violentas golpes, saber como íntima a conexão que intercede entre a Igreja e seus sacerdotes. Os inimigos mais ferozes do sacerdócio católico hoje são os mesmos inimigos de Deus: aqui é um título de honra que faz mais dignos de respeito e veneração sacerdócio ".

  43. Graças Don Ariel por ter analisado o Caminho e tendo destacado tudo o que estava errado. Ainda mais por isso agradeço por ter se exposto na primeira pessoa a escrever este artigo. Por anos, eu estou fazendo a leitura dos documentos que ouço, depois de tanto tempo e trabalho, as frases habituais “nós aprovado, Papa nos elogia e diz-nos para manter”.
    Depois de muitos anos de sofrimento com minha esposa,agora vivemos juntos como dois estranhos, estamos perto de separação. Se você pode pedir-lhe para também analisar este problema que é criado quando somente um dos dois está a caminho .
    Obrigado mais uma vez muito e peço ao Senhor para ajudar cada vez mais em sua missão.

    1. Anche io come Trilù vivo una condizione familiare disastrosa. La mia coniuge è neocatecumenale convinta, vede qualunque mio commento come il demonio che la tenta. Vita familiare completamente assente, ormai in guerra da anni e se non fosse per i figli e per un amore di fondo (ma travolto e seppellito dalle macerie) anche noi prossimi alla separazione. Ormai viviamo come due estranei sotto lo stesso tetto.
      Come è possibile che un movimento che si proclami cattolico e fedele alla Santa Chiesa permetta una tale divisione in famiglia? E che incoraggi ad abbandonare la famiglia per essere sempre più presente nella vita neocatecumenale anche con lo scopo (dichiarato ma non vero) di salvare in questo modo la famiglia stessa?

      1. Caro leitor,

        queste cose le sappiamo da molto tempo, infelizmente.

        Numerosi sono i vescovi che hanno ricevuto tante lamentele nel corso degli anni riguardo idivorzi causatitra coniugi uno dei quali non era neocatecumenale; e pure presso la Santa Sede, sono da sempre informati.

        Possa Dio concedere a lei la grazia del ravvedimento di sua moglie da questo incubo e possa concedere la misericordia del Purgatorio a tutta quelle autorità ecclesiastiche che, proprio mentre si adoperavano tanto a parlare di famiglia, di matrimonio, della salvezza della famiglia e della sacralità del matrimonio, permettevano ad una setta intra-ecclesiale di compiere cose di questo genere che, Repito, le Autorità Ecclesiastiche conoscono bene.

        1. Obrigado, Pai de Ariel, per quello che mi ha scritto.
          Vorrei chiederle, se non sono di troppo disturbo, un suo parere: ma se le cose stanno così perché la Santa Sede e le Autorità Ecclesiastiche non intervengono in maniera più decisa? Forse per paura di perdere fedeli o svuotare le chiese? Na minha opinião, modesto e da ignorante, la vera Chiesa si stà svuotando proprio perché il CNC continua a dilagare e a farla da padrone in parecchie parrocchie circonducendo parecchi ignari e deboli fedeli in cerca di aiuto.

          1. Le uniche persone che da cinque/sei anni a questa parte vedono le piazze piene, che invece sono sempre più vuote; le chiese con incremento di fedeli, che ne sono invece usciti come una vera e propria emorragia; che fantasticano sull’aumento delle confessioni, mentre sui confessionali crescono le ragnatele; e assim seguir, sono quei vaticanisti della Pravda che, come accadeva nel vecchio regime sovietico, presentano una realtà che non esiste.

            Le piazze una volta affollata da fedeli oggi sono semivuote, le chiese si stanno progressivamente e drammaticamente svuotando, l’afflusso alle Messe è drasticamente calato ed i confessionali sono disertati.

            A questo aggiunga i Neocatecumenali che, quando invadono una parrocchia, la riempiono dei propri affiliati e la svuotato degli altri fedeli.

            E chi non vede e non accetta questo, o è in malafede, o vive una realtà che no esiste, a partire dagli addetti della Pravda.

  44. Gentile Don Ariel dato che il numero dei caratteri è limitato non posso certo citare i documenti per intero,Ma se lei mi accusa di manipolare i documenti si sbaglia di grosso perchè ciò è falso.Io mi attengo a ciò che la Chiesa Cattolica e i suoi Organi competenti hanno disposto e stabilito sotto l’autorità dei vari Papi che si sono succeduti e lei dovrebbe rispettare il Papa e gli organi della Chiesa.Se l’obbedienza alla Chiesa e al Papa equivalgono a non aver senso critico,sono fiero di non averne,Ubi Petrus ibi ecclesia recita un famoso motto e per me ciò ha molta importanza,spero che anche per le ne abbia. Spero che non si sente superiore al Papa e alla Cong.per la Dottrina della fede.sarebbe assai grave.Lei fa affermazioni falsamente apodittiche,senza dimostrare né documentare .Nessuno vuole mettere in dubbio la sua preparazione,ma ogni argomento va dimostrato e lei mi sembra,non lo abbia fatto.Elibero di pensare ciò che vuole sul Cammino,ma non confonda i suoi pensieri con quanto la Chiesa ha ufficialmente detto e fatto per cortesia.Buona giornata.

  45. Querido Pai Ariel,lei può dimostrare con documenti,che i Papi che le ho citato abbiano richiamato il cammino severamente,più che incoraggiarlo?Attendo che provi queste affermazioni. Io non manipolo proprio nulla,ho citato solo stralci di discorsi dei Papi e di altri documenti,solo perchè questa pagina permette solo un certo numero di caratteri ,ma i documenti che ho citato sono pubblici e sono alla portata di tutti. Le ho riportato la lettera del compianto Mons.Annibale Bugnini,ad inizio anni settanta a capo della Cong.per il Culto Divino.Euna nota laudatoria,ciò significa quindi che le celebrazioni delle comunità erano ritenute un modello eccellente scaturito dalla riforma liturgica post Vaticano II.Probabilmente anche Paolo VI pensava lo stesso.

  46. Gentile Don Ariel,non vedo proprio cosa avrei manipolato?Lei da una interpretazione del discorso di G.P.II del tutto personale,arbitraria e fantasiosa.Evero che il Papa si rivolge ai presbiteri,ma poco prima si è rivolto ai catechisti.Il fatto che si sia rivolto ai sacerdoti non cancella tutto discorso precedente.Il Papa affermò in quel discorso:”Desidero sottolineare l’importanza degli Statuti appena approvati per la vita presente e futura del Cammino Neocatecumenale che,como eu disse há alguns anos atrás,costituisce unitinerario di di formazione cattolica,válida para a sociedade e para os tempos”(AAS 82 (1990)1515″.Intanto le faccio di nuovo notare che ha sbagliato chiamando il CN movimento,come può leggere il Cammino non è un movimento.Inotre il Papa parla di iniziazione cattolica.Quanto i dicasteri hanno disposto in questi anni viene rispettato.Nel 2008 sotto Papa Benedetto XVI è stato approvato lo statuto in modo definitivo ciò è stato ribadito anche da Papa Francesco,attraverso Mons.Becciù,nel momento in cui alcuni Vescovi volevano impedire la celebrazione del sabato sera e la veglia pasquale.

    1. dear John,

      Lei ha di fatto tentato, prima di manipolare i testi – si veda sua precedente lunga risposta – poi dinanzi alla mia replica, non potendo rispondere nel merito, chi ha appena scritto queste testuali parole:

      « Papa Francesco nella sua prima udienza con il Cammino,disse delle cose, da detrattori interpretati come tirata di orecchie.Ma Mons. Becciu chiarì bene cosa avesse voluto dire [...]»

      Deixe-me pegar: forse abbiamo a che fare con un Sommo Pontefice, il quale è custode della fede, supremo maestro e interprete, che dopo avere parlato ed essere stato frainteso dai detrattori per le sue rampogne fatte al Cammino Neocatecumenale, richiede l’illuminatissimo intervento dell’altrettanto notoriamente illuminato S.E. Mons. Angelo sujeira, all’epoca sostituto alla Segreteria di Stato?

      Adesso capisco, come mai stiamo vivendo una grande crisi e decadenza ecclesiale ed ecclesiastica!

      dear John, le garantisco che io sono l’ultimo dei preti della orbe catholica, ciò non toglie però che per grazia di Dio io abbia ricevuto:

      1. una formazione umanistica;
      2. una formazione filosofica;
      3. una formazione giuridica;
      4. una formazione teologico-dogmatico-sacramentaria;
      5. una formazione storico-dogmatica ;
      6. continuo a studiare di giorno in giorno …

      a questo aggiunga che conoscono bene ed a fondo la curia romana, per vari motivi e ragioni che non è necessario spiegare.

      Dito: se io che senza calcolatrice non so fare neppure le divisioni fossi invitato ad un convegno di matematici, mi metterei in un angolo ad ascoltare in religioso silenzio, cercando di capire qualche cosa, ed alla fine non capirei niente, perché sono privo di nozioni matematiche.

      Prendendo l’esempio di carattere matematico che ho appena fatto le domando: perché lei invece, che come me non sa fare le divisioni, si mette a discutere con i matematici?
      Forse perché lo Spirito Santo le ha dato in tal senso doni del tutto speciali?

      vê, se lei si affidasse alla mia direzione spirituale, anziché a quella di certi mega-catechisti laici, potrebbe essere aiutato, anzitutto a sviluppare ed a tirare fuori il meglio che Dio le ha sicuramente dato in capacità ed in buoni sentimenti, lei ha solo bisogno di essere aiutato, da un sacerdote maturo, a sviluppare libero ragionamento e senso critico.

  47. Sono profondamente commosso.
    Di fronte all’encomio bugniniano non posso far altro che inchinarmi e riconoscere la mia incompetenza e ignoranza.
    Essere elogiati da Mons. Bugnini per la liturgia è una medaglia al valore.
    Por outro lado, chi non desidererebbe essere lodato dal comandante Schettino per il proprio eroismo?
    E chi non sarebbe orgoglioso di ricevere il premioNiccolò Tommaseodal sen. Antonio Razzi?
    Ma soprattutto chi, tra coloro che coltivano la virtù della castità perfetta, non ha mai anelato (magari anche inconsciamente) di sentir pubblicamente un apprezzamento da Rocco Siffredi?

    1. Acredite em mim: non so più che cosa dirle.

      Nel mio lungo lavoro, che a questo punto temo proprio che lei non abbia letto, lanciandosi però in commenti allo stesso, lei mi chiede di «provare» quello che ho dimostrato nel mio scritto, ed a tal proposito ella mi invita a citare i documenti dei Sommi Pontefici.

      Bem, mi spiega che cosa dovrei «provare», visto che nel mio scritto ho fedelmente riportato i documenti ufficiali della Santa Sede che ha pubblicato e diffuso questi discorsi dei Sommi Pontefici? Ma che cose le devo «provare»? Forse le devo provare che basta leggere il mio scritto e quindi leggere in versione integrale certi discorsi di San Giovanni Paolo II, Benedetto XVI e Francesco I che in questo scritto sono tutti, fedelmente ed integralmente riportati ?
      Ma si rende conto che lei mi sta chiedendo di provare ciò che è provato nei testi ufficiali dei discorsi dei Sommi Pontefici?

      Per quanto riguarda il compianto Annibale Bugnini, potrebbe spiegarmi come mai, questo tanto compianto, o 4 Janeiro 1976 fu sollevato dal Santo Pontefice Paolo VI da tutti i suoi incarichi presso la curia romana e dallo stesso fu nominato pronunzio apostolico nell’allora Persia, l’attuale Iran? Mi spiega perché dopo quella decisione, o Santo Pontífice Paulo VI, si rifiutò ripetutamente di riceverlo, quindi come mai, finché egli visse, al compianto e meritorio Annibale Bugnini non volle vederlo mai più?

  48. Prendere le parole dei Papi a pretesto per attaccare il Cammino, non è cosa lecita né corretta.Papa Francesco nella sua prima udienza con il Cammino,disse delle cose, da detrattori interpretati come tirata di orecchie.Ma Mons. Becciu chiarì bene cosa avesse voluto dire:””TALI PAROLE (quelle del Papa) NON MODIFICANO AFFATTO GLI STATUTI ANZI LI CONFERMANO. Per quanto attiene alle celebrazione della VEGLIA PASQUALE E DELL’EUCARESTIA DOMENICALE,da lei menzionate,gli articoli 12 e 13,letti nella LORO INTEGRITA’COSTITUISCONO PERTANTO IL QUADRO NORMATIVO DI RIFERIMENTO”. Lo Statuto del Cammino prevede che noi celebriamo l’Eucarestia dopo i primi vespri, e la comunione sia fatta restando al posto.Non vedo quali abusi commetteremmo.
    Non capisco perché lei voglia seminare zizzania?

  49. Tutto il Cammino Neocatecumenale in quattro righe. Ecco due domande che Kiko rivolge ad un suo catecumeno, nel contesto di uno scrutinio (VI volume del Direttorio Catechetico, “Tradição”, prima dell’approvazione):

    Kiko: Prima del cammino tu eri cieco? Cosa non vedevi?
    Z.: Prima del cammino io ero un bigotto, perché sono nato nella Chiesa e avevo un moralismo terribile, una terribile paura dell’inferno. Dovevo presentare sempre la faccia di buono, non avevo mai un peccato, la colpa era sempre degli altri. Io ho fatto quello che ho voluto durante tutta la mia vita e nel fondo non mi sono mai creduto peccatore perché sono stato una brava persona, perché andavo sempre a messa e non mi vedevo cieco. Un giorno ho sentito lannuncio e attraverso quello il Signore mi afferrò; dopo aver ascoltato tutta la catechizzazione, dopo essermi messo in cammino, il Signore ha fatto sì che attraverso la sua Parola, attraverso la comunità, io cominciassi a vedere che ero un maiale. Il Signore ha permesso, mentre stavo in comunità, ha permesso che io peccassi perché vedessi come ero. Dentro la comunità, attraverso la Parola, il Signore mi ha messo davanti i miei peccati.

    Kiko: Tutto il fango che c’era in te, la porcheria che c’era in te.
    Z.: In quantità! Io non capivo, prima del cammino, perché uno sposato se ne andava con un’altra; questo non lo comprendevo. Il Signore ha permesso che io commettessi adulterio, quando stavo già nel cammino. Mi ha fatto vedere che sono un adultero, mi ha fatto vedere che sono un egoista, che adoro il denaro; mi ha fatto vedere che non amo nessuno, né mia moglie, né i miei figli, che amo solo me stesso, che ho cercato sempre di trarre vantaggi dagli altri. Questo mi ha fatto vedere il Signore attraverso questo tempo, mi ha messo fango sugli occhi facendomi vedere che sono cieco perché potessi vedere che Lui mi ha amato così, non ha avuto schifo dei miei peccati, non mi ha disprezzato, mi ha amato! E questo l’ho visto nella comunità, perché conoscendo i miei peccati il Signore si è avvicinato attraverso i fratelli; attraverso mia moglie si è avvicinato a me e mi ha voluto bene. Il Signore si è avvicinato a me in persone concrete, e mi ha voluto bene. Allora io ho sperimentato che Dio mi ama così come sono, ridotto ad essere un disgraziato.

