Aprendizes de feiticeiros e mulheres piedosas e fideístas que enlouquecem nas redes sociais? Deixá-los com seu triste destino não é falta de caridade, nada: é uma ordem dada por Jesus Cristo no Evangelho

- Church News -

APRENDE TESTEMUNHAS E PIOSAS MULHERES FIDEISTAS QUE ESTÃO LOUCAS SOBRE MÍDIA SOCIAL? DEIXÁ-LOS AO SEU TRISTE DESTINO NÃO É FALTA DE CARIDADE, QUALQUER COISA: É UMA ORDEM DADA POR JESUS ​​CRISTO NO EVANGELHO

.

Agora nós, padres, somos verdadeiros oncologistas que lutam contra o câncer. Para que a luta seja eficaz, no entanto, os pacientes devem aceitar nossas indicações e tratamentos, que observam as terapias escrupulosamente. Se certos pacientes não nos ouvirem em vez, eles recusam nosso cuidado e até nos dão incompetentes, nesse ponto, temos que sacudir a poeira de nossos pés, de modo a não correr o risco de ter resgate privado, cuidado e salvação, que, por outro lado, estava lá a uma curta distância, confiante e aberto, esperar o padre-oncologista como um extraordinário presente de Deus.

.

Autor
Ariel S. Levi Gualdo

.

.

PDF artigo formato de impressão

.

.

.

Formidável aqueles anos com os quais alguns tradicionalistas hoje tanto sonham … verdadeiramente formidável aqueles anos em que as mulheres podiam falar na igreja com a cabeça baixa, com a cabeça coberta e apenas para recitar o’Ave Maria

anos atrás ao explicar o significado da Epifaniailustre / superfície - um megacatequista neocatecumenal me corrigiu dizendo que era mais correto falar de teofania. Assim que eu pedi a ele para explicar a todos os presentes o significado da teofania, saiu pela tangente com discursos ilógicos. Ao qual eu respondi: «O que significa teofania?». Naquele ponto eu tentei ajudá-lo: «Vamos começar do período inicial Deus, o que significa?». E eu expliquei a ele que Deus isso significa deus, que colocado na raiz de ϑεοϕάνεια significa manifestação da divindade. Esta é a reação dele: ele afirmou aos presentes que não se poderia argumentar comigo como um "padre orgulhoso"., hostil e fechado " (!?). Em relacionamentos difíceis, meu e de numerosos confrades com os Neocatecumenais, em particular com seus megacatequistas que pensam que podem usar a nós, padres, como seus subordinados, Não tenho nada mais a dizer, Eu analisei e escrevi tudo em um livro de 2019 a que me refiro a quem quiser se aprofundar no assunto [veja, Quem].

.

O exemplo de abertura é apenas um entre muitos o que me levou a perceber depois de anos de experiência que infelizmente é impossível relacionar-me com certas pessoas e pseudo fiéis católicos. Não porque eu não quero, mas porque é Cristo quem no Santo Evangelho indica aos discípulos quando deixar ir certas pessoas e situações. Que ilustrarei na segunda parte final deste artigo, porque primeiro é preciso partir da análise da tragédia social e humana que vivemos, amplificado fora de toda proporção por mídia social que ofereceu um púlpito a exércitos de imbecis, como ele afirmou em 2015 o ultra secularista Umberto Eco com expressão reproduzida no início do livro A Igreja e o coronavírus [cf.. Quem], publicado pelos padres de A ilha de Patmos em outubro 2020:

.

"EU mídia social dão o direito de falar com legiões de imbecis que antes só falavam no bar depois de uma taça de vinho, sem prejudicar a comunidade. Eles foram imediatamente silenciados, enquanto agora eles têm o mesmo direito de falar como um ganhador do Nobel. É a invasão de imbecis ".

.

Esta legião também inclui católicos ou os chamados católicos tornarem-se especialistas nos ramos mais complexos do conhecimento teológico. É o que temos estudado por toda a vida, depois de serem discípulos de mestres que nos transmitiram não apenas uma formação, mas acima de tudo um método de estudo, esses personagens, em vez disso, adquiriram tudo na hora na grande academia de Facebook, Twitter, Instagram e assim. Estas são as consequências inegáveis: hoje, uma pessoa demente pode publicar em Youtube um vídeo delirante, visitado por dezenas de milhares de pessoas, em que ele refuta e insulta os maiores astrofísicos do mundo e todas as ciências exatas, demonstrando que na verdade a terra não é esférica, mas plana. Um pouco mais adiante segue o vídeo de outra pessoa demente, auto-nomeado com um nome chique, mas visitado por mais de cem mil usuários, não são poucos os que estão dispostos a ouvir as bobagens deste homem sem rosto e identidade que, negando todos os fundamentos básicos da ciência clínica, afirma que é importante não se vacinar contra Covid-19, porque na vacina as grandes potências mundiais inseriram um microchip necessário para manter toda a população sob controle. A esteticista não podia faltar, zangada por estar desempregada durante o período de confinamento, forte de seu certificado do ensino médio e um certificado obtido ao final de um curso trimestral para maquiadores, está dando o melhor de si em mídia social atacando todos os virologistas mais famosos, escravos escusado será dizer dos grandes poderes e terríveis multinacionais, que escondem como as vacinas aumentaram os casos de autismo. Explique para a esteticista antivax e aos cerca de duzentos mil usuários que ouviram seu vídeo bebendo de seu absurdo colossal, que o boato sobre as vacinas que causam autismo foi negado durante anos pela comunidade científica mundial e aqueles que o divulgaram acabaram sendo condenados e excluídos do cadastro de médicos por terem primeiro manipulado e depois falsificado dados de pesquisas, não terá efeito, porque a resposta será: “Mas é óbvio, que o heróico descobridor da relação entre vacinas e autismo foi condenado, grandes potências e multinacionais sempre destruíram qualquer um que diga a verdade ". E para muitos beócios certamente permanecerá apenas um fato: a esteticista furiosa porque esteve desempregada durante o confinamento ele está certo e a comunidade científica mundial está errada, porque ela é escrava de grandes poderes e dominada pelas multinacionais farmacêuticas.

.