  50. A Giovanni.

    Perché non ci illustra il senso della frase papale a voi rivolta diseguire fedelmente i Libri Liturgici senza aggiunte né omissioni”?
    Perché continuate a fare come vi pare, anzi come pare al signor Arguello?
    Perché di fronte a domande precise (vedi sopra) voi neocat ammutolite?
    E’ il vostro demonio muto che interviene, come dicono i catechisti per tirarvi fuori tutti i dettagli della vostra vita privata negli scrutini?

  51. Pai Ariel Caro,lei ripete che avrei tentato di manipolare i discorsi dei Papi riportati,ma poi non dice in che modo avrei fatto.Le ripeto,questa pagina permette solo un certo numero di caratteri,altrimenti non avrei avuto alcun problema a pubblicarli nella loro interezza.Ma.come,ho già detto,i documenti sono disponibili sul sito del Cammino a disposizione di tutti,Mi dispiace ma non ha capito la mia risposta,allora mi spiego meglio,Quando Papa Francesco pronunciò il primo discorso al Cammino,disse che forse era il caso che si rinunciasse a qualcosa per migliorare la comunione.Qualche Vescovo interpretò questo discorso male pensando che doevvamo rinuciare alla celebrazioni nelle piccole comunità.Ma il Papa non voleva dire ciò e per questo attraverso Mons.Becciu rettificò l’errore.Pertamto la volontà del Papa è che le Comunità facciano il CN secondo quanto prevede lo Statuto.E lo Statuto prevede l’Eucarestia nella piccola comunità e la veglia separata.Che poi non hanno senso elitaristico e separatistico,ma hanno scopo formativo,come anche la Sacrosantum Concilium prevede quanto afferma che la liturgia ha scopo anche didattico come è scritto al n.33 della suddetta costituzione.

  52. Come tanti altri, sono purtroppo costretto a utilizzare uno pseudonimo per sottrarre i miei cari alle implacabili vendette neocat (sia in ambito ecclesiale che civile, e non si arrendono nemmeno se vengono mobilitate le forze dell’ordine).

    Non ci sarebbe neppure bisogno di dirlo: don Ariel ha fatto un ottimo lavoro (è un piacere sentirmi un dilettante a confronto), e Nostro Signore gliene renderà merito.

    Vorrei soltanto chiarire alcuni punti.

    1) Il neocatecumenalismo assegna nuovi significati a certe parole del lessico cristiano, al preciso scopo di ingannare anche le persone colte.
    Siamo perseguitati perché facciamo evangelizzazione”, ti dicono, e in realtà significaqualcuno non abbocca alla nostra trappola”.
    Ou: “apertura alla vita”, che significa in realtàpaternità irresponsabile”, sfornar figli come conigli, tanto ci penserà la babysitter, per poi vantarsi in convivenzaho venti figli di cui otto in cielo” (contando anche gli aborti spontanei e – entendido – quelli volontari).
    ou, “un vescovo ha chiesto di aprire un seminario Redemkikos Mater”, da tradurre ingli abbiamo fatto un’offerta che non poteva rifiutare

    2) Il neocatecumenalismo ha un suo gergo interno che occorre sempre tradurre:
    “Ambientale”: omelia del laico preparatoria alla celebrazione
    “Monizione”: omelia sistematica del laico prima di una lettura della Messa
    “Risonanza, fare il kerygma, dare una testimonianza…”: omelie estemporanee dei laici
    “Scrutinio”: scarnificazione delle coscienze con domande che neppure un confessore farebbe
    “Giro d’esperienze”: scarnificazione delle coscienze in versione rapida
    “Alzata”: risposta rituale (l’alzarsi) alla “chiamata vocazionale” di Kiko il suscitatore di vocazioni
    “Convivenza”: riunione in albergo (inutilmente lontano e inutilmente costoso) per celebrarvi il kikismo-carmenismo (i cosiddetti “catechisti” e i loro accompagnatori non pagano)
    etc..

    3) Il neocatecumenalismo esige di ingannare.
    exemplo: «le eventuali monizioni previe alle letture, devono essere brevi» (lettera 1° dicembre 2005), nel Cammino invece non sono “eventuali” ma “onnipresenti”, e non sono “brevi” ma durano un’eternità. Ou: «noi facciamo la Comunione sotto le due specie»…

    Anche se si rendono conto dello stravolgimento, insistono comunque a voler ingannare il prossimo…

  53. Boa noite padre Ariel,

    per quanto riguarda le continue affermazioni dei signori neocatecumenali riguardanti gli ultimi Pontefici che hanno incoraggiato il Cammino quale valido percorso di vita cristiana, non vorrei sbagliarmi ma mi sembra che in ogni caso il giudizio di un Papa su una realtà ecclesiale non tocca quei casi in cui si esercita il carisma dell infallibilita tranne che sia un giudizio in forma definitiva. Che per il Cnc non c’è stato.

    Eu estou errado?

    1. Caro Enzo,

      un Romano Pontefice può esprimersi in forma final e in forma definitional, cosa che implica, no caso de um e outro, il ricorso al magistero infallibile, seppure esercitato in diverso grado, basterebbe leggere di San Giovanni Paolo II la Para defender a fé].

      Questo testo spiega quanto segue:

      nel caso delle verità del 1° comma, ossia dell’insegnamento definitional, l’assenso è fondato direttamente sulla fede nell’autorità della Parola di Dio;

      nel caso delle verità del 2° comma, ossia nel caso dell’insegnamento non definitional ou final, questi è fondato sulla fede nell’assistenza dello Spirito Santo al magistero e sulla dottrina cattolica dell’infallibilità del magistero” [CF. n. 8].

      Coloro che non accettano un insegnamento definitional cadono in eresia pubblica e manifesta oltre che nella scomunica automático, coloro che invece non accettano un insegnamento final, cadono in errore, ma non in eresia.

      Cosa vuol dire il tutto? Vedrò di spiegarlo molto in breve:

      – Para definitional si intende la proclamazione di un dogma della fede cattolica, exemplo de: il dogma della assunzione al cielo della Beata Vergine Maria, l’ultimo dei dogmi mariani proclamato dal Servo di Dio Pio XII nel 1950.

      – Para final si intende invece un insegnamento che non è proposto come dogma di fede, ma che è però espressione del magistero infallibile. Un esempio di pronunciamento definitivo è quello di San Giovanni Paolo II che nella Lettera Apostolica ordenação sacerdotal de 1994 estados: «la Chiesa non ha in alcun modo la facoltà di conferire alle donne l’ordinazione sacerdotale e che questa sentenza deve essere tenuta in modo definitivo da tutti i fedeli della Chiesa»

      Su tutti gli altri temi o atti del sommo magistero, può capitare invece che il Romano Pontefice, od un suo successore, decida di cambiare gli insegnamenti e certe discipline per motivi di opportunità, ad esempio pastorale, così come potrebbe disapprovare, per ragione varie o per ragioni sopravvenute, ciò che un suo precedessore ha stabilito. exemplo: ci sono stati Romani Pontefici che hanno approvato un ordine o congregazione religiosa, ed in seguito vi sono stati loro successori che, questo stesso ordine o congregazione, l’hanno soppresso.

      Sinceramente – e lo dico davvero con autentico affettonei Neocatecumenali che qui hanno interloquito e con tutti quelli con i quali ho interloquito io nel corso del tempo, ho riscontrato una diffusa ignoranza in ambito storico, eclesiológico, teológica e jurídica. Ignoranza mossa tutt’altro che da mala fede, ma appunto da ignoranza, ossia da mancata conoscenza, sino al punto di cadere veramente nel grottesco, mutando ad esempio la approvazione di un movimento laicale da parte del Pontificio Consiglio per i Laici, in un vero e proprio dogma della fede cattolica da mettere più o meno sullo stesso livello dei dogmi cristologici o del dogma della immacolata concezione della Beata Vergine Maria. Se, em seguida,, come ho fatto per l’ennesima volta anche in questa mia risposta, uno cerca di spiegare loro con tutta la più corretta scienza teologica e giuridica certi dati di fatto, esprimendo il tutto con le dovuta amabilità pastorale, ci si ritrova dinanzi a veri e propri sproloqui di gente che, senza entrare minimamente nel merito di quanto hai risposto, ti replicano con argomentazioni veramente assurde.

      Sicuramente io sto perdendo del tempo prezioso che forse potrei impiegare meglio anziché andare a battere su un evidente muro di gomma. E dicendo questo ribadisco che ritengo che queste persone non hanno colpa, neppure quando cercano di smentire con argomenti assurdi chi certe materie e discipline le conosce e le studia da una vita.

      Sono stati formati o de-formati a questo modo. E talvez, muitos deles, giustificati per la loro ignoranza invincibile, andranno nel Paradiso molto prima di noi. Non credo infatti che le porte del Paradiso siano chiuse a coloro che, per ignoranza invincibile, si mettono a discutere mostrando, di discussione in discussione, di non avere né il senso della misura né il comune senso del ridicolo.

  54. Annotazioni Mons.Juan Ignacio Arrieta Segretario del Pontificio Consiglio per i Testi Legislativi
    Già Preside dell’Istituto di Diritto Canonico san Pio X di Venezia

    La Santa Sede ha approvato in modo definitivo lo Statuto giuridico del Cammino Neocatecumenale. Con la consegna formale del decreto di approvazione da parte del Presidente del Pontificio Consiglio per i Laici agli iniziatori del Cammino, Kiko Argüello e Carmen Hernández, e al Padre Mario Pezzi, si è concluso nella mattinata del 13 Junho 2008 l’iter giuridico avviato sei anni fa quando venne approvato ad experimentum il testo degli Statuti. Alcuni mesi prima, il Consiglio per i Laici era stato indicato dal Servo di Dio Giovanni Paolo II come il Dicastero che doveva assumere a nome della Santa Sede i lavori di approvazione di questi Statuti, pur non trattandosi di un’associazione di fedeli. Con il presente atto il Pontifico Consiglio ha dato compimento a quell’incarico del Papa.I nuovi Statuti seguono sostanzialmente il dettato di quelli approvati sei anni prima. Trentacinque articoli e una disposizione transitoria conteneva il testo provvisorio del 2002, e gli stessi articoli possiede adesso la norma…

    Ancora dall’annotazione di Mons.Arrieta:”Con il presente atto il Pontifico Consiglio ha dato compimento a quell’incarico del Papa.I nuovi Statuti seguono sostanzialmente il dettato di quelli approvati sei anni prima. Trentacinque articoli e una disposizione transitoria conteneva il testo provvisorio del 2002, e gli stessi articoli possiede adesso la norma definitiva. Al di là della novità, per nulla secondaria, a cui farò riferimento qui di seguito, nessun cambiamento fondamentale è stato compiuto in questo nuovo passaggio degli Statuti, e quasi tutti gli articoli sono riproduzione esatta di quelli vecchi. Questi sei anni sonno serviti, contudo, per fare maggior chiarezza sull’originaria formulazione dei testi e per migliorare la norma sia dal punto di vista tecnico che da quello strutturale

    Il Cammino Neocatecumenale si conferma nei nuovi Statuti come un modello di catecumenato post-battesimale da impartire sotto la direzione dei Vescovi diocesani o, come lo aveva definito Giovanni Paolo II in parole trascritte nell’art. 1° del testo statutario, come un ”itinerario di formazione cattolica”: un programma di formazione alla vita cristiana della persona, di base principalmente catechetica e liturgica, impartito in comunità e condotto secondo ritmi e metodi specifici. Ciò che contiene lo Statuto del Cammino, e ciò che approva adesso la Santa Sede, non è un’associazione di persone, né un “movimento ecclesiale” di fedeli. La Chiesa ha dato la sua approvazione non a ciò che solitamente potrebbe denominarsi una “aggregazione di persone”, bensì ad un “metodo di formazione cattolica”, sebbene l’approvazione da parte dell’autorità ecclesiastica del metodo e dei contenuti impegni in modo riflesso quanti propongono o ricevono tali mezzi a rispettare le relative regole, senza creare tra di loro alcun legame associativo, come accade con tutta normalità tra i compagni di scuola o i colleghi dell’università.
    Noti bene che Mons.Arrieta ribadisce che il CN non è un movimento.

    Per cortesia legga con attenzione il seguente passaggio:”A mio modo di vedere, la maggiore conseguenza di questa personalità pubblica, applicata all’itinerario di formazione neocatecumenale, riguarda la particolare autorevolezza ecclesiale con la quale, sotto la direzione dei Vescovi diocesani, s’impartisce finora il Cammino, e nel particolare impegno che, como resultado, si assume perché esso sia proposto – come risultava prima, ma adesso con rinnovato impegno giuridico – per mezzo di persone particolarmente selezionate e appositamente formate”.
    NB Mons.Arrieta parla di particolare autorevolezza ecclesiale. Quanto siamo lontani dalla descrizione data da lei,cioè una setta eretica.

    Ancora dalle annotazioni di Mons.Arrieta:”Soltanto in questo senso può interpretarsi il termine “neocatecumeni” usato in riferimento alle persone che “propongono” il Cammino o che “fanno” il Cammino. Ad onor del vero, pur non essendo una categoria istituzionale tipizzata come tale nell’ordinamento canonico, che per essere costruita richiede l’uso dell’analogia rispetto ad altre norme canoniche – sulla persona giuridica, le associazioni, fondazioni, etc.. -, va pure detto che questa impostazione, ricevuta sei anni fa come una novità, è servita successivamente per meglio capire altre realtà che si riconoscono a stento nei convenzionali sistemi associativi.A differenza del testo del 2002, gli Statuti ora approvati affermano la personalità giuridica pubblica del Cammino Neocatecumenale (arte 1 § 3), erezione che avvenne per iniziativa del Pontificio Consiglio per i Laici, con Decreto del 28 outubro 2004. Il punto è di particolare rilevanza perché ci porta alla vera novità che, qua e là, emerge dai nuovi Statuti”.