Agora eu forneço um paradigma em que se riria instintivamente, mas se analisado pelo que realmente esconde, só pode levar ao choro. No começo de 2000 uma equipe médica espanhola - que acabou não sendo composta de médicos -, com domicílio fiscal nas Ilhas Canárias após recuperação no Grão-Ducado de Luxemburgo, começou a vender um pequeno dispositivo de tração para ser aplicado no pênis masculino, garantindo um alongamento variando de 3 para 5 polegadas. Foi estimado que o pequeno eletrodoméstico tinha um valor de custo de produção de 2,50 euros e um custo comercial potencial de aprox 25/30 Euro. Em vez disso, foi vendido pela figura estratosférica de 850 Euro. O comércio continuou até que vários urologistas espalhados por toda a Europa se viram obrigados a intervir em alguns pacientes, principalmente jovens, que sérios danos aos vasos sanguíneos foram causados ​​pelo uso deste dispositivo, até que você alcance, alguns deles, a danos permanentes reais. E assim, os relatórios para os órgãos de controle europeus começaram por vários urologistas. Se analisarmos tudo, descobriremos que casos deste tipo constituem o espelho do homem do terceiro milênio.. Um homem que não acredita mais em Deus e que rejeita qualquer elemento de transcendência, no entanto, ele acredita em cartomante e alienígenas; não acredita mais na ciência e nos homens da ciência, no entanto, ele acredita em boatos de terrapiattisti e antivacinistas. O homem do terceiro milênio é um tecnólogo crédulo supersticioso capaz de ser enganado, ou danos severos, pelo primeiro grupo de charlatães que o fazem acreditar que podem esticar seu pênis alguns centímetros com uma pequena ferramenta de tração. Hipótese antes da qual, o homem esclarecido e racional da Idade Média teria rido como um louco, se alguma coisa, Giovanni Boccaccio, a partir dessa hipótese absurda, ele teria inventado uma história que teria permanecido imortalizada na história da literatura pelos séculos vindouros. Mas isso é basicamente o que merece o homem do Terceiro Milênio que não acredita mais em Deus e que não acredita mais na ciência., quem rejeita a fé e quem despreza a razão: ele só merece que o primeiro golpista que passa na rua lhe venda um achado prodigioso para alongar seu órgão genital, enquanto seu cérebro está ficando mais curto.

.

Neste sistema de informação degenerado e fora de controle, certamente não pode faltar exércitos de pessoas ignorantes com graves lacunas no Catecismo da Igreja Católica que se sentem no direito de rejeitar padres de quem não gostam, totalmente alheios ao mandato que recebemos da Igreja que nos instituiu mestres e guias do Povo de Deus para um Sacramento da graça instituído por Cristo Deus: o sacerdócio ministerial.

.

Como sempre, é necessário recorrer a exemplos para descrever a gravidade do problema. Eu nunca vou esquecer uma pessoa tão querida como incorrigível a quem um dia, com carinho e amizade, Expliquei que sua abordagem da Mariologia estava errada e que não conduzia à fé, mas ao fideísmo e à devoção., especialmente pela importância dada às aparições e mensagens marianas, como se fossem elementos fundadores da fé. Com o carinho de um amigo carinhoso e de um pai que cuida muito dos filhos que Deus lhe confiou, Expliquei-lhe que o mistério da revelação não resiste em virtude das aparições de Nossa Senhora de Lourdes e de Fátima., nem nos segredos dados aos três pastorinhos, nem nas mensagens de La Salette, nem nas revelações ou frases dadas nas Três Fontes a Bruno Cornacchiola … e supera a "Gospa dos mentirosos", a autodenominada Madonna de Medjugorje [veja minha videoaula, Quem]. Nossa fé é baseada no mistério da Encarnação do Verbo de Deus (cf.. GV 1, 1-18) e no mistério da ressurreição de Cristo (cf.. I Coríntios 15,17), ao qual eles não acrescentam nada, em apoio ou em apoio às aparições marianas, visões ou locuções de místicos e videntes, ao qual nenhum católico é absolutamente obrigado a aderir na fé. Tendo dito isso, acrescentei que era então apropriado parar com os anúncios enlouquecedores do triunfo iminente do Imaculado Coração de Maria, porque a Santíssima Virgem não é a Fata Morgana, mas sobretudo porque, no Símbolo do Credo Niceno-Constantinopolitano, professamos nossa fé em Cristo Deus que "um dia voltará em glória para julgar os vivos e os mortos", não professamos fé no "triunfo definitivo do Imaculado Coração de Maria", com todo o respeito a certos sequestradores e alguns teólogos superficiais que fornecem suporte insubstancial para as exaltações desses fanáticos da Mariologia mágico-pagã fai-da-te. No entanto, dado que o fideísta nunca poderia ser fideísta se não tivesse os dois pressupostos fundamentais que são a cegueira e a arrogância, em resposta, a piedosa amiga respondeu que há trinta anos estudava a obra de São Luís Maria Grignion de Montfort e que sabia muito bem o que ele dizia.. E, esclarecido, fez-me o peremptório convite a estudar o tratado sobre a verdadeira devoção a Maria e a aprender o que realmente era a mariologia. (!?).

.

A vida de nós, padres e teólogos, está agora repleta de fatos desse tipo. Deixe-me ser claro, não experimentamos certas ofensas e humilhações como "ataques de traição", mas como os dramáticos fracassos eclesiais que nem sempre podem ser atribuídos aos bispos e a nós, sacerdotes, "não mais capazes" - na severa opinião da acusação deste povo - "de evangelizar". Jogue toda a culpa nos bispos e padres, no entanto ninguém pretende lidar com uma realidade séria e terrível da qual alguns críticos impiedosos fogem, porque é a realidade que os toca em primeira mão, este: o número de fiéis que não pretendem ser evangelizados e formados de forma alguma é sempre maior, tanto que nós, padres, não conseguimos mais nos relacionar com um amontoado de católicos indeterminados, capazes de ouvir apenas a si próprios e de suas razões gravemente errôneas transformadas em indiscutível verdade universal. E a cada lembrete razoável de nós, seus pastores, professores e guias, aqui eles reagem rapidamente de uma forma cada vez mais agressiva e insultuosa, rejeitando-nos como pastores, professores e guias.

.

O querido amigo acabou de usar como paradigma, que pouco ou nada entendiam de mariologia, mas que apesar de me convidar a estudar os próprios fundamentos da teologia, ele é uma daquelas inúmeras pessoas que anseiam pensando sobre os tempos que foram, que deificam o Santíssimo Missal de São Pio V e que citam a cada passo as profecias da Beata Katharina Emmerick. E mesmo nisso, nunca valeu a pena lembrar a esse tipo de fideísta em desordem que a Igreja tão beatificou Emmerick, mas ele nunca reconheceu suas chamadas profecias como autênticas, que portanto não são. Apesar disso, são autênticos sem dúvida para algumas pessoas, uma vez que contêm uma frase que sempre levou todos eles ao êxtase; uma frase diante da qual todos os grandes profetas de Israel, em comparação com Emmerick, eles realmente se tornam lixo barato, trapos jogados no estande do mercado de pulgas. Aqui está a frase mágica em que, na opinião desses sujeitos, uma referência clara seria feita a uma "missa estranha", o que eles deduzem dessas palavras escritas não pelo Beato, mas pelo editor Clemens Brentano no texto altamente ficcional das profecias autoproclamadas: “A missa foi curta e o Evangelho de São João não foi lido no final”. Isso é o suficiente para algumas mulheres piedosas ferozes acreditarem que não têm um pedaço, mas uma verdadeira âncora para atacar desta forma toda a reforma litúrgica e os erros que dizem contidos em um concílio, Vaticano II, que é sem dúvida pastoral e não dogmático, também querendo não ser perfeito. Porém, nós estudiosos podemos afirmar isso, capazes de especular e realizar pesquisas aprofundadas com a preparação necessária e o método científico correto e colocando tudo, para começar, em seu correto contexto histórico e sócio-eclesial. Nós, estudiosos, passamos anos e anos aprendendo, antes de tudo, a ler os documentos do Concílio Vaticano II, quanto tempo, articulado, complexo, sociologismos redundantes e não alguns passos ambíguos que exigiam, nas décadas seguintes, esclarecimentos e documentos de esclarecimento de vários tipos, o último na ordem da série é a Declaração Dominus Jesus de 2000.