    Ha notato che la Chiesa Cattolica ha concesso personalità giuridica pubblica al Cammino? Ora è difficile ipotizzare una cosa simile,Se como você diz,siamo una setta.

    em relação a, finalmente, le cerimonie liturgiche, e concretamente la celebrazione eucaristica, il testo dello Statuto definito si è giovato certamente dei progressi e aggiustamenti di questi anni. Anche qui si è arrivato a un testo chiaro, che si articola in quattro principi sanciti dall’art. 13 degli Statuti. Primeiro, che i neocatecumeni celebrano l’Eucaristia nella piccola comunità, após as primeiras Vésperas do domingo. Segundo, che tale celebrazione dopo i primi vespri ha luogo secondo le disposizioni del vescovo diocesano. terceiro, che queste celebrazioni – come ho già detto – fanno parte della pastorale parrocchiale e di conseguenza sono aperte a tutti i fedeli. Quarto, che in queste celebrazioni si seguono i libri liturgici approvati del Rito Romano, “fatta eccezione per le concessioni esplicite della Santa Sede” (uso del pane azzimo per la comunione, spostare il rito della pace, comunione sotto le due specie, brevi monizioni e risonanze)...
    Noti bene anche le monizioni e risonanze sono concesse non sono quindi abusi.I neocatecumeni celebrano l’Eucarestia il sabato sera,pertanto i Vescovi che lo impediscono non fanno il bene spirituale dei neocatecumeni.

    Finalmente l’ultima parte delle annotazioni:”Per quanto riguarda, in fine, comunhão, il menzionato art. 13 § 3 risulta di una particolare nettezza: “Per quanto concerne la distribuzione della Santa Comunione sotto le due specie, i neocatecumeni la ricevono in piedi, restando al proprio posto”.Chi si prenda l’impegno di controllare le variazioni tra il testo provvisorio degli Statuti del 2002 e quello definitivo adesso pubblicato, potrà costatare che, oltre a quelle menzionate in queste poche pagine, non vi sono variazioni rilevanti nel corpo del documento. Le modifiche, come dicevo all’inizio, sono state ben poche, sebbene significative come abbiamo segnalato.E’ certamente un bene per la Chiesa che il Cammino Neocatecumenale sia arrivato adesso all’approvazione definitiva dei propri Statuti. Rimane a noi, con l’aiuto del Signore e della Madonna, fare in modo che queste norme siano applicate con giustezza nei casi concreti dell’attività pastorale della Chiesa”.
    Come si può leggere la Chiesa ha approvato lo Statuto il quale permette di derogare a quanto prevede il Messale Romano,pertanto la comunione può essere fatta restando al proprio posto,senza fare la processione.

    Faccio notare quindi che, oltre le concessioni elencate,il Messale Romano contempla la possibilità della comunione sotto le due specie.Anzi già la Cost.Dog Sacrosantum Concilium n. 55,prevedeva la reintroduzione.Il Messale Romano prescrive al n. 281: «La santa comunione, in ragione del segno, assume forma più piena, se viene fatta sotto le due specie. Risulta infatti più evidente il segno del banchetto eucaristico e si esprime più chiaramente la volontà divina di ratificare la nuova ed eterna Alleanza nel sangue del Signore, ed è più intuitivo il rapporto tra il banchetto eucaristico e il convito escatologico nel regno del Padre»

    Circa l’uso del pane azzimo il Messale Romano prescrive:”320. Il pane per la celebrazione dell’Eucaristia deve essere esclusivamente di frumento, embalados recentemente e sem fermento, de acordo com a antiga tradição da Igreja Latina.
    321. La natura di segno esige che la materia della celebrazione eucaristica si presenti veramente come cibo. Conviene quindi che il pane eucaristico, sebbene azzimo e confezionato nella forma tradizionale, sia fatto in modo che il sacerdote nella Messa celebrata con il popolo possa spezzare davvero l’ostia in più parti e distribuirle almeno ad alcuni dei fedeli. Le ostie piccole non sono comunque affatto escluse, quando il numero dei comunicandi o altre ragioni pastorali lo esigano. Il gesto della frazione del pane, em que o Eucaristia foi em tempo apostólica, manifesterà sempre più la forza e l’importanza del segno dell’ unità di tutti in un unico pane e del segno della carità, per il fatto che un unico pane è distribuito tra i fratelli.

    La comunione sul palmo delle mani poste forma di croce,oltre ad essere una disciplina assai antica,risalente a Gesù stesso e usata,come unico modo,nella Chiesa primitiva per almeno per otto nove secoli,è stata reintrodotta dopo il Vaticano II,con l’Istruzione Memoriale Domini,che demandava alle conferenze episcopali la decisione di concederla.In molti paesi,Italia compresa,la CEI permette questa disciplina,portanto,di quali abusi parla?Obrigado,buonanotte e mi scusi per la lunghezza.

    1. dear John,

      domandando a Dio la grazia della virtù della santa pazienza, la prego di leggere, primeiro, la risposta che ho data sopra a Enzo, nella quale c’è una chiara, precisa e ortodossa esposizione dottrinaria nella quale spiego che cosa è il dogma e quando una verità definita è verità di fede.

      Anziché inviare un altro papiro come quello che ha inviato, per non rispondere poi in definitva ai vari quesiti che le sono stati posti, provi adesso, em resumo – letta quella risposta ad Enzoa rispondere a queste tre facili e semplici domande:

      lei ritiene che l’approvazione dello statuto di un Movimento laicale da parte del Pontificio Consiglio per i Laici, costituisca una verità di fede espressa in modo definitivo o definitorio ?

      lei ritiene, portanto, che questa approvazione del Cammino Neocatecumenale, implichi da parte della Chiesa un pronunciamento del magistero infallibile che vincola tutti i fedeli cattolici a prestare totale adesione come se fosse una verità di fede definita ?

      Lei ritiene che, tutti coloro che non ritengono il Cammino Neocatecumenale un movimento cattolico improntato sulla ortodossia dottrinale e liturgica, vengano meno all’obbediente ossequio dovuto da tutti i fedeli al deposito della fede cattolica ?

      Sono tre semplici domande, alle quali spero vorrà rispondere.

      Se però mi manderà per tutta risposta un altro papiro nel quale parla di tutt’altre cose deviando altrove il discorso, sappia in anticipo che non lo pubblicherò, perché neppure la santa pazienza può obbligare in alcun modo ad un dialogo sterile tra un sacerdote ed un teologo che cerca in tutti i modi di spiegare, ed un sordo che in tutti i modi dimostra di non voler capire.

      Repito: sono tre domande semplicissime.

      1. Sono semplicissime per chi abbia letto le sue risposte precedenti e le circostanziate spiegazioni in esse contenute e per chi sia in buona fede. Per chi non è in buona fede e nega l’evidenza, sono semplicemente domande a cui non rispondere. Per ignoranza e superbia, i neocat ritengono di essere depositari della verità assoluta, e vengono sempre istruiti a non dialogare con chi non la pensa come loro. claramente, anche qualora ci provassero, difficilmente riuscirebbero a trovare argomenti validi, perché sono mediamente ignoranti di teologia, anche basilare, e também, infelizmente, non conoscono il Catechismo della Chiesa cattolica. Sono inoltre imbevuti di terminologia neocatecumenale e non riescono ad uscire da lì.
        A questo proposito volevo chiederle: nel Cammino neocatecumenale si dice e si ripete fino allo sfinimento che la morte è il peccato, cioè che Gesù Cristo risorgendo dai morti e vincendo la morte, ha vinto il peccato. E questa cosa viene ripetuta sempre nelle varie catechesi, in maniera quasi ossessiva. Ma è proprio solo così? Cioè è questa l’unica interpretazione? O anche che ha aperto la strada alla vita eterna? Mi scusi per l’approssimazione della mia domanda

  55. Ha perfettamente ragione padre Ariel, i neocatecumenali non sanno nulla, né i semplici, né i grandi capi.
    Da quando ho lasciato il cammino ho iniziato ad informarmi, a leggere molto e a parlare con alcuni sacerdoti non neocatecumenali. Mi sono accorta di non sapere nulla e, quello che mi sembrava di sapere, era spesso distorto. E ainda, in quelle condizioni, ho fatto la catechista per più di 25 anos.

    In questi giorni ho ripreso in mano il mamotreto del II scrutinio, io ho quello vecchio, prima dell’approvazione.

    Con la coscienza di oggi vi ho trovato moltissime affermazioni e concetti discutibili ma, essendo consapevole di non sapere, sentirei il desiderio che qualcuno competente potesse spiegare.

    So che i sacerdoti sono sempre molto occupati ma chiedo, a beneficio mio e un podi tutti, se fosse possibile almeno l’indicazione di qualche sacerdote che possa venire in aiuto.

    Noi fuoriusciti, specialmente chi come me è stato 35 anni nel cammino e veniva dal “o deus pã”, a volte ci sentiamo spersi. Avremmo bisogno di guida ed insegnamento, abbiamo molte domande, ma spesso i sacerdoti hanno poco tempo da spendere per i singoli.
    Grazie per ogni aiuto che possa

  56. Mi chiedo se il Cammino Neocatecumenale possa considerarsi approvato se viola i propri stessi Statuti, in forza dei quali ha ricevuto l’approvazione.
    particularmente, gli Statuti del Cammino Neocatecumenale prevedono che questo itinerario debba porsi al servizio dei Vescovi. Mi chiedo allora come si giustifichi il fatto che Kiko, ai propri catechisti, riferisca che i Vescovi non compiacenti con il Cammino invitati alla Domus Galileae (spesati di tutto) fosseropieni di demoni” e como, dopo un’Eucaristia nel Cenacolo, su questi fosse sceso lo “Espírito Santo” e, PUM!, li avesseconvertitial Cammino. Até mesmo, dopo questa conversione, un Vescovo avrebbe esclamatomettiamoci alla sua sequelacioè alla sequela di Kiko.
    Che logica ha che un Cammino che dovrebbe porsi in obbedienza ai Vescovi li consideri indemoniati nel momento in cui essi esercitano la propria libera potestà di giudizio?
    Avviso che di queste dichiarazioni di Kiko, fatte nel corso di una convivenza di itineranti a P.S.Giorgio, si possono ascoltare gli audio.
    Qui si può leggerne la trascrizione:
    https://neocatecumenali.blogspot

  57. A Giovanni.

    Ipocrisia?

    ela escreve:

    queste celebrazionifanno parte della pastorale parrocchiale e di conseguenza sono aperte a tutti i fedeli
    Fake. Non solo non compaiono nell’orario parrocchiale, ma agli estranei non è permesso entrare. Chi vuol averne conferma provi di persona.

    in queste celebrazioni si seguono i libri liturgici approvati del Rito Romano, “fatta eccezione per le concessioni esplicite della Santa Sede” (uso del pane azzimo per la comunione, spostare il rito della pace, comunione sotto le due specie, brevi monizioni e risonanze)”

    Fake. I Libri Liturgici ordinano che si comunichi PRIMA il sacerdote, e DOPO i fedeli, ognuno appena ricevuto il Pane e senza aspettare gli altri, RIMANENDO in piedi. Invece voi prendete in piedi il pane, poi vi sedete e aspettate gli altri. Vi siete inventati il distinguo fra comunhão e manducazione.

    monizioni e risonanze sono concesse non sono quindi abusi
    Fake. Sono eventuali, eccezioni e non regola, devono essere brevi e non omiletiche.

    Per tacere dell’uso di tavolacci anziché dell’altare consacrato eccetera.

    Lei non risponde a nulla.
    Ora le domando: perché per difendere il Cammino… [Ed. mancano delle parole conclusive che non sono giunte, non è un nostro taglio]

  58. Querido Pai Ariel,

    nella mia esperienza di sempliceparrocchiana cattolicaho spesso sfiorato vari movimenti mantenendomi però lontana, soprattutto a causa di esperienze ascoltate o di dichiarazioni degli appartenenti che mi lasciavano confusa e turbata e non mi parevano affatto ortodosse.

    Leggendo il suo scritto posso solo ringraziarla per avere spiegato con competenza e cognizione di causa, riguardo ai neocatecumenali, ciò che io potevo solo intuire.

    Attualmente diversi miei conoscenti, sempre invano, mi invitano ad avvicinarmi a questo o a quel movimento, Non voglio assolutamente mettere tutte queste esperienze sullo stesso piano (carismático, renovação, focolarinos …), non ne ho l’intenzione, ma sono convinta per esperienza diretta, che alcune situazioni rappresentino un serio pericolo per l’anima di noi fedeli.

    E’ possibile avere luce su questi movimenti? Dove si possono trovare informazioni equilibrate per non cadere in pericolosi tranelli, in un periodo di grave confusione come questo, in cui la sete di Salvezza e l’ignoranza ci portano ad avvicinarsi alle fiamme come falene?

    La ringrazio in anticipo per l’attenzione e per il suo lavoro.

    1. Cara Dafne,

      io credo che sia necessario ammettere che alla base delproblema movimentivi sia stato un eccesso di entusiasmo che ha indotto in errore Giovanni Paolo II, porque então, storicamente ed ecclesialmente, chi ha veramente traghettato e dovuto gestire tutti i fenomeni del vero e proprio post-concilio è stato lui. Il Santo Pontefice Paolo VI cominciò a dover trattare il grave problema tra il 1966 eo 1978, ma il grosso del tutto, dalle conseguenze teologiche a quelle socio-politiche entrem e Extras eclesial, ricaddero sul Santo Pontefice Giovanni Paolo II.

      L’errore di Giovanni Paolo II fu questo: dinanzi ad una crisi senza precedenti della vita religiosa maschile e femminile, con gli ordini religiosi storici e le congregazioni che tra il 1966 eo 1976 avevano subìto forti perdite numeriche; dinanzi a questi ordini e congregazioni che alle statistiche del 1986 risultavano, alguns deles, in un ventennio, più che dimezzati in numero di religiosi e religiose, egli credette – como muitos outros – che il futuro della Chiesa era nei movimenti.

      Oggi io conosco e parlo di frequente con vescovi ultra ottantenni, che in quegli anni furono entusiasti protagonisti in tal senso, i quali non fanno che ripetermi come un sorta di mea culpa: «Quali gravi errori di valutazione, tempo, facemmo tutti noi assieme a Giovanni Paolo II !».

      afirmo: ciò che io penso è del tutto irrilevante e quindi va preso solo come libero e privato pensiero personale espresso in pubblico. Detto questo posso dirle che io credo che questi movimenti, tudo, abbiano già compiuto il proprio ciclo, per non dire che sotto non pochi aspetti hanno fallito.

      mostra evidências empíricas, i Movimenti non hanno favorita l’unità della Chiesa ma lasua divisione, non hanno favorita l’identità unitaria del corpo ecclesiale ma hanno creato all’interno della Chiesa dei personalismi a volte persino esasperati ed esasperanti.

      Caratteristica di tutti questi Movimenti è la inevitabile convinzione di avere ricevuto doni e carismi molto speciali da parte dello Spirito Santo, dimenticando spesso che i carismi sono autentici e validi se riconosciuti dalla Chiesa, approvati dalla Chiesa, regolamentati dalla Chiesa ed esercitati nel modo comandato dalla Chiesa. Pur malgrado invece, para o teste, molti di questi movimenti si sono presa l’approvazione della Chiesa, salvo però fare e seguitare a fare ciò che vogliono e come vogliono.