.

Agora preste atenção a um fato que não pode ser negado, porque é muito importante: pessoas que rejeitam nossa autoridade pastoral como guias instituídos e professores do Povo de Deus, paradoxalmente, são os mesmos que sonham em tempos passados ​​e a celebração da Santa Missa segundo o rito do Missal de São Pio V em uso desde 1571 até a promulgação do novo Missal reformado por São Paulo VI em 1969. E essas pessoas, com uma facilidade comparável à sua ignorância, falam da santidade do Concílio de Trento e, inversamente, da natureza problemática do Concílio Vaticano II, tudo com o estilo da superfície que melhor afirma o mar do que a montanha ou vice-versa. Infelizmente eles esquecem, no entanto, que o Concílio de Trento foi tão santo e santíssimo que após dois ou três séculos de seu encerramento, alguns dos cânones fundamentais ainda não foram aplicados, além dos problemas do pós-Concílio Vaticano II! E quando no 1869 a convocação do Concílio Vaticano I foi alcançada, dezenas de padres reunidos na assembléia disseram estar desconsolados entre si: "… mas como, mais de três séculos após o encerramento do Concílio de Trento, agora um novo é convocado sem que os cânones do anterior tenham sido fielmente aplicados?». Mas, o tridentino, na opinião das piedosas mulheres que convidam sacerdotes e teólogas a estudar enquanto esperam o triunfo definitivo do Imaculado Coração de Maria, foi um conselho sagrado, Abençoado, em uma igreja onde tudo era devoção, misticismo, transcendência, adoração …

.

Escusado será especificar, embora o rosto: os partidários dessas teses peregrinas, como você já deve ter entendido, eles são principalmente mulheres, porque apenas psicologia feminina, quando ele começa a trabalhar, consegue alcançar, através de paixões e emoções irracionais, até o pior desperdício de realidade. Sabe-se, portanto, que infelizmente, chamar essas mulheres piedosas emocionais à razão, é apenas perda de tempo e respiração perdida. Repetidamente, embora desnecessariamente, Tentei explicar a eles algumas evidências inegáveis ​​com dados históricos em mãos, por exemplo, perguntando: quando nos momentos felizes você tanto elogiava, o padre sussurrava diante de Deus em latim "divino" nas palavras do Santíssimo Missal de São Pio V, você tem alguma ideia do que teria acontecido se alguma "mulher enlouquecida" ousasse soltar apenas meio gemido de dissidência para um jovem sacerdote de 25 consagrado no mês anterior e enviado pelo bispo como pastor assistente em uma paróquia? Vou explicar isso imediatamente, Ó mulheres piedosas que inventaram um passado que nunca existiu, O que teria acontecido, este: o pároco idoso, com dois tapas paternos, ele o colocaria para trás três metros além da balaustrada, te lembrando que seu lugar era lá, com a cabeça baixa, com o véu de renda na cabeça e o rosário na mão. em seguida, seus pais e maridos, eles teriam dado a você a dose restante por ter ousado desafiar o último jovem sacerdote da diocese recém consagrada e enviada pelo bispo como pároco assistente.

.

Você entendeu, minhas amadas mulheres devotas, comprometa-se hoje a vestir bispos e padres, mas, acima de tudo, repreender o Romano Pontífice como um colegial travesso toda vez que ele se atrever a abrir a boca e suspirar? Eu tenho que te explicar isso, o que teria acontecido com você se você tivesse ousado criticar o Sumo Pontífice Pio X da maneira como ataca o atual Pontífice em exercício? Teria acontecido que nem mesmo os padres deveriam ter incomodado, porque os fiéis, especialmente mulheres, no domingo seguinte eles nem deixaram você chegar perto do cemitério. Isso aconteceria: eles iriam lembrá-lo de que seu papel na Igreja era varrer o chão, para polir os castiçais, para lavar e engomar as toalhas do altar, certamente não para se tornarem juízes supremos do pontífice reinante, da Conferência Episcopal, de sacerdotes e teólogos. Por que nada disso, nunca teria sido concedido a você nas épocas em que o Santíssimo Missal de São Pio V e os cânones do igualmente santo Concílio de Trento estavam em vigor. Porque quando ambos estavam em vigor, a você, Ó minhas queridas mulheres piedosas liberadas hoje, ele não teria permissão nem para cantar nas igrejas, porque vozes femininas não eram permitidas em coros, naqueles tempos maravilhosos que foram e que vocês estão sonhando tanto hoje. E se as mulheres não tivessem permissão para cantar hinos sagrados em coros, você acha que eles nunca teriam permissão para fazer críticas, acusações e difamações contra bispos, presbíteros e teólogos, sempre nos tempos com que tanto sonastes em que estiveram em vigor o santíssimo Missal de São Pio V e os santíssimos cânones do Concílio de Trento, enquanto Clemens Brentano fazia a Beata Katharina Emmerick choramingar para ver no futuro ... uma estranha missa?

.

Hoje, este exército de pinzochere enlouquece em blogs e grupos de mídia social onde as pulgas são feitas para padres com décadas de ministério pastoral e para teólogos com uma vida consumida por estudos e pesquisas. E entre uma crítica feroz e outra, o elogio pinzochere biascica-rosari com torcedores de lavatório o dogma de Maria corredora, pensar que fazer teologia dogmática é como preparar tagliatelle de Nonna Pina.

.