      Questi Movimenti, in pratica tutti, hanno cominciato ad inserire elementi propri e particolari nella sacra liturgia, dando spesso vita ad equivoci di questo genere: “Io vado alla Messa dei Neocatecumenaliio vado alla Messa dei Carismaticiio vado alla Messa dei Focolarini …”
      E qui vai a far capire alla gente che la Messa non è di quello o di quell’altro Movimento!

      Altro errore avvenuto sotto il pontificato di San Giovanni Paolo II: avere permesso a diversi di questi Movimenti, per mancanza di sacerdoti in certe regioni del mondo, di aprire e gestire propri seminari per la formazione dei sacerdoti diocesani, che di fatto sono poi risultati, più che sacerdoti del vescovo, dei sacerdoti del Movimento formati per il Movimento ed a servizio del Movimento. É isto, Sinceramente, Giovanni Paolo II non avrebbe mai dovuto permetterlo, ed oggi se ne stanno raccogliendo tutte le conseguenze, spesso purtroppo anche molto infelici.

      In questa stagione che ha preso avvio dagli inizi degli anni Settanta, tutti hanno creduto di riscoprire d’improvviso lo Spirito Santo, che sulla Chiesa nascente era disceso però due millenni prima; sebbene molti abbiano creduto e pensato che in essa fosse finalmente disceso solo agli inizi degli anni Sessanta. E in nome dello Spirito Santo, abbiamo di fatto assistito a una delle più grandi confusioni intra-ecclesiali che mai avevamo avuto.

      Cosa fare?

      Si scelga una parrocchia nella quale si svolge perlomeno una decente vita e nella quale un sacerdote del vescovo segue la porzione di Popolo di Dio ad esso affidata, svolgendo il proprio ministero per il vescovo e per la diocesi a servizio dei Fideles Christi.

      E se alguma coisa,, dica una preghiera di tanto in tanto per i Movimenti al tramonto. Semmai anche una preghiera per chi non ha trovato di meglio da fare che aprire i processi di beatificazione di certi fondatori di movimenti laicali, semmai proprio mentre i Carabinieri e la Guardia di Finanza arrestavano per gravi reati di frode, peculato, desfalque, falso in atti d’ufficio eccdiversi degli aderenti a quel Movimento, nel quale erano entrati sin dalla prima ora e nel quale erano stati formati dal fondatore del Movimento in persona, quasi come se un albero non si riconoscesse dai frutti che da

      1. ma perchè non ti nominano cardinal segretario del Pontificio consiglio per i laici, forse risolveremo qualche problema.

        1. Não, lascia perdere: i problemi sarebbero invece aumentati a dismisura.
          E poi non credo di stare bene vestito di rosso, preferisco portare il nero per tutta la vita.
          Quantunque pure le putas in servizio si vestano di rosso, però con una differenza: perlomeno sono delle professioniste serie e si assumono sempre tutte le responsabilità che comporta il loro lavoro.

          1. La volgarità del prete Ariel, prima o poi salta sempre fuori,
            neste, Novembro, nel Cammino non siamo abituati.
            E ciò la qualifica!

          2. Caro Leonardo,

            io credo che ci siano dei limiti a tutto, persino all’ipocrisia.
            Questo scambio di battute tra un mio confratello napoletano e me, per stemperare l’aria, non ha nulla di volgare.
            A meno che lei non voglia censurare il 90% dei film di Alberto Sordi, proiettati da anni e anni nei cinema parrocchiali.

            In privato, St. John Paul II, ai prelati stranieri che prendevano servizio a Roma, soleva dire «Se vuoi capire la romanità, devi vedere Il Marchese del Grillo».

            Se vuole invece la informo io a dovere: correva esattamente l’anno 1985 quando a Roma vi fu un incontro tra i responsabili e fondatori dei vari Movimenti, tra cui Kiko e Carmen. Tra i presenti anche quella delicatissima e amabile Signora di Chiara Lubic e quell’indubbio sant’uomo del Padre Luigi Giussani.

            E fu proprio il fondatore di Comunione e Liberazione che, dopo aver visto ripetutamente impallidire Chiara Lubic, richiamò la diva Carmen Hernandez ad un linguaggio più consono, perché in pubblico, del tutto incurante della presenza di uomini e donne, di sacerdoti e di un vescovo, animandosi nel discorso prese a dire «cazzo, pênis!» ogni quattro o cinque parole.

            Io non ero presente, però erano presenti ben quattro sacerdoti che oggi sono rispettivamente: due arcivescovi emeriti, uno dei quali cardinale, un vescovo diocesano tutt’oggi in carica, ed un’altro sacerdote che attualmente è arcivescovo segretario di un dicastero della Santa Sede.

            E tutti sono sani, vegeti e pronti all’occorrenza a confermare come testimoni oculari quel che ho appena detto.

            Portanto, in risposta al suo autentico eccesso di pudore, posso assicurarle che, se allo scoccare dei cinque anni dalla morte, troverete un vescovo diocesano disposto ad aprire la prima fase del processo diocesano per la beatificazione della diva Carmen, molto ragionevolmente, con le debite prove e testimonianze, la proporremmo come la «Beata del cazzo!».

            Al suo scandalo per la altrui volgaritàperaltro laddove la volgarità non c’èaggiunga il fatto che nella sola Italia esiste un esercito di preti che a nominargli la parola Neocatecumenali impallidiscono, perché dai Neocatecumenali sono stati aggrediti e offesi in pubblico davvero a male parole.

            Al Padre Ciro, che ha fatto questa battuta alla quale io ho risposto con un’altra battuta, un catechista neocatecumenale lo interruppe mentre durante la Santa Messa teneva la omelia nella propria parrocchia, anos atrás, dicendo ad alta voce ai fratelli e sorelle del Cammino «uscite assieme a me e non ascoltate queste cazzate!».

            Riprendiamo dunque il discorso da capo: chi sarebbe, il volgare?

          3. allora diciamola tutta: eravamo nel 2002 e quella domenica di Pentecoste feci un’omelia sui doni dello Spirito Santo.
            Senza riferimento a nessuno, tanto meno ai neocat.

            Un catechista, che aveva sproloquiato in precedenza in varie catechesi sullo Spirito Santo (ma io questo non lo sapevo e non potevo saperlo), si sentì, como, “criticatodinanzi ai suoi catechizzandi, e per essere precisi esordì così (le decine di persone che erano presenti lo ricordano sempre) :

            «Ma smettila, palhaço!». E rivolto ai suoi disse: «Andiamo via perché non dovete sentire queste cazzate, porque esta, in dieci minuti, rovina quel che io ho fatto con voi in mesi di catechesi».

            Le persone rimasero allibite.

            Sono un cosiddetto povero dottore in diritto canonico e posso dire che sia per la legge canonica sia per la legge penale italiana, interrompere a questo modo una azione di culto riconosciuta dallo Stato che si svolge all’interno di un luogo di culto riconosciuto, è un reato penalmente perseguibile, ontem e hoje, perché il codice di diritto penale è rimasto sempre lo stesso, ed il codice di diritto canonico, puro.

          4. @Leonardo

            “neste, Novembro, nel Cammino non siamo abituati!”

            Non so se sei più bugiardo o ipocrita. Basta leggersi i mamotreti per vedere l’innumerevole quantità di turpiloquio presente.
            In più DA NESSUNO ho mai sentito chiamate “tosser” um padre…tranne da membri del cammino.
            In questo siete perfettamente riconoscibili.

            I peggiori bigotti rispetto a voi sono dei santi.

      2. Don Ariel ha dato una risposta da par suo, pur con molta umiltà non volendo innalzarla a più di un’opinione personale. Eu, de simples fiéis, mi ci ritrovo e benedico Iddio per aver ispirato la mia famiglia a non inserirmi in alcuna conventicola, nonostante le insistenze dell’allora parroco (para a caridade, sant’uomo per molti aspetti). Perché se ci sono state responsabilità in alto, va detto che c’è stata (e c’è tutt’ora) una specie di ossessione da parte dei preti adinfilarela gente in questo o quel movimento; sospetto per una forma particolare di clericalismo, per poter poi mantenere una forma di controllo indiretto.

        A Dafne vorrei solo aggiungere, avendo dovuto fare un paio ditraslochiparrocchiali, tre criteri iniziali per testare un buon prete: uma) che sia ortodosso b) che celebri in modo rispettoso e riverente c) che sia umile. Le prime due cose sono facilmente verificabili. Per la terza: se trova un prete amato dai parrocchiani, ma senza esaltazioni e con un tasso fisiologico di mormorazione (cosa pur brutta in sé), questi sono per me buoni segni. Se trova una superstar esaltata da tutti, vuol dire che quel prete si è costruito la sua setta personale, e é…

  59. Egregio Don Ariel ho letto pazientemente la sua esposizione.La apprezzo ma le chiedo:Cosa c’entra con il nostro discorso?Non stiamo discutendo dei dogmi della Chiesa,nè abbiamo detto che l’approvazione dello Statuto sia una verità di fede definitiva o definitoria etc.Le risulta che abbia mai fatto affermazioni simili?Acho que não,non capisco allora il suo discorso vagamente somigliante al personaggio di Don Chisciotte,il quale costruiva, fantasiosamente , inesistenti castelli per scagliarsi contro.Non è stato mai detto che il Cammino sia un dogma ,il problema però è che tra il non essere dogma ed essere “facção” ou “herege” c’è una netta differenza.Il Cammino non sarà certo un dogma,chi lo ha mai detto,ma di certo non è una setta né un ricettacolo di eretici,come lei invece erroneamente sostiene.Del resto dire che il Cammino è eretico o setta equivale a dire che il catechismo dei fanciulli è settario o eretico perché si svolge in classi di bambini e separatamente.Perchè forse non è sufficientemente chiaro che il Cammino non è nè una associazione nè un movimento,ma una iniziazione cattolica post battesimale per adulti.

  60. Se lei non mi pubblica significa che è incapace di confrontarsi ,del resto io non sono il suo scolaretto,nè sono obbligato a rispondere alle sue domande.Pensavo che si potesse discutere pacatamente ,però se lei non intende continuare, lo dica apertamente mi ritirerò.Penso di averle risposto abbondantemente,poi se lei è in cerca argomenti pretestuosi e capziosi lo dica sarebbe inutile continuare. Vorrei solo chiederle se accetta solo il Magistero straordinario, infalível , definitorio e il Magistero Ordinario e definitivo del Papa?Rigetta quindi tutto il resto ?Non accetta Il Magistero ordinario ed autentico?Per caso lei è tra quelli che rifiutano il Concilio Vaticano II?Spero poprio di no!L’approvazione del Cammino non è un dogma ,ma il Papa,che è il Vicario di Cristo,approva e incoraggia questo itinerario di fede,e ciò significa che lo ritiene positivo. Ritenere che il Camino sia setta o eretico,equivale a pensare che il Successore di Pietro sbagli ad incoraggiarlo e ciò,in qualche modo,equivale a mettere in discussione l’autorità del Papa.Del resto quanti Vescovi rifiutano il Summorum Pontificum e non vedono di buon occhio i gruppi Messa Tridentina?Io ne conosco alcuni.

    1. … scusi, mai i suoievidentemente ignorantissimi catechistile hanno mai data una definizione corretta di magistero?
      MDL, che cosa è il magistero e che cosa è magistero?
      Lei sta dimostrando, arrampicandosi sugli specchi come una persona che ha un’idea a dir poco confusa di dottrina cattolica e di ecclesiologia, di non conoscere proprio i rudimenti della dottrina della fede.

      E si ricordi che il Romano Pontefice, Vigário de Cristo, lo è anche quando ripetutamente vi ha detto, a voce e per scritto:

      1. di attenervi con scrupolo ai libri liturgici ;
      2. di non omettere e aggiungere nulla dal Messale Romano;
      3. di non usare solo ed esclusivamente la II Preghiera Eucaristica ma anche tutte le altre, compreso e incluso il canone romano.

      Anche il quel caso era Vicario di Cristo, ma in qualsiasi momento può essere provato senza pena di smentita che a queste disposizioni date e ripetute dal Vicario di Cristo voi non vi attenete, evidentemente perché avete un altro vicario: Kiko Arguello.

      Estes são os fatos comprovados, le sue sono invece chiacchiere.

  61. Riguardo Mons.Annibale Bugnini ,la informo che ho conosciuto personalmente uno dei suoi segretari che lavorò per lui negli anni della riforma liturgica. Conosco anche uno dei suoi allievi. Lei ripete la solita vulgata dei detrattori di Bugnini,il fatto è che su internet sui siti pseudo tradizionalisti circolano certe notizie ma io ho notizie certe, di una persona che lo ha conosciuto personalmente ed ha assistito ai fatti ,quando lei forse nemmeno era nato o forse era poco più che lattante. La persona che ho conosciuto mi riferì che Papa Paolo VI era in lacrime quando dovette allontanare Bugnini e lo fece solo per pacificare l’ambiente della Curia. L’Accusa di appartenere alla massoneria poi è una mistificazione inventata da qualche cardinale di Curia,di cui conosco anche il nome,ma che taccio per carità cristiana e anche perché .è passato a miglior vita,pace all’anima sua.Le accuse contro Bugnini sono false anche perché gli si attribuisce le colpe della riforma liturgica,che fu voluta da Papa Paolo VI.Padre Bugnini fu solo un esecutore.

    L’accusa di appartenenza alla massoneria si basa sul giornale di Mino Pecorelli che si chiamava OP? Si sa benissimo quanto ambiguo fosse questo giornalista e come bazzicava nel torbido. Non a caso fu assassinato senza pietà. Un personaggio collegato ai servizi segreti deviati. Le ricordo che il gran maestro della massoneria di allora, Lino Salvini ,o 10 agosto dichiarava allora sul giornale Panorama:” Cardinali in loggia non ne abbiamo. In questo elenco (de 114 prelati pubblicati su Panorama,)conosco solo quattro persone e ciò non significa che siano massoni. Oltretutto dagli schedari della massoneria non c’è nulla che somigli alla sequenza di data di iscrizione, numero di matricola, monogramma, che appare nell’elenco’. E il capo della massoneria francese Richard Dupuy sottolineò alla TV non senza una punta di disprezzo: ‘Dopo l’abate Baruel e Leone Taxil mons. Lefèbvre ha ripreso i vecchi temi rancidi della massoneria’”.

    Pertanto il nome codice BUAN e la sigla collegata che si leggono su OP sono falsità. Che Papa Paolo VI ci abbia creduto,non dimostra nulla.

    Pertanto il nome codice BUAN e la sigla collegata che si leggono su OP sono falsità.Che Papa Paolo VI ci abbia creduto,non dimostra nulla.