A tragédia dessas pessoas - porque é uma tragédia - é que nunca tiveram guias e professores. No entanto, presumem ser capazes de enfrentar textos complexos da doutrina e do Magistério da Igreja como autodidatas., falando de dogmas com a mesma facilidade com que o cabeleireiro fala sobre isso e aquilo com a cliente durante o penteado. É assim que os aprendizes de feiticeiros perigosos nascem, característica disso é que eles também conhecem muitos padres, mas, se como fiz com um método científico analítico, vamos investigar em profundidade, falando primeiro com os vários confrades, vamos descobrir como essas pessoas nunca foram capazes de estabelecer um relacionamento sério com um único pastor que cuida de almas, ou com um padre teólogo. E em cada paróquia onde eles estiveram, sempre criaram problemas com rigor, acabando por se confrontar com o pároco e todos os seus colaboradores. Meus confrades, especialmente os padres teológicos, testemunhar como essas mulheres piedosas, sempre e práticas, a certa altura, eles entram em conflito com o padre teólogo. Porque eles não podem deixar de atirar em suas bobagens absurdas, por exemplo, citando passagens inapropriadamente descontextualizadas e mal compreendidas retiradas dos Santos Padres da Igreja, como se, entre os vários assuntos muito complexos, patrologia era uma piada para amadores que se dedicam a passatempo recreativo. Incidentalmente: Há alguns anos., um dos meus treinadores, quem em seu tempo foi meu professor de patrologia, quando ele completou oitenta anos, ele me disse que em meio século de pesquisa ele havia conseguido estudar os Padres da Capadócia do século IV, quais são quatro e vale a pena lembrar: Santo Efrém o Sírio (306-373), São Basílio o Grande (330-379), San Gregorio Nazianzieno (329-390), São Gregório de Nissa (335-394). Isso é contrário à mulher piedosa que, encontrei um livreto devocional amarelado intitulado Recolha dos pensamentos dos Padres da Igreja, começa a disparar disparates depois de ter alcançado a especialização em patrologia ao longo do trecho de estrada que a levou do mercado de Porta Portese ao teclado do computador. Obviamente, sem saber que, apenas para enquadrar a complexa história de São Máximo, o Confessor, no nível histórico e teológico, é preciso estudar por alguns anos qual foi o panorama tão complexo e emaranhado das políticas de Oriente e Ocidente, dos conflitos entre Roma e Bizâncio. É necessário saber de cor os primeiros cinco concílios da Igreja e as respectivas definições dogmáticas dadas e posteriormente integradas ou reafirmadas no Primeiro Concílio de Nicéia., no Primeiro Concílio de Constantinopla, no Conselho de Calcedônia, no II Concílio de Constantinopla. Infelizmente, em vez, a pessoa sem vergonha, isto é, desprovido do mínimo senso comum de vergonha, como Maga Amelia manuseando um manual prodigioso de alquimia, começa a disparar em rajadas ... «Os Padres da Igreja dizem que ... ah, não discuta: os Padres da Igreja assim o dizem, está escrito em preto e branco!». E se você for e explicar a ela que os Padres da Igreja não dizem exatamente o que ela entendeu mal em preto e branco, nesse ponto, a mulher piedosa, ele lhe dirá para estudar a patrologia, assim como ela fez em busca de notícias sobre os padres da Capadócia em meio dia no Wikipedia.

.

Uma vez, para acessar certos documentos, era preciso fazer pesquisas de arquivos ou adquirir livros com coleções publicadas. Hoje, em vez disso, basta ir ao site oficial da Santa Sé e acessar todos os documentos e registros do magistério disponíveis desde o início do século XIX. E assim, toda mulher piedosa e todo aprendiz de feiticeiro logo se tornou um grande pesquisador. Daí nasceu a praga dos aprendizes de feiticeiro copiar coladoras e especialmente de mulheres piedosas copiaincollatrici profissional. Tudo com esses resultados: encíclicas das primeiras décadas do século XIX, sócio-político e estritamente orientado para uma realidade sócio-pastoral da época que não existe mais hoje., completamente separado da história complexa e articulada da Itália e da Europa daqueles tempos, são mal compreendidos, abusou e passou por dogmas de fé como «... eh, Eu sou magistério supremo!». Escusado será dizer que: qualquer teólogo dogmático ou historiador do dogma, em face de tais coisas, se estiver de bom humor ele vai rir, mas, se a piedosa mulher insiste e até chega a lançar a sentença fatídica: «Não conhece os documentos do magistério, então será bom se você estudá-los ", inevitavelmente o teólogo fica louco, sendo tratado como um colegial como um burro por uma pobre mulher demente copiaincollatrice que os textos nem sabem abri-los e lê-los. Nesse ponto, o padre teólogo, ele irá justamente tirar a saudação para a mulher piedosa arrogante, porque o insulto não é um direito e porque receber insultos não é um dever nem um vínculo da caridade cristã.

.

Em seguida, passaremos pelo pobre San Tommaso d'Aquino, que é terrivelmente atraente para aqueles que não o conhecem e que não sabem nem por onde começar a ler um de seus a questão. No entanto, eles pensam que podem usar e abusar dele como se Tomás de Aquino fosse uma embalagem de pílulas homeopáticas com açúcar de cana e hastes de abacaxi secas. Para essas pessoas que estão doentes em parte com ignorância e em parte com fixação, ancorado em um passado que nunca existiu que não deve passar e que considera Santo Tomás de Aquino a ... ponta de lança do chamado e indevidamente denominado tradicionalismo contemporâneo, quem explica isso a ele em quais níveis, o Doutor Angélico, era uma mente, diríamos hoje, profundamente progressivo, ousado e inovador no nível filosófico e teológico especulativo? Se São Tomás de Aquino fosse definido com categorias impróprias, mas em uso hoje, deve ser colocado nas correntes do ultraprogressivismo. Um ponto quel, o bom padre e teólogo, no início ele tentará aceitar tudo como um teste e uma lição salutar de humildade, bem como um desafio pastoral, sentindo-se obrigado a esclarecer ao andarilho, isso é para o aprendiz de feiticeiro, mas acima de tudo para a piedosa mulher, como e porque está errado, como e por que é uma aproximação, como e por que ele não consegue citar corretamente São Tomás de Aquino, como e por que, sendo desprovido de um método especulativo e de base filosófico-teológica, não consegue ler certos documentos do magistério, mas apenas entendê-los mal e enganar quem os escuta mídia social … Mas, se feito com coração pastoral e dedicação teológica, a piedosa mulher não encontra nada melhor a fazer do que dizer a um teólogo especialista que as coisas não são como ele diz, citando em apoio de suas passagens absurdas da doutrina católica que são mal compreendidas e do magistério da Igreja não compreendido, e então concluir - como aconteceu comigo e meus outros irmãos - com um convite para estudar bem certos assuntos, aqui está naquele ponto, não raiva, mas precisamente a caridade cristã mais requintada, requer que a mulher piedosa seja enviada para aquele país, na esperança de que assim possa compreender que insultar não é um direito e que receber insultos não é um dever a que nenhum sacerdote e nenhum teólogo devem se submeter..

.

Qualquer bispo ou autoridade eclesiástica assentada no mundo do irreal que quiseram conhecer as realidades frustrantes e humilhantes que seus padres e teólogos vivenciam no dia a dia, bastaria dedicar um pouco mais aos sacerdotes e um pouco menos aos presos muçulmanos fugidos das prisões tunisinas e acolhidos pela Caritas das nossas dioceses como se fossem verdadeiros refugiados fugidos da fome, de guerras e fome. Quem então quer saber mais sobre este assunto, tudo que ele tem a fazer é ler meu último livro: Aspirina de Islão moderado [veja, Quem].