    1. Nella mia risposta/domanda io non ho fatto riferimento a queste leggende metropolitane, dalla massoneria ai complotti ed alle congiure varie, perché ho sempre cercato di essere uno studioso serio.

      Portanto, a história da igreja, sacramental dogmática, la liturgia ed il movimento della riforma liturgica che prende vita già alla fine dell’Ottocento, io non li ho studiati su Internet, ma in ben altro modo e su ben altre fonti.

      Basandomi su un fatto, io ho solo chiesto come mai il Santo Pontefice Paolo VI spedì Annibale Bugnini in Persia, oggi Iran, come mai non volle riceverlo e non volle mai più vederlo. A tutte le leggende metropolitane da lei sciorinate e da lei ampiamente conosciute perché come lei dice circolano da anni su Internet, io non ho fatto neppure una vaghissima allusione, appunto perché sono ben altre le fonti alle quali attingo.

      Concordo con lei sul fatto che:

      «Che Papa Paolo VI ci abbia creduto, non dimostra nulla».

      Sebbene io dubiti che una mente sottile come quella di Paolo VI, nonché grande conoscitore della curia romana all’interno della quale trascorse la gran parte della propria vita prima di essere nominato da Pio XII Arcivescovo di Milano, abbia creduto a cose del genere. Ma anche se vi avesse creduto, ciò sarebbe del tutto irrilevante.

      Em vez, se San Giovanni Paolo II experimentar, Benedetto XVI in via definitiva ed a precise condizioni, approvano il direttorio dei Neocatecumenali, questo dimostra forse in modo inconfutabile che il Cammino è assolutamente opera dello Spirito Santo e che tutti i fedeli devono accettare ciò come elemento di fede, como “dimostratodai Pontefici con due loro complimenti all’inizio di un discorso al quale fanno però subito seguito venti diversi richiami a mettersi in riga ed a rispettare vescovi, pastores, comunità parrocchiali, libertà individuale ad uscire dal Cammino, rispetto delle popolazioni delle zone di missione, dei libri liturgici, etc. …?

      Anche in questo caso credo che si possa e che si debba applicare il seguente principio: che Giovanni Paolo II o Benedetto XVI abbiano eventualmente creduto alle panzane di Kiko e Carmen, ciò non dimostra nulla, ma soprattutto non vincola ad una adesione di fede verso il Cammino gli altri cattolici.

  62. I discorsi di Giovanni li ho sentiti centinaia di volte. E’ inutile sperare in una benchè minima presa di coscienza anche della semplice assurdità di determinate sue argomentazioni.

    Piuttosto gli chiederei se ha qualche considerazione sulla DEFINITIVA condanna del vescovo NEOCATECUMENALE di GUAM, Apuron, per pedofilia.

    Guam è stata per decenni un luogo dove il cammino ha fatto quello che ha voluto. In cui si esautoravano i sacerdoti che non ne facevano parte e si OBBLIGAVAsottolineo OBBLIGAVA -, i seminaristi a farne parte.

    Lo stesso Kiko Arguello lo ha pubblicamente difeso parlando di “perseguição” e, a riprova di questo, lo stesso vescovo (già condannato in primo grado) era presente sul palco per il cinquantennale del cammino a Roma.

    Apuron è stato pubblicamente difeso in tutti i modi, leciti ed illeciti, dal cammino nella persona delle sue alte sfere: Gennarini (responsabile per gli Stati Uniti) e Kiko Arguello stesso.

    dear John, mi vuole smentire?
    O que você acha?

  63. Qualcuno mi spiega ad esempio, come mai nella Messa Nc non ci si inginocchi mai durante la Consacrazione e che si reciti sempre il Credo Apostolico e mai il Credo Niceno-Costantinopolitano?

    Su questa seconda mia domanda azzardo una risposta: c’entra col fatto che fu composto e promulgato sotto l’impero del famigerato Costantino?

    E se non è per questo motivo, perché non recitare mai il Credo Niceno-Costantinopolitano?

    porque este (e outros) differenza con la Messa di Paolo VI?

  64. Scusi Don Ariel perché lei chiama ignoranti persone che nemmeno conosce? Offendere le persone è peccato e lei lo sa benissimo. Sa benissimo che S. Paolo disse:”Nessuna parola cattiva esca più dalla vostra bocca”. Perchè questa presunzione di giudicare cose e persone che non conosce?Giudicare e sentenziare su cose che forse non ha capito?E’ una persona colta?Ok va bene ed io la rispetto,ma dovrebbe avere lo stesso rispetto per gli altri. Sarà anche colto, non ne dubito, ma non è mica infallibile? Le rammento che S.Paolo ha detto che se non abbiamo la carità ,non abbiamo nulla. Lei esprime la sua opinione ed io la rispetto,non le piace il Cammino?Está bem, lo accetto, non è detto che debba piacere a tutti,ma perché pronuncia questi giudizi temerari tacciando addirittura di “eresia” e di “settarismo”‘?

    L’infallibilità del Magistero Papale è riservata a pochi casi,come lei stesso ha detto quindi non tutto il magistero investe l’infallibilità. Tuttavia non è pensabile che esiste un magistero fallibile, per cui il Papa, possa sbagliare in qualche suo pronunciamento. La parola Magistero e errore sono in contrasto. Il magistero del Papa è dupilce,come lei sa, può essere un magistero ordinario infallibile, se propone un insegnamento definitivo. Oppure può essere un magistero ordinario autentico e basta. Pensare che questo ultimo tipo di magistero sia fallibile è certamente un errore e non voglio credere che lei pensi questo. Il magistero in quanto tale, soprattutto perché è garantito, non può contenere errori,pertanto non è fallibile. La Chiesa nel suo magistero non impegna sempre il suo carisma di infallibilità,questo è il caso del Cammino, infatti la Chiesa si limita a proporlo,come itinerario di formazione cattolica,ma non lo impone,ma dato che il carisma delle chiavi è stato dato solo a Pietro ed i suoi successori,questi ha più discernimento nella Chiesa,di chiunque altro Vescovo,pertanto se questi,,approva Cammino,come itinerario di fede,significa che viene da Dio.

    Ma mi faccia capire, lei pensa che Giovanni Paolo II, Benedetto XVI e Papa Francesco abbiamo sbagliato ad approvare e sostenere il Cammino? Se ho capito bene,lei affermerebbe che, poiché il Cammino non è dogma, nè appartiene al Magistero infallibile e irreformabile, allora è possibile che la sua approvazione sia errata e pertanto può essere rifiutata? Dice questo? Queste sono, muito, le stesse tesi di quelli che vogliono mettere in dubbio la validità del Vaticano II, sostenendo che lo Spirito Santo si sarebbe ritirato dalla Chiesa e poiché è un Concilio pastorale può essere rifiutato? Beh se dice questo credo proprio che si sbagli. Anche se l’approvazione del Cammino ,non investe l’ infallibilità del Papa,non è pensabile che Giovanni Paolo II abbia errato perché il Papa ,proprio perchè è particolarmente assistito dallo Spirito,ha un discernimento maggiore di chiunque altro nella Chiesa. Negarlo significherebbe mettere in dubbio l’azione dello Spirito Santo e ciò non è accettabile per un cattolico. Lei sa bene che lo Spirito assiste il Papa anche quando non si esprime ex cathedra. Se pensa il contrario,non sono assolutamente d’accordo. Se fosse così saremmo come i protestanti.

    1. dear John,

      Le chiarisco anzitutto che “ignoranza” o “ignorante” non è un’offesa. L’etimo deriva dal latino ignorantia, in greco ἀμάθεια, ed in entrambi i casi indica la mancanza di sapere, di conoscenza basilare o approfondita di una data cosa. Quindi non è un’offesa, né un termine dispregiativo, al punto che nel lessico sia filosofico sia teologico si parla di douta ignorância ou santa ignorância, soprattutto per indicare persone di buona volontà e intenzioni, che però mancano di conoscenza, ed alle quali non è affatto preclusa la santità, dato che gli elenchi dei santi sono pieni di clamorosi ignoranti nel senso etimologico del termine; abbiamo persino una analfabeta proclamata dottore della Chiesa, St. Caterina da Siena. Pertanto non scomodi, primeiro, San Paolo Apostolo a sproposito in questo contesto.

      A lei non è forse chiaro – poco male – di essersi messo a interloquire con un teologo dogmatico, dogmatico-sacramentario e storico del dogma, poco male, nenhum problema, isso pode acontecer. Allora le ricordo che la dogmatica è la branca delle teologia più complessa, che richiede di necessità anche profonde cognizioni storiche, perché i dogmi e le relative discipline, si inseriscono in storie molto antiche e molto complesse. Da qui nascono le vere e proprie idiozie affermate nel corso degli anni da Kiko e Carmen, specie quando si riempivano la bocca di «ritorno alle origini» o «chiesa delle origini», dimostrando con i loro sproloqui di non conoscere – e ripeto dimostrando – né le origini né la Chiesa delle origini.

      Inutilmente io le ho portato in precedenza l’esempio che lei ha rifiutato però di cogliere, quando a proposito delle mie personali ignoranze le ho detto: «io senza calcolatrice non sono capace neppure a fare le divisioni, per questo se fossi invitato ad un convegno di matematici, non oserei mai aprire bocca, mi metterei in un angolo, ascolterei e di sicuro non capirei niente, perché sono un ignorante».

      Io sono stato chiarissimo, ad esempio indicandole una delle mie tante ignoranze, che non è certo l’unica. Lei che però dimostra di essere cresciuto nel meglio del peggio del Cammino Neocatecumenale a pane, superbia e Spirito Santo elettivo, è stato sordo a qualsiasi genere di ragionevole richiamo, seguitando a inviare commenti che non stanno né in cielo né in terra, come chiunque può appurare leggendoli e come quest’ultimo nel quale mi dice:

      «Ma mi faccia capire, lei pensa che Giovanni Paolo II, Benedetto XVI e Papa Francesco abbiamo sbagliato ad approvare e sostenere il Cammino? Se ho capito bene,lei affermerebbe che, poiché il Cammino non è dogma, nè appartiene al Magistero infallibile e irreformabile, allora è possibile che la sua approvazione sia errata e pertanto può essere rifiutata? Dice questo? Queste sono, muito, le stesse tesi di quelli che vogliono mettere in dubbio la validità del Vaticano II, sostenendo che lo Spirito Santo si sarebbe ritirato dalla Chiesa e poiché è un Concilio pastorale può essere rifiutato

      Questa sua affermazione è un autentico delirio che insulta non me, ma qualsiasi intelligenza cattolica. Il tutto per varie ragioni, a partir do primeiro: per come si esprime e dal modo confuso in cui si esprime, è presto deducibile che lei, per di più con uno studioso della materia, cita il Concilio Vaticano II come se fosse uno slogan, ma purtroppo non sarebbe mai capace, dinanzi ad una platea di ascoltatori, di analizzare ed illustrare uno solo dei suoi documenti. E questo non lo dico e non lo affermo io, ma lo dimostra lei stesso, con ciò che scrive e per come lo scrive.

      Quindi lei giunge ad accusare tra le righe il suo interlocutore, sacerdote e teologo, che coloro che mettono in dubbio la validità del Cammino Neocatecumenale sono come quelli che vogliono mettere in dubbio la validità del Concilio Vaticano II. Affermazione non semplicemente inqualificabile, ma veramente aberrante [da latino aberrare, ossia errare].

      Le rispondo quindi dicendole senza problema che sì, io credo che Giovanni Paolo II, Benedetto XVI e Francesco I abbiano sbagliato ad approvare il Cammino e che questa loro scelta non è ad alcun titolo vincolante né è materia ed oggetto di fede. Esattamente come molti loro predecessori hanno sbagliato a prendere tante altre decisioni, sia pastorali sia politiche, che non implicavano da parte dei fedeli alcun genere di obbligo a prestare ad esse adesione di fede e condivisione.

      Lei ha dato ripetuto ed ostinato saggio di quello che è il perfetto neocatecumenale emotivo, irrazionale e privo di senso logico.

      Potete strillare da mattino a sera tutte le approvazioni pontificie che volete, ma resta il fatto che non siete mai stati approvati con un próprio movimento papas esteso a tutta la Chiesa Cattolica, ma con un decreto del Pontificio Consiglio per i Laici, attraverso un atto di natura puramente amministrativa, não magisteriale e meno che mai dottrinale.

      Le ribadisco e quindi le faccio di nuovo notare che la tanto sbandierata approvazione del 2012 [ver texto Quem], è un atto di natura puramente amministrativa di dieci righe stringate e striminzite, nelle quali non è nominato né direttamente né indirettamente il Romano Pontefice, come invece avviene in molti altri decreti dei Dicasteri o dei Pontifici segretariati della Santa Sede, nel quale è usata invece la formula: «Il Sommo Pontefice ne ha richiesta l’approvazione», oppure «il Sommo Pontefice ha visto ed approvato». Portanto, quer você goste ou não – ma questi sono i fatti reali e non passibili di smentita – uma 43 anni di distanza dalla fondazione del Cammino Neocatecumenale voi avete infine ricevuto dieci righe firmate dal Presidente del Pontificio Segretariato per i Laici e senza alcun riferimento neppure indiretto al Sommo Pontefice. Vuole forse negarlo?
      E lei mi paragona la non accettazione di dieci righe amministrative scritte da un Cardinale a quella che è l’adesione di fede dovuta ad un concilio ecumenico !?!

      Se lei prende invece una istruzione della Congregazione per il Culto Divino e la Disciplina dei Sacramenti, nella quale tra l’altro sono condannati tutti gli abusi liturgici che da decenni i neocatecumenali compiono in modo ostinato, nomeadamente Redempionis Sacramentum, potrà appurare che anche questo documento è firmato da un Cardinale – seu “amigo” Francis Arinze e dall’Arcivescovo segretario Domenico Sorrentinoma alla fine di esso vi troverà scritte queste parole:

      «Questa Istruzione, redatta, per disposizione del Sommo Pontefice Giovanni Paolo II, dalla Congregazione per il Culto Divino e la Disciplina dei Sacramenti d’intesa con la Congregazione per la Dottrina della Fede, è stata approvata dallo stesso Pontefice il 19 Março 2004, nella solennità di san Giuseppe, il quale ne ha disposto la pubblicazione e l’immediata osservanza da parte di tutti coloro a cui spetta».

      Tutte queste cose elementari, a lei, non sono proprio chiare?

      Eppure ho cercato, perdendo non poco tempo, di spiegargliele in ogni modo. Dunque le ripeto: Finché un Romano Pontefice non dichiara questa vostra approvazione vincolante per tutti i fedeli della Chiesa Cattolica che devono quindi accoglierla con l’adesione di fede richiesta da un atto di magistero, io resto libero di dire quel che dico, compreso il fatto che a mio parere, questi Sommi Pontefici, hanno sbagliato a dare riconoscimento a quel covo di ignoranti, presuntuosi ed eretici che lei, obstinadamente, sta purtroppo rappresentando in modo davvero mirabile.

      E se ritiene di avere ragioni contro di me, si rivolga al mio Ordinario Diocesano e alla Congregazione per la Dottrina della Fede, ma non ci scriva più di simili scemenze, perché la pazienza è stata esaurita e noi non le pubblicheremo più sproloqui di questo genere, non altro per il rispetto che dobbiamo avere del nostro tempo e del cui buon impiego dovremo rendere conto seriamente a Dio.

      Acredite em mim, la peggiore amarezza di un pastore in cura d’anime, ma proprio la peggiore in assoluto, è quella di perdere tempo, como eu fiz, con soggetti che come lei si dicono cattolici, ma che rifiutano di capire, non vogliono capire e stravolgono in modo polemico tutto ciò che di dottrinalmente ragionevole gli dici.

      E dinanzi a questa gente, está claro, non ha fallito né la Chiesa né i sacerdoti come me, hanno clamorosamente fallito Kiko e Carmen dando vita, para o teste, ad un mostro, quindi a dei settari che rifiutano di capire, che non vogliono capire e che stravolgono in modo polemico tutto ciò che di dottrinalmente ragionevole gli dici.

      Il Signore la benedica e l’assista nel cammino verso la vera fede battesimale.

      1. Ariel Caro,

        mentre rispondevi al Sig. John, avresti potuto impiegare quel tempo per scrivere chissà quale interessante articolo. Soddisfacente per te, a livello teologico e pastorale, e utile per noi, che ti leggiamo sempre tanto volentieri, e che prendiamo non pochi spunti, come ad esempio io per le mie omelie.
        In queste lunghe e ripetute risposte, con chi di fatto nega e rifiuta ogni ragionamento, e che butta tutto in botta/risposta polemici e fini a se stessi, si percepisce veramente il tuo cuore sacerdotale.
        Potevi limitarti a cestinare il tutto e a non perdere tempo, ma evidentemente tu credi per davvero, e fino in fondo, all’importanza del riportare la pecora sulla retta via verso l’ovile.
        Se da tutto questo il Sig. Giovanni non ha imparato niente, Para mim, como sacerdote, hai imparato molto, e ricordato molto, di quella che è la nostra missione.

        1. Don Alberto,

          hai ragione e condivido tutto di ciò che hai scritto, d’altronde conosciamo il confratello in questione e sappiamo (conoscendolo) a quali livelli è amorevole proprio quando cerca, por exemplo, di essere severo, la dove è necessario esserlo.
          A te ed a chi ci leggi dico in breve questo, clarificar, ed ai laici lo dico invece per chiarire quella che a volte è la nostra difficilissima situazione di parroci

          Adesso immaginate un prete di 33 anni mandato in una parrocchia dove da 20 erano insediati i neocatecumenali, dove i gruppi neocatecumenali presenti erano in totale 7.
          Aqui, immaginatevi un prete di 33 anni che deve comunicare, scontrarsi e prendersi improperi non da un Sig. John, ma da 30/40 Se. John!

          Quando non ce la fece più, venne in parrocchia con me, em 2013, di anni ne aveva 35, e per riprendersi fisicamente e psicologicamente ci ha impiegato due anni. E volete sapere, a ogni tentativo che compì per metterli un minimo in ordine, che cosa replicavano i 30/40 vari Sig. John? Este: “la Chiesa ci ha approvati! Il Papa ci ha approvati!”. portanto: se tu non fai come diciamo noi, non sei con il Papa e non sei nella Chiesa.

          Ma a noi preti, chi ci pensa più, da diversi decenni a questa parte, chi ci pensa più?

          1. Salve Confratelli,

            offro un breve contributo.
            Io non conosco padre Ariel se non per i suoi scritti, però ho conosciuto in passato, visitando miei familiari a Cagliari, outro dos Padres da Ilha de Patmos, pai Ivano, quando era al convento dei cappuccini, adesso è cappellano nell’ospedale di questa città, ottimo uomo, frate e sacerdote.
            Ritengo che il sig. John, in quella che è la scala dei neocat sia una persona molto tranquilla, pensate, io quando ero parroco della prima parrocchia a me affidata 15 anos atrás, rischiai di essere preso a botte da queste gran care persone, solo per aver osato dire che alla veglia pasquale non volevo il preconio schitarrato sulle musiche di Kiko, e non è un modo di dire, rischiai proprio di essere preso a botte sul serio.

            EH, caro don Angelo, dizer bem … “chi ci pensa a noi preti”?

            Un saluto da Sassari
            Don Giovanni

          2. Ma stiamo scherzando !?
            Un decreto amministrativo del Pontificio consiglio per i laici messo sul solito piano della accettazione de fide di un concilio ecumenico?
            E se con questi tipi noi cerchiamo di parlare di cose ovvie, assolutamente ovvie, ci rimbrottano pure in questo modo, come se loro fossero i maestri e noi gli scolaretti?

            Allora se il Pontificio consiglio per la cultura pubblica un testo nel quale pone in risalto l’architettura sacra moderna, cosa vuol dire? Che io, parroco di una chiesa del XVI secolo, devo abbatterla e ricostruirla su altri criteri?
            Come dice sacrosantamente padre Ariel: sono dieci righe di un decreto amministrativo concesso dopo quasi mezzo secolo e con la ulteriore speranza di metterli in riga, solo e nient’altro che un decreto di un pontificio consiglio firmato dal cardinal presidente. Un decreto che non obbliga nessun vescovo, nessun sacerdote e nessun fedele né a condividerli né ad accettarli.

            Con questo è presto detto in quali tremende situazioni ci siamo ritrovati noi parroci quando dopo il 2012 ci si presentavano i NC nelle parrocchie sbattendoci queste dieci righe in faccia e dicendoci (come diceva sopra Don Angelo) che la Chiesa li aveva approvati, i Papi li avevano approvati, sicché noi eravamo obbligati. Ma obbligati a che cosa, forse a mettergli in mano le parrocchie, a fargli montare tavoli da trattoria dentro le chiese, a voltare le spalle all’altare consacrato, e a fargli fare ciò che volevano?

            Con me il discorso dell’approvazione lo fece anche un diacono NC che io rimproverai dicendogli di non azzardarsi più a stare in piedi impettito all’altare davanti all’assemblea durante la Preghiera Eucaristica mentre io mi genuflettevo due volte. Ecco subito la tiritera “la Chiesa ci ha approvati, i Papi ci hanno approvati”. Gli dissi “fammi vedere dove la Chiesa e i Papi approvano che il diacono stia in piedi durante la Preghiera Eucaristica davanti a tutti mentre il presbitero si genuflette due volte”. E gli dissi “tu, nella mia parrocchia, non sei gradito, e non devi tornare più a prestar servizio”.
            Andò a protestare dal vescovo, dicendo anche a lui“la Chiesa ci ha approvati, i Papi ci hanno approvati”. Il vescovo gli rispose: “se il parroco non ti gradisce, avrà i suoi motivi pastorali, se poi il motivo è quello che mi hai detto, sappi che sono d’accordo con il parroco, porque eu, che sono il vescovo, mi inginocchio sempre”.

            Em conclusão, è inutile … non ci si ragiona, non ci si ragiona …

  65. Penso che il comportamento di Giovanni sia emblematico.

    Due aspetti mi sembrano molto gravi: il fatto che i neocatecumenali manchino di logica (soprattutto del principio di non contraddizione e del principio di identità) e la loro diffusa ignoranza e incultura (le due cose sono legate). Non capiscono che dire una cosa e poi l’opposto non ha senso. Non sanno cosa sia il culto e perché si fa in un modo o in un altro: arriva uno con la voce grossa che dice che è così perché lo dice la Madonna, e pensano che sia così. Oppure “si faceva nei primi secoli”, ma nessuno saprebbe verificare se è vero. Stessa cosa per teologia e tutto il resto.
    um exemplo?

    Il pittore iberico negli anni ’70 deliziava i suoi satrapi con bestemmie di tale portata:

    «Forse che Dio ha bisogno del sangue del suo Figlio, del suo sacrificio, per placarsi? Que tipo de Deus que fizemos? Siamo arrivati a pensare che Dio placava la sua ira nel sacrificio del suo Figlio alla maniera degli dei pagani. Per questo gli atei dicevano: “che tipo di Dio sarà quello che riversa la sua ira contro suo Figlio nella Croce?"» (p. 333 del Direttorio, pre-approvazione).

    Salvo poi contraddirsi dopo decenni. Nel suo libro “Il Kerigma” scrive infatti:

    «Pensate che santi come Abramo, Isacco, Moisés, Davide non potevano entrare in Cielo. Hanno dovuto rimanere nello sheol, perchè il Cielo era chiuso. Porque? Perchè non è lo stesso che tu dia uno schiaffo ad un ragazzino che un pugno ad un poliziotto, per non dire al capo dello Stato, verdadeiro? Bem, il peccato originale ha un peso infinito, un valore infinito, perchè ha offeso Dio, e solamente potevamo essere redenti da Dio stesso. Cristo è Dio e perciò la sua morte redentrice ha un valore infinito ed ha potuto aprire il Cielo per tutta l’umanità»

    Non vi siete resi conto dell’inversione a U? Non sarebbe intellettualmente onesto ritrattare e chiedere perdono per i gravi errori diffusi (in questo caso nell’ambito della soteriologia)?

    E dato che l’intera prassi liturgica del Cammino si basa su una dogmatica eterodossa, una volta modificata la Lex credendi, non sarebbe logico (dato che ne è l’esplicazione) cambiare una volta per tutte la lex orandi?

    Se Kiko (como eu espero) adesso accetta la teologia della soddisfazione vicaria (che è dogma di Fede) perché non mostra di aver cambiato idea ad esempio invitando i sacerdoti del Cammino a celebrare la Santa Messa risaltandone l’aspetto primariamente sacrificale, mediante il rispetto delle norme liturgiche?

    1. perché non mostra di aver cambiato idea ad esempio invitando i sacerdoti del Cammino a celebrare la Santa Messa risaltandone l’aspetto primariamente sacrificale, mediante il rispetto delle norme liturgiche?

      Forse perché la liturgia può essere didatticamente molto più efficace delle parole scritte in un documento? Così che uno può dire: i documenti sono stati cambiati, io sono a posto; nel frattempo la liturgia continua a veicolare i contenuti precedenti

  66. Touché!
    Hai centrato in pieno il contenuto implicito del mio commento.
    Il fatto è che loro ne fanno una questione di carta bollata, adesso che hanno il timbro, ciò che era eretico diventa di punto in bianco magicamente ortodosso.

    Grazie Fabrizio

  67. Rev.do Don Ariel, prendo atto del fatto che lei pensi che tre Papi abbiano sbagliato a sostenere ed approvare il Cammino.Evidentemente lei ha più discernimento di questi quattro Papi di cui due santi.Cosa dire?Não existem comentários a fazer,la cosa si commenta da sola.Le faccio notare però che alcuni Vescovi e Sacerdoti,pensano la stessa cosa del Summorum Pontificum,lo ritengono un errore pastorale di Benedetto XVI,qualcuno sostiene anche teologico,dato che l’approvazione del nuovo Messale di Paolo VI nel 1969,avrebbe fatto decadere quello di Pio V,essendo il secondo la versione riformata del primo.Non è il mio pensiero questo,ma c’è qualche presule,ache eminente,che lo pensa.Lei quindi si sente maggiormente favorito dallo Spirito Santo del dono del discernimento?Lo trovo strano,dal momento che a me hanno insegnato che il Papa,na igreja,ha più discernimento,per l’ufficio che ricopre,di qualsiasi altro battezzato,fosse anche Vescovo.Io non sono certamente un teologo, anche se studio teologia,ad un livello più basso del suo,ma un ragionamento simile mi desta molto sospetto.

    Lei afferma che l’approvazione del Cammino sarebbe un atto amministrativo non magisteriale.Mi sembra un cavillo giuridico piuttosto capzioso,che però non cambia la sostanza.La Costituzione Pastor Bonus ,approvata da San Giovanni Paolo II,delegava al Pontificio Consiglio per i laici ,la facoltà di esaminare,controllare ed approvare le realtà laicali.Essendo il Cammino una realtà prevlentemente laicale,non poteva che essere il suddetto dicastero ad occuparsene.A dire il vero il direttorio catechetico del Cammino è stato esaminato più volte,prima dalla Cong.per il Clero,i primi volumi,nel 1977,poi successivamente negli anni novanta,a seguito della polemica di Padre Enrico Zoffoli,poi nel periodo 1997-2008 se non sbaglio dalla Congregzione per la dottrina della fede.In ogni caso,anche accettando quello che lei dice,la sostanza non cambia,anche perché l’eventuale atto amministrativo è stato fatto con l’assenso del Papa.Anzi se prorprio lo vuole sapere lo Statuto fu voluto da G.P.II.Quindi se pensa che l’approvazione sia un qualcosa avvenuto a prescindere dal Papa,você está errado.

    Lei continua a mettermi sulla bocca parole che non ho detto,non ho detto quello che lei riporta sul Vaticano II,ora è lei che manipola.Le faccio notare che la Sacramentum non fu scritta per condannare gli errori del Cammino,la sua è una interpretazione forzata ma èun documento universale, che non condanna affatto il Cammino. Dato che lei ama bearsi delle sottigliezze teologiche,le faccio notare che è entrato in contraddizione,dado que, precedentemente ha affermato di ritenere l’approvazione del Cammino sbagliata,e di potrelo fare ,non essendo l’approvazione un atto magisteriale infallibile del Papa. Però poi si appella alla istruzione Redemptoris Sacramentum,che non è un atto magisteriale del Papa,nè tantomeno infallibile,ma della Cong.per il Culto Divino.Non è né una lettera apostolica, nè una enciclica,nè una esortazione apostolica,pertanto ragionando come fa lei, potrei pensare, ma non lo penso, che sia sbagliata e rifiutarla.Mi dice che le disposizioni contenenti sono emanazione della volontà del Papa?Beh perché lo Statuto cosa è?Fu voluto da Giovanni Paolo II e ratificato da Benedetto XVI e da Papa Francesco.