.

Não apenas aprendizes de feiticeiros e mulheres piedosas perderam a luz da razão, porque tem pior: eles nem querem encontrá-lo novamente e, se alguém tentar fazer com que ele recupere, eles reagem com agressão e insultos naquela saída incontrolável que são mídia social, onde - voltando à piada de Umberto Eco - até o último dos imbecis tem o mesmo direito de falar que um ganhador do Prêmio Nobel. Ou talvez pior, Eu poderia acrescentar, porque um proponente da teoria de que a Terra é plana e não esférica, terá muito mais seguidores e ouvidos Youtube de quantos terão uma aula de física de partículas subatômicas especialmente concebida de uma forma que seja compreensível para o público em geral pelo Prof.. Antonino Zichichi.

.

Aceite a mortificação e exerça a virtude da humildade, no entanto, não significa mortificar inteligência e sabedoria, que são dons da graça do Espírito Santo, sobre o qual nenhuma mulher piedosa está autorizada a limpar os sapatos como em um capacho, porque, nesse caso, seria realmente apropriado dar-lhe imediatamente o tempo que ela sonha e suspira tanto de blog em blog, então dê dois tapas nela, quique três metros sobre a balaustrada com o véu de renda na cabeça e o rosário na mão, após convite peremptório: "Aqui você só pode abrir a boca para responder com a outra metade final da oração: ... Ore por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte, amém!».

.

Começamos como um exemplo da Mariologia, muitos outros eu poderia ter trazido exemplos, começando pelas ciências bíblicas e depois seguindo com os Evangelhos sinópticos, passando pela dogmática e metafísica para continuar com a teologia sacramental, a moral, direito canônico ... todas as especialidades para as quais abundam mídia social especialistas - mas sobretudo especialistas - dispostos a dar aulas não só a nós, padres e teólogos, mas, se necessário, teremos até patentes de ortodoxia pobre, se não for pior do que heresia. Mas vamos nos ater ao exemplo inicial inicial: Mariologia. Se, de fato, quiserem realmente falar seriamente sobre mariologia, comigo pode ser feito a partir de seu arcano de fundação: Καὶ ὁ λόγος σὰρξ ἐγένετο καὶ ἐσκήνωσεν ἐν ἡμῖν (GV 1, 14) Obviamente, a vários especialistas que dizem ter estudado tratados devocionais por muitos anos, É preciso antes de mais nada esclarecer e traduzir que estamos falando sobre o mistério do Verbo que se fez carne., fornecendo para este efeito a tradução literal apropriada de Καὶ ὁ λόγος σὰρξ ἐγένετο καὶ ἐσκήνωσεν ἐν ἡμῖν: "A palavra se fez carne e habitou entre nós".

.

Certain, seria interessante perguntar depois, para tais especialistas, porque o texto do Abençoado Apóstolo João usa o termo grego carne, para indicar carne. Na verdade, este termo indica a fragilidade do homem fraco e mortal, e é realmente impressionante que o Logos, pessoa divina gerada em Deus, faça carne.

.

A partir daqui podemos começar a falar seriamente de Mariologia, certamente não dos tratados devocionais de Montfort, que diante do Prólogo do Evangelho de João realmente deixa o tempo que encontra, com todo o respeito ao santo em questão. Porque a mariologia nada mais é do que um apêndice da cristologia, para o mistério de E a palavra se fez carne, da encarnação da Palavra de Deus. É na encarnação da Palavra que todos os quatro dogmas marianos estão contidos: Maria mãe de Deus, sua virgindade perpétua, sua concepção imaculada, está levando para o céu. Tudo está encerrado no mistério da Palavra, porque, goste ou não para certos fideístas desonestos, a Santíssima Virgem está encerrada no mistério de Cristo Deus, que é gerado, não criado da mesma substância que o Pai, ao passo que, Maria, é uma criatura criada e gerada e, porém preservado do pecado original, não é a quarta pessoa da Santíssima Trindade, se não for o primeiro, como de fato alguns gostariam de deixar passar. Portanto, coloque Cristo Deus e a Santíssima Virgem no mesmo nível, ou insista de forma obsessiva-compulsiva no termo fetiche de corredentora, que sempre criou enormes problemas para a cristologia e o mistério da Palavra de Deus, não fosse o fruto e a expressão de um fideísmo ignorante, seria blasfêmia, seria uma blasfêmia genuína, idolatria pagã. E quem explica isso, para essas pessoas pobres e arrogantes, que a Santíssima Virgem não deu vida a Deus, mas ele deu vida a Deus que se fez homem? Porque muitos não entendem muito bem o conceito básico da Mãe de Deus, daí o que a maternidade divina de Maria realmente é, quem é a mãe de Deus que se fez homem.

.

Com a Mariologia começamos e com a Mariologia chegamos à conclusão, que então é o cerne deste discurso profundamente entristecido feito por um crente, por um padre e um teólogo forçado a experimentar, como muitos outros confrades, a sensação de total impotência em face deste exército de católicos arrogantes e indeterminados. O que pode e deve fazer, em face dessas realidades, o padre e o teólogo? Pode talvez levar o errante ao erro. Como agir, na consciência, mas acima de tudo em conformidade com o nosso ministério sagrado, ciente do terrível aviso dirigido a nós: "A quem muito é dado, muito será exigido; para quem os homens cometeram muito mais, Ele vai pedir mais "? (LC 12, 48).

.

A resposta é dada por Cristo Deus através deste outro aviso: «Qualquer cidade ou vila em que você entrar, faça-se se há digno, e ficar lá até sair. Entrando na casa, saudação. Se a casa for digna, a vossa paz desça sobre ela; mas se não for digna, deixe o seu retorno a paz para você. Quem não vai recebê-lo ou não vai ouvir as suas palavras, sair daquela casa ou cidade e sacudi o pó dos vossos pés. Em verdade vos digo, o dia do juízo a terra de Sodoma e Gomorra deve ser o destino mais tolerável daquela cidade ' (MT 10, 11-15).

.

Este longo artigo meu, para aqueles que simplesmente não entenderam, incluindo um exército de bispos que hoje se preocupam com lisonjas para os migrantes, mostrando pouco interesse no cuidado de seus padres, é a minha resposta dada a todos os confrades que, dia após dia, falam comigo sobre as suas dificuldades cada vez maiores em lidar com um elevado número de fiéis indeterminados e cada vez mais hipercríticos, agressivo e ofensivo, gangrenado no erro e orgulhoso do seu erro.

.