    Lei ha chiamato ignoratissimi i miei catechisti,suppongo si riferisse a Kiko e Carmen.Se si riferiva a loro,la informo che Carmen era laureata in chimica e teologia.Kiko ha tre lauree Honoris Causa in teologia oltre ad una laurea in belle arti.Nemmeno io sono tanto ignorante,studio anche io teologia come le ho detto.Non tutti saremo degli scienziati come lei,ma nemmeno siamo così ignoranti come sembra credere.Di denunciarla al suo ordinario,non ci penso minimamente,non vedo perché dovrei farlo?Non ho tempo da perdere!Vorrei solo che si rendesse conto che,con il suo modo di fare,contribuisce alla discomunione.alimentando la mormorazione e l’ostilità delle persone meno avvedute.E’ sicuro che la gente voglia essere convinta la lei?E’ convinto che le sue idee siano giuste?Pensa che la dottrina abbia mai convertito nessuno?Credo che farebbe meglio a dedicarsi ad attività più utili,anzichè mettersi a criticare in modo sterile.Sono convinto che lei ami la Chiesa e pertanto,Por favor,,non le rechi danno facendo delle inutili crociate.San Paolo VI diceva che più di maestri abbiamo bisogno di testimoni.Cerchi allora di testimoniare la sua fede in Gesù,non di fare la guerra.

    Dopo averla invitata ad essere un operatore di pace,ritengo di non aver altro da aggiungere.Il Cammino è un dono dello Spirito Santo per la Chiesa,tanti frutti sono scaturiti da esso,un itinerario di fede adatto ai nostri tempi.Sono d’accordo che non bisogni esaltarlo eccessivamente,è uno stumento non il nostro fine,nè considerarlo più di quello che è, ma nemmeno è quello che lei descrive in modo paradossale ed esagerato.Il Cammino fa e potrà fare molto bene alla Chiesa,non so quale realtà vive,ma quella in cui io vivo è assai secolarizzata.Le chiese sono deserte,ci sono poche vocazioni e siamo in un epoca quasi di post cristianesimo.Il Cammino è una risposta a questa situazione,bisogna testimoniare il Vangelo con la vita,con fatti,incontrando Gesù,facendone esperienza.Questo credo è la testimonianza che tanti ci chiedono.Non serve fare crociate,contro questi o quello e arroccarsi in un dogmatismo sterile e fine a se stesso.Questo atteggiamento non ha alcun senso.Pregherò per lei.Buona fine quaresima e buona pasqua.

    1. Noto che alla mia semplicissima domanda sul (graças a Deus) EX vescovo Apuron lei glissa.
      Non sia mai che possa anche solo ammettere la possibilità che il profeta Arguello abbia sbagliato a difendere a spada tratta un pedofilo (nonchè truffatore), fino a volerlo sul palco per il 50ennale del cammino a Roma.
      La vigliaccheria vi contraddistingue..

      1. Como Alessandra,

        temo di avere capito che siamo più o meno a questi livelli:

        o Pai eo Filho pode estar errado para avançar para o Espírito Santo, ma Kiko Arguello ed i suoi non possono sbagliare.

        Siamo veramente a questi livelli di cieco fanatismo.
        E me ne dispiaccio profondamente, perché in ciò che scrive il Sig. Giovanni nella sua veste di “modelo Neocatecumenal”, non c’è da ridere, ma purtroppo molto da piangere, anche perché si capisce come queste persone sono state imbeccate e da qual genere di pericolosi ignoranti sono state de-formate nella fede, nel pensiero e nella pressoché totale mancanza di senso critico.

    2. Io che non oso neppure, non dico fare un sospiro che non sia scritto, ma che non oso neppure aprire o chiudere le braccia se non è indicato nelle scritte in rosso sul Messale Romano, non prendo lezioncine di questo genere da una persona appartenente ad una congrega che in ripetuta e ostinata disobbedienza alla Chiesa ha fatto della celebrazione eucaristica quello che ha volto e nel modo in cui ha voluto. Portanto, lei che appartiene ad una congrega che ha fatto scempio della dottrina cattolica e della liturgia, non può né mai dovrebbe osare ribattere in questo modo a chi la dottrina cattolica la trasmette secondo gli insegnamenti della Chiesa ed a chi celebra il Sacrificio Eucaristico come la Chiesa comanda, senza nulla aggiungere, omettere e cambiare, tanto sono consapevole che nella celebrazione dei sacri misteri io sono strumento, non padrone e meno che mai arbitrario sovvertitore.

      Sragionando e sproloquiando lei non è neppure in grado di leggere i documenti, benché le sia stato indicato che nella Sacramentum portata come esempio, ma che lei cerca di manipolare mescolandola ad altri documenti e discorsi, è scritto:

      «Questa Istruzione, redatta, per disposizione del Sommo Pontefice Giovanni Paolo II, dalla Congregazione per il Culto Divino e la Disciplina dei Sacramenti d’intesa con la Congregazione per la Dottrina della Fede, è stata approvata dallo stesso Pontefice il 19 Março 2004, nella solennità di san Giuseppe, il quale ne ha disposto la pubblicazione e l’immediata osservanza da parte di tutti coloro a cui spetta».

      Pomba, nelle dieci stringate righe del decreto del Pontificio Consiglio per i laici che ha approvato il direttorio neocatecumenale, è scritto che il Sommo Pontefice: «[…] ne ha disposto la pubblicazione e l’immediata osservanza da parte di tutti coloro a cui spetta» ?

      E non tiri in ballo lo Spirito Santo ed il discernimento dei Pontefici al quale prestare obbediente ossequio. Vi sono decisioni, palavras, papers, esortazioni ed atti dei Sommi Pontefici che richiedono devota accettazione e adesione di fede; ci sono invece altri generi di loro decisioni, palavras, papers, esortazioni ed atti che non implicano da parte del fedele cattolico né la devota accettazione né tanto meno l’adesione di fede. E questo obbligo all’adesione o non obbligo all’adesione, è implicito nella forma stessa in cui è redatto il documento e nelle disposizioni nello stesso racchiuse.

      Portanto, se il Romano Pontefice, parlando come dottore privato o parlando in forma totalmente non vincolante, dovesse dire – por exemplo – che sarebbe bene votare alla Signora Emma Bonino alle prossime elezioni europee, io non gli presterò mai ascolto e mai darò il voto a questa Signora. Em vez, se egli afferma che per un cattolico non è lecito promuovere il matrimonio tra coppie omosessuali, a teoria da sexo, l’utero in affitto, l’aborto e l’eutanasia, io debbo invece prestargli totale obbedienza, perché quel “não”, non solo è vincolante, ma è proprio vincolato a dei precisi fondamenti della fede cattolica.

      Senza sortire alcun effetto, perdendo ulteriormente tempo, ed in modo del tutto inutile con chi mostra totale chiusura a qualsiasi forma di ragionamento, repetir:

      le dieci stringate e striminzite righe amministrative nelle quali il Presidente del Pontificio Consiglio per i Laici approva il Cammino Neocatecumeale, non implicano per i fedeli cattolici la accettazione né magisteriale né tanto meno de fide deste movimento, non obbligano i vescovi ad accoglierli nelle loro diocesi, non obbligano i parroci ad accoglierli nelle loro parrocchie.

      Ho perduto ulteriore tempo, ne sono consapevole, perché lei è stato – justamente – privato dei rudimenti basilari del ragionamento e del senso critico, quindi continuerà imperterrito a stravolgere qualsiasi cosa che di ragionevole e di reale le fosse posta dinanzi.

      1. E, come tu dici stai perdendo veramente tempo. Con i neocat non puoi spuntarla, nel senso che non puoi riuscire a farli ragionare, perché sono stati purtroppo lavati di cervello dai loro supercatechisti.

        Sono abituati ormai da 50 anni a stravolgere i documenti, soprattutto parlando di un concilio che non ha mai scritto quel che loro gli attribuiscono, ma siccome pochissimi vanno a leggere i documenti (e se li leggono vanno poi capiti), basta che il supercatechista gridiil concilio ha dettoed è fatta!

        Eu neocat non rispettano (e io l’ho amaramente sperimentato quando da giovane prete studiavo a Roma alla lateranense a inizi anni ’90) gli insegnamenti del Catechismo della Chiesa Cattolica ed i libri liturgici, e se li redarguisci, scappa fuori il supercatechista che ti dice che loro sono conciliari e che tu sei un vecchio matusa tridentino chiuso allo Spirito.

        Giovanni Paolo II non li ha mai condivisi nella loro impostazione, lo capiamo da tanti gesti e cenni molto chiari (chiari a tutti meno che a loro), meno che mai Benedetto XVI, attento come era alla liturgia. Questi Papi hanno solo cercato di tenerli dentro la Chiesa per cercare di riuscire a correggerli dentro la Chiesa ed esercitare su di loro almeno un minimo controllo.

        Tutti abbiamo capito che quelle che tu giustamente indichi come dieci righe stringate di un decreto di approvazione, sottintendonolo abbiamo fatto nella speranza di correggerli”, ma loro no, non l’hanno capito! para eles, quelle dieci stringate righe amministrative, equivalgono ad un atto del più solenne magistero pontificio, ma soprattutto vincolante per i vescovi, i sacerdoti ed i fedeli di tutta la Chiesa universale.

        E puoi metterti l’animo in pace, perché queste ovvietà, para neocat, non gliele metterai mai in testa, porque, como você diz, stravolgono totalmente la realtà, come ti ha palesato in modo ostinato e reiterato il sig. John.

        Na minha diocese (Brescia), l’allora vescovo Bruno Foresti (1983-1998) non gli aprì le porte, ed invitò i parroci a non accoglierli nelle parrocchie. Esiste a tal proposito anche una sua lettera al clero che purtroppo non posso allegare a questo commento perché non saprei come inserirla dentro.

        In diocesi, hoje, abbiamo solo pochissime parrocchie in cui sono presenti (Parece-me 4 ou 5), e nelle quali sonocontrollati a vista.

        Il tutto perchè, nota, il loro decreto di approvazione, non vincola i vescovi ed i parroci ad unaadesione di fede.
        Ma scordati di farglielo capire.

        Um abraço fraterno sacerdotal.

    3. Kikus vult!

      E infatti il fratello Giovanni non molla la presa, proseguendo la sua jihad contro padre Ariel, reo di non adorare l’idolo Kiko.

      Chiunque abbia avuto a che fare con i neocatecumenali ne noterà le tipiche tattiche e astuzie retoriche:

      tentare di far sembrare che l’interlocutore è contro il Papa (comodissimo in caso di Papa santo)

      insinuare che chi non loda il Cammino dev’essere per forza un fanatico lefebvriano (cosa che per loro comprende anche il Summorum Pontificum)

      ossessivamente fingere di non notare che i Pontefici hanno davvero tirato le orecchie ai kikos

      mettere in bocca all’interlocutore parole che non ha detto, e immediatamente dopo accusarlo di aver fatto esattamente ciò (il lupo al torrente…)

      reinventare la storia secondo le leggende neocatecumenali (in realtà GP2 nonvollequello Statuto; B16 nonratificòma fu anzi colto di sorpresa…)

      intanto glissare su qualsiasi altro argomento scomodo. Per esempio il caso Apuron: Roma falou, Porque ao longo? de modo nenhum. Non troverete mai un kikos che deprechi un pedofilo condannato come tale da un tribunale vaticano, qualora il pedofilo sia un illustre membro della propria setta.

    4. Per rispondere alle domande di Giovanni con le parole di Kiko:

      1. Alimentare discomunione attraverso mormorazione e ostilità, essere operatore di pace:
      Noi abbiamo visto che tanta gente non ha continuato nel cammino perché non ha odiato la moglie
      Anche oggi se una famiglia ha un figlio che si sposa con un pagano dice che per te sarà come un gentile, un pubblicano. E tu non parlerai mai con lui. Per te sia una persona morta

      2. Convinzione che le idee siano giuste:
      Dio ti ha fatto violenza e ti ha portato qui per i capelli, perché ha moltissima pietà di te…” ” molti di voi sarete cacciati e verranno altri che vorranno questa primogenitura

      3. Testimoniare e non fare guerra:
      Mi rendo conto che per voi potrà essere una cosa difficile perché si tratta veramente di cambiare religione” “passare ad una religione completamente nuova” “Questa Eucarestia è nuova, non la conoscete. Ancora non è stata inaugurata

      Dire che don Ariel porta divisione e guerra, che vada a testimoniare invece che a scrivere, quando si dà credito alle suddette affermazioni, mi pare una contraddizione in termini.

      Affermazioni riportate alla lettera dal mamotreto non corretto del II

  68. Vorrei ringraziare Don Ariel per ché con questo suo lavoro ha contribuito a fare sempre piu chiarezza sul Cammino Neocatecumenale. Spero al più presto di poter leggere non appena i suoi impegni lo consentiranno un articolo riguardande il movimento dei Carismatici (Rinnovamento Carismatico, Rinnovamento dello Spirito etc etc. ) con stessa chiarezza e approfondimento, movimento nato dai Pentecostali protestanti nello stesso periodo in cui Kiko Arguello provvedeva a edificare la sua chiesa.
    Obrigado por tudo

  69. Eu acho que o “botta e rispostatra Giovanni e padre Ariel sia istruttivo per tutti, perché dimostra la totale impossibilità di dialogo con i neocatecumenali.

    Ai NC manca strutturalmente la capacità di dialogo, perché essendo a-razionali difettano dell’elemento indispensabile per dialogare, che è una base razionale condivisa. Ad esempio condividere connettivi logici, le quattro operazioni aritmetiche, le regole grammaticali, o princípio da não-contradição.

    Nulla di tutto ciò è condiviso in questo sterile dibattito, nemmeno in minima parte, per cui è come parlare a muro. In vita mia non mi era mai capitato di parlare con degli a-menti; con dei dementi si, ma con persone prive di mente mai.

    Dentro il CN ho capito che è assolutamente inutile perdere tempo nel dialogo, sia in un dialogo pacifico sia in uno scontro dialettico. È un parlar tra sordi, uma ignoratio elenchi perenne, un sotterfugio ed una mistificazione continua.

    Sono inescusabili.

  70. Eu também sou, come tanti che qui scrivono, ringrazio vivamente Padre Ariel per aver, attraverso un suo scritto di altissimo rigore e onestà intellettuale prima ancora che teologico, dogmático, litúrgico, etc, principalmente per 2 motivi:

    1) Per aver, attraverso il documento, posto in evidenza quelli che sono i fondamenti della fede Cristiano-Cattolica, dandone tratto scientifico attraverso la citazione della molteplicità di documenti magisteriali a cui egli, scrupolosamente e meticolosamente si attiene, offrendo, ad ogni lettore, la possibilità di un confronto immediato sulla possibilità o meno di essere in assoluta aderenza ai succitati fondamenti, a beneficio di tutti;

    2) Per aver, in ragione dello stesso documento, posto ulteriormente in luce (in maniera scientifica, con prove provate e citate) che il CNC è un sincretismo di dottrine e un coacervo di ideologie che nulla a che fare con l’insegnamento bimillenario della Chiesa Cattolica.

    Il continuo intervenire, e, em seguida, del sedicente Giovanni, Nc puro e soprattutto duro di cervice, avvalora, ulteriormente, la tesi secondo la quale, il Cammino, in quanto setta, annulla qualsiasi senso critico e possibilità dell’uso della ragione.

  71. obrigado novamente, Don Ariel, per il servizio che fa alla verità.

    Non si stupisca dei neocat che suonano come un disco rotto, impermeabili a qualunque argomento.

    Pensi che in tanti anni sull’Osservatorio MAI nessuno di loro ha risposto a domande dirette, dove bastava un si o un no. In post precedenti ho rivolto appunto alcune domande a Massimiliano prima e Giovanni dopo. Nessuno dei due si è degnato di rispondere.

    Non ne sono capaci dopo essere stati plagiati dai loro catechisti. Catechisti che, come Kiko assicura, tem “il discernimento e parlano per ispirazione”.

    Mi chiedo se la loro discernente ispirazione si acquisisca all’atto stesso della nomina o se i loro super-poteri neocatecumenali aumentino anche loro a tappe.

    Ci sarebbe da ridere se non avessero fatto piangere tanta gente.

    Un altro argomento che li fa ammutolire è quello dei soldi. Se chiede dell’obbligo della decima, dell’uso misterioso dei fondi raccolti e del segreto sul bilancio della Fondazione gli adepti tacciono e i catechisti diventano furiosi.
    Chissà perché

    Mais uma vez obrigado pai, e grazie anche ai sacerdoti che sono intervenuti.

  72. Non avevo mai sentito parlare dell’articolo di fede (Humano, divina o cattolica? Non pervenuto) sulla capacità “Início” di discernimento del Romano Pontefice.

    In base al suddetto neo-dogma dovrei riconsiderare la mia posizione su papa Benedetto IX, al secolo Teofilatto III dei conti di Tuscolo.

    Probabilmente nel vendere al padrino la dignità pontificia e nel rivolerla due volte indietro fu di certo mosso dallo Spirito Santo.

    1. De, caro Tomista

      per non parlare di Giovanni XII al secolo Ottaviano dei conti di Tuscolo (937-964) eletto Sommo Pontefice all’età di diciotto anni.
      Egli seguitò a vivere la propria vita dissoluta, dopo essere salito al sacro soglio senza alcun genere di formazione dottrinale, teologica ed ecclesiastica. Negli atti ufficiali del Sinodo di San Pietro che infine lo depose nel 964, tra le cose meno gravi da egli compiute ed a lui imputate leggiamo: «[…] et sanctum palatium lupanar et prostibulum fecisse» (egli trasformò il sacro palazzo del Laterano in un lupanare ed in un postribolo)» [CF. Rescriptum ad episcopus synodi romanae].

      Le terribili accuse a suo carico, in virtù delle quali fu infine deposto, furono scritte in una relazione poi affidata alla storia da Liutprando vescovo di Cremona, Ele morreu em fama de santidade. Le sue gesta furono a tal punto ignominiose che è bene non indugiare su di esse.

      Morì a 27 anos, in circostanze non chiare. Misericordiosamente sarebbe morto per un colpo apoplettico, ma forse fu assassinato, come narrano invece altre cronache storiche, dal marito di una sua amante che lo fece precipitare da una finestra.

      Mas, in quanto Sommo Pontefice, era indubitabilmente illuminato dalla capacità “superiore” di discernimento concessa ai Successori di Pietro dallo Spirito Santo, come ci illustra il nostro fine studioso neocatecumenale. E Giovanni XII decise e firmò numerosi atti cheapplicando questa logica pneumatologico-kikiananon posso essere posti in minima discussione, come quando consacrò diversi vescovi in cambio di cospicue somme di danaro, tra i quali un bimbo di dieci anni, eletto vescovo di Todi.

      Etc … etc. …

      quem quer que, no passado, ma anche al presente, applicando la stessaecclesiologia-neocatecumenale”, potrebbe mettere in discussione, od addirittura non accettare, tutti gli atti di Giovanni XII ?

  73. Grazia padre Ariel mi farebbe piacere sapere la sua opinione altresì su RNS, movimento carismatico Cattolico e la comunità Magnificat

    1. Caro Joseph,

      sono ciascuna una realtà diversa, ma para gradualmente, di ciascuna, parleremo.

    1. Scriva quello che vuole e come vuole, offenda pure me come meglio preferisce, ma nel farlo abbia le palle di firmarsi col nome suo, non con il nome del Sommo Pontefice.

      PS.

      Un lavoro ed una libera professione estremamente soddisfacente e anche parecchio redditizia, a suo tempo la lasciai per diventare prete.

    2. Carissimo patetico neocatecumenale,
      grazie mille per aver dato, se ancora ce ne fosse bisogno, prova della vostra profondissima superbia e maleducazione. E, em seguida, capaci che venite qui a fare la predica sulla volgarità.
      IPOCRITI.

      Il discorso del lavoro perchè non ha le palle di farlo a Kiko Arguello e catechisti itineranti vari che campano A SBAFO delle comunità? Evidentemente San Paolo che diceva : “chi non lavora, neppure mangi!” era un povero deficiente. Poi magari Kiko viene a piangere povertà agli annunci (però i soldi per comprarsi il terreno sul monte degli Ulivi per costruirci la Domus Jerusalem li ha trovati, verdadeiro)?

    3. Caro P.F.,

      vista l’umiltà non mi stupisco del turpiloquio.

      E per fortuna che il nostro Papa, o real, Ele tinha a dizer, ” anche le parole uccidono”… alla faccia!

      De qualquer maneira, un sacerdote non è più totalmente uomo di questo mondo, in parte è già dell’altro. Mi scuso se uso un linguaggio non teologico, ma letterario; questo per tentare di metterla in guardia, poiché qualora riuscirà in un fausto giorno a sradicare quella pianta parassita che si è insinuata nel suo cuore (che potrebbe soffocarlo del tutto), qualora, portanto, si dovesse risvegliare, si ricordi bene che, nella vera confessione generale che farà, un sacerdote non si incrocia nemmeno con uno sguardo, si figuri con le parolacce!

  74. Sapere che il cammino neocat sia una realtà forte nelle parrocchie non mi rende felice per i motivi che Don Ariel ha spiegato. Non giudico chi segue i movimenti, ma penso che la Chiesa oggi abbia bisogno di parrocchie forti! E’ la parrocchia la roccaforte dalla quale ripartire perchè lì si troverà una guida ( o padre da paróquia ) capace di dare ad ogni laico compiti e ruoli adatti alla vocazione e alle capacità dello stesso. Nella Parrocchia si deve trovare tutto: estúdio, oração, devoção, militanza cristiana, amicizia e magari pure moglie e marito. Se il parroco è debole va aiutato. Che senso ha un movimento che distrae dal proprio parroco e apre il rischio di aderire ad un clan di devoti del proprio leader con regole proprie? Sarà un errore, ma un parroco bravo cambia letteralmente il volto di un quartiere, il capo rione di un movimento che fa? Spesso sono settoriali e si respira l’aria di micro chiese. A beneficio di chi? Igreja? ne dubito.La Chiesa resisterà se ci schiodiamo dai divani per aiutarla..iniziamo dal parroco a pochi metri da casa.

  75. Da IPG.
    Rocca di Fuoco, 3;
    via Della Resurrezione.

    Para:
    Papa Francisco.
    Ai Cardinali di Santa Romana Chiesa.
    Ai Vescovi di Santa Romana Chiesa.
    Alle Congregazioni di Santa Romana Chiesa
    Ai Sacerdoti di Santa Romana Chiesa
    Ai Fedeli di Santa Romana Chiesa

    Si inserisce questo commento in quanto non si può stare in silenzio dopo quanto ci è accaduto, per cui si cerca di rispondere, ma sappiamo che siamo uomini, criatura, per cui lasciamo a Dio la crescita del seme che ci è stato affidato. Nella speranza e nella fede che sia un seme di grano, e non di gramigna, se fosse di gramigna, eventualemente mi scuso in anticipo e chiedo di non tener conto di quanto inserirò dopo. Non per invidia, non per rancore, non per odio, non per vendetta, ma per risposta a ciò che il Signore ci affida ogni giorno, per cui ringraziamo la sua bontà e la sua generosità. Grazie Signore.

    Premetto di non essere all’altezza della materia che sarà trattata in seguito, ma ho la speranza che qualcuno sia più addentro di me, e più informato, per cui sottopongo questo mio pensiero a questa persona, e lascio a lei completamente la valutazione del tutto. Il mio vuole essere solamente uno spunto di

    1. Per caso lei ha fatto le scuole con Don Ariel per chiamarlo per nome?
      Tralasciamo il rispetto per un sacerdote (quello ve lo siete perso da tempo), vedo che anche la semplice umana buona educazione vi difetta

      Agora, prescindere dalla (pessima) forma della domandadopo una così acuta discettazione sulla veridicità di questo documento suppongo che lei possa addurre prove a smentita, direito?

      Ah não, desculpe, mi ero scordata che i neocatecumenali sono perfettamente onniscenti, loro l’onere della prova non sanno cosa sia. E’ direttamente il Padreterno che parla in loro.

  76. Ho letto questo articolo con alcuni mesi di ritardo, mi sento comunque di rispondere, in quanto nel detto articolo vengo accusato di essere settario, herege, psicologicamente malato, ignorante, mentiroso.
    1)L’articolo inizia con un’accusa di eresia al CNC, solitamente le accuse si formulano alla fine , non all’inizio, altrimenti sembra che l’eresia sia data per assodata mentre invece è tutta da dimostrare.
    3)La formazione di famiglie cristiane all’interno del CNC dovrebbe essere considerato un bene, l’articolo lo vede come un modo per plagiare i pontefici, qual é o ponto?
    4)L’accostamento CNC-Albigesi è arbitrario quanto quello tra la nutella e lo stracchino.
    5)In alcuni luoghi è possibile che siano avvenuti abusi liturgici, ma ciò non squalifica chi nel CNC celebra secondo gli statuti.
    6)Se nemmeno i frutti del CNC convincono, allora non saprei cosa possa convincerti della sua bontà; si citano episodi isolati di proteste episcopali ma non i numerosi riconoscimenti.
    7)Le accuse ai Redemptoris Mater e alle famiglie missionarie hanno un fondamento concreto o sono gratuite diffamazioni?
    8)Se il CNC odia il clero, come mai apre seminari e richiede in ogni equipe un

    1. A prova e riprova che lei non ha letto, che se ha letto lo ha fatto con gli occhi della prevenzione, quindi ha capito ciò che ella intendeva capire, è mio dovere chiarire che lei non può e non deve alterare e falsare il mio scritto, per un semplice motivo: anzitutto io spiego sin dall’inizio che cosa è l’eresia, per esempio chiarendo che la parola “heresia” non è una parolaccia né un insulto.

      Sappia comunque che in qualsiasi testo che mira a dimostrare od a sostenere delle precise argomentazioni, o “acusar” si formulano subito all’inizio.
      De fato, nei testi giuridici, siano essi dei tribunali civili o canonici, all’inizio si indica immediatamente l’articolo, il canone o la legge violata.
      Una delle “leis” che io riporto di frequente è non a caso quella che contiene tutte le disposizioni da sempre violate palesemente dai Neocatecumenali nelle loro liturgie, o Sacramentum.

      Siccome nel mio testo ho spiegato tutto, mi limito a risponderle solo al suo punto n. 5 dicendole senza pena di facile smentita che, gli abusi liturgici, nel Cammino Neocatecumenale, non sono cose avvenute “às vezes” ou “in qualche luogo”, ma sono un costume, sono istituzionalizzate e regolamentate da Kiko Arguello e dai suoi sodali.

      Tutto questo è provato e documentato, mentre lei resta libero di stracciarsi le vesti e di negare, assim como, se mi permette, invero patetico, la solare evidenza dei fatti.

    2. GLS ma per caso sei Kiko in persona?

      Il bel l’elenco da te formulato: “settario, herege, psicologicamente malato, ignorante, mentiroso” si addice a Kiko a pennello. Non mi pare, em vez, che padre Ariel abbia mai rivolto queste accuse ai singoli aderenti al Cammino Neocatecumenale.

      Nel paragone improponibile da te portato ad esempio, toglimi una curiosità, chi è la nutella? Chi è lo stracchino?

      Al punto 5 superi te stesso. Ma se nelle comunità kikiane tutto si fa ligi rigorosamente alle indicazioni dei catechisti! Sono stata 30 anni in cammino e ho girato molto, ti assicuro; quando hai visto un’eucarestia neocatecumenale, le hai viste tutte fin nei minimi dettagli.
      Ma ti dico di più.
      Se tu parli di celebrazionisecondo gli statutiti smentisci da solo. Gli Statuti, sulla linea della lettera di Arinze che richiamano e mai hanno inteso superare, non li avete mai osservati. Voi osservate gli Statuti secondo Kiko (ossia come li ha voluti interpretare lui insieme a Carmen, per non dire peggio, ossia come entrambi li hanno voluti stravolgere senza il minimo scrupolo o pentimento) onde per cui FATE TUTTO IL CONTRARIO DI QUANTO LA CHIESA VI IMPONE DI FARE INUTILMENTE DA UNA VITA.

      Parli di frutti. I frutti marci sperimentati ci hanno convinti prima di ogni cosa.
      Quante testimonianze vuoi?

      I macelli con le vocazioni e i Redemtoris Mater. Le numerose famiglie in missione gettate allo sbaraglio. E em qualquer dos casos, una abilità inaudita nel nascondere i casi scabrosi e seppellire con essi gli stessi protagonisti di storie tristissime che non sono numeri ma esseri umani truffati.

      L’ultimo interrogativo mi intenerisce per la sua ingenuità (?) davvero unica.
      Ti domandi e chiedi:

      8) Se il Cammino Neocatecumenale odia il clero, come mai apre seminari e richiede in ogni equipe un sacerdote?

      Ma proprio perché il CNC ha sempre considerato il clero il più grosso impedimento alle sue smanie espansionistiche con velleità di esercitare un dominio incontrastato, proprio perché ad un certo punto tutta la casta degli itineranti non reggeva più il rapporto col clero, ha furbescamente pensato di formarselo e basta. Tagliare la testa al toro, uma vez por todas!

      Carmen d’altronde parlava sempre, a proposito del rapporto con la Chiesa, di guerre e battaglie con Vescovi e Cardinali e Parroci e tutta la Santa Gerarchia… Così finiva sto’ strazio insostenibile per Kiko e Carmen.
      Formarlo? Formarlo? O deformarlo a priori? Senza più il fastidio di dover faticare tanto, Às vezes, per ridurre il clero preesistente in totale schiavitù? Come si confà ad un perfetto presbitero veramente fedele a Kiko e Carmen.
      L’unico che può pretendere di bazzicare nelle comunità senza far danni, Perbacco!

      pax

Deixe uma resposta

seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

 caracteres restantes

Este site usa Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados comentário é processado.