Para um irmão meu de quase setenta anos que vive muitas das situações ilustradas aqui, recentemente eu respondi: "Se bem me lembro, você todos os domingos, no limiar do seu 70º aniversário, você tem que celebrar a Santa Missa em três paróquias, em que até meio século atrás havia um pároco em todas elas, no pós-guerra imediato havia também o pároco e o vice-pároco. Diante dessa situação, você acha que tem tempo a perder com aqueles que não ouvem, não quer ouvir e não aceita nenhuma correção do erro?». E tendo dito isso, continuei dizendo: "Agora, nós, padres, somos verdadeiros oncologistas lutando contra o câncer. Para que a luta seja eficaz, no entanto, os pacientes devem aceitar nossas indicações e tratamentos, que observam as terapias escrupulosamente. Se certos pacientes não nos ouvirem em vez, eles recusam nosso cuidado e até nos dão incompetentes, nesse ponto, temos que sacudir a poeira de nossos pés, de modo a não correr o risco de ter resgate privado, cuidado e salvação, que, por outro lado, estava lá a uma curta distância, confiante e aberto, esperar o padre-oncologista como um extraordinário presente de Deus.

.

Para isso convido meus confrades tristes a seguirem meu exemplo, que com o começo do ano novo terminei todo tipo de relacionamento e relacionamento com aprendizes de feiticeiro, mulheres loucas devotas mascando rosários com o complexo assento da sabedoria e assim. Estou muito ocupado cuidando do Fideles Christi do câncer de decadência e pecado, perder um tempo precioso com aqueles que dizem que o câncer se trata com homeopatia, ou que basta esperar o triunfo iminente do coração imaculado de Maria que, descendo do céu como a Fada Azul, consertará tudo com dois golpes de uma varinha mágica. Felizmente me privando de qualquer relacionamento com essas pessoas, Não tenho agido por falta de caridade, mas precisamente porque ele está ciente do que hoje, guias e professores são mais preciosos do que nunca. Eu não quero lidar com certas pessoas porque Cristo Deus nos admoesta: «Não dê o que é sagrado aos cães e não jogue as suas pérolas na frente dos porcos, para que não os pisem com os pés e depois se virem para te fazer em pedaços " (MT 7, 6).

.

Isto é o que venho respondendo e repetindo a muitos de meus confrades há meses sofrendo com as ações e palavras de aprendizes de feiticeiros e mulheres loucas devotas incorrigíveis: deixe-os em sua loucura. Certain, nossas portas e nossos corações como pastores estão sempre abertos, sem dores e rancores, como o bom pai na parábola do filho pródigo, contanto que essas pessoas concordem em ser corrigidas por seus erros, porque senão seria o típico tempo perdido de falar com surdos. E hoje, nós sacerdotes e nós teólogos, podemos pagar tudo nesta delicada fase histórica, exceto perder tempo com os cegos e surdos.

.

a Ilha de Patmos, 7 Janeiro 2021

.

.

.

APOIE A ILHA DE PATMOS COM A COMPRA DOS LIVROS DE NOSSAS EDIÇÕES, Quem

.

Como ajudar nosso trabalho:

«Você saberá a verdade, ea verdade vos libertará» [GV 8,32],
mas trazer, difundir e defender a verdade não só de
riscos, mas também os custos. Ajude-nos a apoiar esta ilha
com as suas ofertas através do sistema Paypal seguro:

.

ou você pode usar a conta bancária:

a pagar Edições A ilha de Patmos

estavam: TI 74R0503403259000000301118

SWIFT DO CODICE: BAPPIT21D21
neste caso, envie-nos um aviso de e-mail, porque o banco
Ele não fornece o seu e-mail e nós não poderíamos enviar-lhe um
ação de graças [ isoladipatmos@gmail.com ]

.

.

.

.

Acerca de Pai de Ariel

Ariel S. Levi di Gualdo Presbitero e Teologo ( Clique no nome para ler todos os seus artigos )

29 thoughts on "Aprendizes de feiticeiros e mulheres piedosas e fideístas que enlouquecem nas redes sociais? Deixá-los com seu triste destino não é falta de caridade, nada: é uma ordem dada por Jesus Cristo no Evangelho

  1. Pai Ariel Caro, obrigado por este artigo que infelizmente li muito tarde.
    Confesso que, mesmo sabendo de suas críticas ao Caminho Neocatecumenal, Estou surpreso que você mencionou neste caso, sabendo muito bem que tudo pode ser dito sobre o caminho a menos que seja tradicionalista , apaixonado pelo Concílio de Trento e nostálgico dos tempos em que as mulheres eram obrigadas a silenciar. Posso assegurar-lhes que as pessoas que iniciaram a jornada com uma hiper-devoção mariana e uma paixão anômala por videntes e aparições depois de alguns anos concentraram sua atenção em Cristo e nos Evangelhos.. Mas não importa.
    O tema que você denuncia é claro, e eu participando de alguns blogs “pretenso” Católicos eu detecto isso todos os dias. Freqüentemente encontramos quem cita este ou aquele vidente ou estas ou aquelas palavras de um papa distante, mas ele não conhece bem o evangelho ou as cartas dos apóstolos.
    Pelo contrário…cite o evangelho e as cartas (como ela fez em um comentário) parece ser um crime. Muito melhor citar as palavras deste ou daquele vidente , com tal precisão milimétrica que evidentemente o próprio vidente gravou em suporte digital enquanto os ouvia da boca de Nossa Senhora ou de algum anjo.
    Não sei se ele vai ler esse comentário, mas eu gostaria de te fazer uma pergunta : Por que os mesmos sites e blogs e comentaristas que começam e terminam a história do catolicismo com o Concílio de Trento, eles também negam a cobiça e defendem o perigo das vacinas ? Que Cristo nos acerta com Vaccini ? Obrigado

  2. Isso é uma piada ? Os piores católicos que vi são todos modernistas ! Desculpe, mas nos cânones do Concílio de Trento não encontramos os erros que podem ser encontrados no Concílio Vaticano II e em outros lugares, se tais erros tivessem sido encontrados no Concílio de Trento nunca os Sumos Pontífices da época o teriam. ratificado ! Querido abade, mesmo eu, que tenho um grande amor pelo Papa, não posso ser perturbado por suas palavras e ações como sendo os antípodas daqueles que devemos esperar do Papa. Infelizmente, a retificação feita por Dominus Iesu a um dos piores erros do Conselho, é para muitos uma retificação zero ! Por que ? Porque o texto conciliar não foi alterado para ele e então quando lemos Nostra Ætate e assim por diante, As ambigüidades ainda estão lá e até eu duvido que muitos dos bispos de hoje tenham lido o Concílio. Você não pode culpar o “mulheres piedosas” e lamento acreditar que rejeitei em grande parte deles a Santa Missa oferecida em sua forma ordinária., depois de ver todo o abuso litúrgico, a tradução muito ruim, a derrubada dos altares e todos operados por padres ! Você percebe o que os católicos tiveram que passar ? e o pior é que os Bispos guardiães da Liturgia na sua Diocese nunca implementaram correctamente o Concílio e muito menos celebraram correctamente a Santa Missa.. Dizer, onde posso encontrar o OF aplicado corretamente ? Na França existe a Comunidade de São Martinho e…

  3. Bem, então o que fazemos agora com leitores e acólitos de nova autorização pontifícia? 🙂
    No entanto, gostaria de dizer que surge este tipo de personagem que com razão incomoda Dom Ariel e seus irmãos porque ninguém se preocupa em ensinar a sã doutrina e se limita a incitar um ativismo pseudo-social baseado na papinha para os imigrantes e tapinhas nas costas. . e pisca para os valentões, sodomitas e vários sinistores. Enquanto nos chamados institutos de ciências religiosas e nas grotescas universidades pontifícias, costumam dizer bobagens ou heresias autênticas.
    Além disso, não concordo com os ataques em Medjugorje e não diria que a Igreja não aprovou as revelações de Emmerich.: ele simplesmente não os julgou. Eles não são a Palavra de Deus, mas não devem ser jogados fora. Um p. isto é. ele pode nem mesmo venerar um certo santo, mas isso não o impede de ser santo.
    Além disso, Concordo com a condenação dos pseudo-tradicionalistas e para concluir com ironia peço a Dom Ariel: e se essas coisas vão dizer a ela, que eu saiba, para Pellicciari, para Siccardi, para os plinianos variados, para os lefebvrianos…? 🙂 O a Socci? Quando ele vai tentar? 🙂 Io l’ho fatto.

    1. Declarando o seguinte, ela está brincando, verdadeiro?

      “Eu não diria que a Igreja não aprovou as revelações de Emmerich: ele simplesmente não os julgou "

      Porque: ou ela brinca, ou ela fala fora de hora com uma falta quase total de conhecimento sobre o assunto. Portanto, prossigo para atualizá-lo:

      "Os abençoados (Anna Katharina Emmerick, 1774-1824) ele nos deixou apenas três cartas com certeza. Os outros escritos, que são erroneamente atribuídos a ele, têm origens diferentes: as "visões" da Paixão de Cristo foram anotadas, retrabalhado com grande liberdade e sem nenhum controle, do escritor alemão Clemens Brentano (1778-1842) e foram publicados em 1833 com o título: "A amarga paixão de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo". Portanto, as obras em questão não podem ser consideradas escritas ou ditadas por Emmerick e nem mesmo transcrições autênticas de seus depoimentos e narrativas, mas uma obra literária de Brentano e com tais extensões e manipulações que é impossível estabelecer qual é o verdadeiro núcleo que se pode atribuir ao beato.. Conclui-se que os escritos em questão não são o verdadeiro espelho do pensamento e das experiências místicas da freira agostiniana.. As declarações individuais, ambos aqueles que expressam uma religiosidade saudável, e aqueles que apresentam peculiaridades e sentimentos anti-semitas, surgiu da criatividade e imaginação artística de Brentano "

      Cardinale Jose Saraiva Martins
      Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos
      L'Osservatore Romano, edição 7/10/2004.

      a sua pergunta:

      «Para concluir com ironia peço a don Ariel: e se essas coisas vão dizer a ela, que eu saiba, para Pellicciari, para Siccardi, para os plinianos variados, para os lefebvrianos ...? ? O a Socci? Quando ele vai tentar? ? Io l’ho fatto».

      resposta: Eu fiz isso antes dela, muito sério:

      https://isoladipatmos.com/non-e-francesco-antonio-socci-svela-al-mondo-che-il-regnante-pontefice-e-un-papocchio-ariel-s-levi-di-gualdo-replica-con-un-breve-saggio-sul-papato-contemporaneo/

      e de uma forma muito irônica:

      https://isoladipatmos.com/voci-miagolose-del-cinema-erotico-anni-settanta-presunte-eresie-papali-sulla-comunione-ai-divorziati-risposati-la-sabauda-cristina-siccardi-il-vaticanista-andrea-tornielli-alla-gogna-e-altre-va/

  4. Querido don Ariel,
    quando criança fui expulso por um catequista; então escapei de outro porque felizmente o bispo decidiu antecipar a confirmação por alguns meses. Para o meu pároco (não é um grande pregador ou teólogo, mas ele me ensinou muito) Eu ainda gosto disso depois de tantos anos que ele morreu.
    Depois dos catequistas, porém, conheci os leigos “catequistas”, grandes professores que pontificam na TV, quem desconfiou de mim porque (ao contrário de seus panfletos de produção) Eu realmente estudo: genia em si muito pior do que os catequistas, porque mais presunçoso e (à sua maneira) ignorante, mas felizmente ninguém entende, exceto por alguns intelectuais que nada sabem do Cristianismo e os tomam como colegas (talvez eles sejam). Acredite em mim, presunção, a ignorância e o desprezo também se escondem nesses catequistas, e de cima seu absurdo filtram por gerações de padres (precisamente aqueles que irão ensinar em seminários e universidades eclesiásticas), bispos e leigos inseridos nas academias estaduais de acordo com os costumes itálicos..
    apenas hoje, rolando pela impressão, eu achei aquilo, não contente em catequizar papa e bispos, eles também querem ensinar o Islã! https://lanuovabq.it/it/paghiamo-anche-gli-islamologi-il-lauto-ristoro-alla-scuola-di-bologna
    Quem sabe se os imãs os suportarão com paciência como padres católicos.
    d.E.

  5. Obrigado Pai Ariel. Infelizmente, a falta de humildade e o repúdio à competência estão entre os piores tipos de câncer em nossa sociedade. Tudo o que você descreveu agora acontece em todos os campos. Basta pensar nos antivacinistas, convencidos de que entendem tudo sobre epidemiologia após um vídeo tutorial no youtube, que enchem as redes sociais com comentários alucinantes. Agora qualquer “opinião”, por mais falso e infundado, tem o direito de cidadania e é tão válida quanto qualquer outra opinião formulada por especialistas do setor. Se a grande maioria dos especialistas em um determinado campo do conhecimento concorda com uma determinada avaliação, grita o “pensamento único” o al “mainstrem”. Somos vítimas de uma ilusão coletiva, de teorias da conspiração, com base no abandono do princípio da realidade e da racionalidade, o que será muito difícil de erradicar. O mais surpreendente é que, infelizmente, essa atitude irracional parece estar mais presente em porcentagem entre os católicos do que entre a população em geral., e isso deve nos perguntar o que ( e como) foi transmitido aos fiéis nos últimos anos. Receio que as teorias milenares, o pensamento “magia”, também ocorreram após muitas alegadas revelações privadas, cuja difusão foi amplamente subestimada pela Igreja. Agora mencione qualquer um destes “locuções” privado tornou-se a Palavra de Deus tanto quanto o Evangelho. Como vamos sair disso?

    1. Eu concordo com você Cristina . Estou emocionado ao ver que conspirações de todos os tipos se enraízam entre os católicos , e eu sempre me pergunto (como ela) de onde vem tudo isso e o que Jesus Cristo tem a ver com se a vacina é eficaz ou não ou se aquela cura certa é útil. Talvez como você diz e’ o efeito social e psicológico dos vários Medjugories tem sido culpado por muito tempo .

  6. Caro pai. Há também outro fator em minha opinião que você mencionou frequentemente. Eu posso te garantir isso “psicologia feminina”, para simplificar, também está presente em muitos padres que têm problemas mais ou menos evidentes de identidade sexual, e esses padres adoram cercar-se de bizarros devocionistas com os quais podem organizar procissões e rosários de reparação ao Coração de Maria, tanto quanto possível.. O progressivo “svirilizzazione” do clero levou as mulheres a começar a governar nas paróquias. Não é uma acusação contra os padres, Eu simplesmente coleto um fato que você documentou. Encontre um padre varonil hoje, homem, quem sabe ser pai, e quem sabe como colocar “cada um em seu lugar” é um 3-8. Eu falo por experiência pessoal e direta, infelizmente. Pelo contrário, em algumas paróquias parece quase conveniente deixar o comando aos leigos e em particular aos leigos. Esta é frequentemente a situação. Mulheres leigas fazendo de tudo e padres cansados, triste, sonolento, quem para uma vida tranquila deixa tudo correr. Na minha paróquia (dirigido por religiosos) existem até casos opostos. Mulheres leigas que pedem insistentemente aos padres para serem padres. Tomar decisões. Para coordenar a comunidade. Para dar direções. Para não deixar tudo nas mãos de quatro paroquianos. Mas nada a fazer. Espero ter sido claro, mas acho que você pode entender o que estou dizendo.

  7. ilustre padre Ariel
    este artigo nada mais é do que a representação plástica da crise da Igreja Católica e destes “feiticeiros aprendizes e mulheres piedosas ” eles são apenas uma consequência do estado de confusão que reina supremo

  8. Belo artigo Padre Ariel. Isso me faz pensar em um episódio muito curto na noite passada em que fiz um breve discurso em uma mídia social simplesmente afirmando a falsidade dos acontecimentos de Garabandal, conhecendo toda a história, os eventos que aconteceram, marchas extasiadas para a frente e para trás pela aldeia, mesmo no meio da noite… todo o trabalho da Virgem Santa, obviamente.. , As profecias de Conchita revelaram-se falsas, etc.….julgamento negativo da Igreja; em resposta, recebi um aplauso zombeteiro com olhos vermelhos do "presidente do blog" e,com um tom sarcástico, o título "temos um novo teólogo!"Então segue" querida Andrea esta é sua opinião pessoal "… como se para discernir o verdadeiro do falso é necessário ser teólogo, em vez disso, é suficiente estar bem informado sobre os eventos, põe em movimento o pequeno cérebro e se ilumina com os ensinamentos do Evangelho sabendo discernir o verdadeiro do falso, eles seguem os conselhos de padres e teólogos , então o julgamento definitivo da Igreja que deve ser seguido e aceito. Como você bem afirmou, melhor fechar definitivamente com este tipo de mestres teológicos improvisados ​​que continuam a vagar pelo Facebook e YouTube que dão aulas a todos, Leigo, Sacerdoti , Bispos, Cardeais….Assim que você joga o fusível, eles te atacam e mostram sua verdadeira natureza. São tumbas caiadas de branco.
    Deus te abençoe
    Louvado seja Jesus Cristo

  9. Muito obrigado padre Ariel. Eu tenho a grande graça de morar com meus pais, Procuro permanecer fiel à fé dos meus avós com a consistência de uma vida inteira. Respeito ao Santo Padre e toda a ordem sacerdotal, Santo Rosário, Santa Missa. Tenho missal da avó em latim e ao encontrá-lo resolvi seguir a missa no rito antigo, sem nunca descurar a do italiano.. Foi bonito, sabendo latim entendi as leituras e o Evangelho. Para mim, foi uma grande oportunidade de unidade para todos os cristãos. Eu não conto o epílogo porque ainda me dói lembrar. Obrigado por nos convidar ao silêncio orante e nos lembrar do valor absoluto de varrer e lavar o templo do Senhor gratuitamente, considerado uma imensa honra por todas as mulheres da minha família. Obrigado

  10. Mas ele não é um peregrino, pelo contrário, o fato de que existem células de bebês abortados nas vacinas. Lamento, mas o fim nunca justifica os meios. Obrigado pela troca!

  11. Nada a reclamar e o orçamento (MT 7, 6) se encaixa perfeitamente.
    Eu adiciono que o Misericórdia que as fúrias na de Roma só servirão para causar danos incalculáveis .

    Algumas reflexões pessoais:

    Seriam necessários prelados corajosos como aqueles que excomungaram os Templários em 1312, cientes de seu poder e responsáveis ​​por suas ações e não subservientes à opinião pública e aos meios de comunicação.

    Hoje os hereges vivem em paz e os santos são excomungados.

    O ex-Theodore McCarrick permaneceu cardeal por anos com o risco (talvez remoto) tornar-se papa antes de ser desmascarado e deposto, embora com relutância, deixando de fora, porém, os infectados com sua doença que em décadas de atividade sabe-se lá quantos serão.

  12. Alguns sites na internet também estão mudando de aparência de forma negativa. Alguns anos atrás, eu ainda conseguia ler e falar sobre ” igreja e conselho postal” Agora se tornou um covil de sectários. Mic está irreconhecível! O que você acha disso? Obrigado

    1. Eu também tive a mesma experiência. Até alguns anos atrás, eu li e acompanhei blogs de vaticanistas com grande interesse “contracorrente”, Sites de informação católica, professores de história “contra-revolucionários” e medievalistas. Certamente não estamos falando sobre associações pró-vida. Então eu acordei, também graças aos flagrantes boatos e às piscadelas irritantes de várias teorias da conspiração sobre covid e companhia que correram nesses sites. Lamento, também porque algumas dessas pessoas eram muito boas e (aparentemente) preparado em seu campo, mas com certas posições eles fazem mais mal do que bem para a evangelização.
      dizer, eles conseguiram me deixar tal decepção que agora me tornei um defensor ferrenho da necessidade de políticas sérias para contrastar notícias falsas e teorias da conspiração, mesmo se perdermos algum “censura” demais.

  13. Ser silencioso, ele p. Ariel mais do que oportunamente nos chama, leigos, para um dever tão sacrossanto quanto não falado: observância, a benevolência e em certos assuntos a obediência zelosa devida aos padres. Por mais limitados que sejam ou humanamente decepcionantes, às vezes, é por meio deles que temos os sacramentos e a pregação do Evangelho. O cuidado das almas pertence aos sacerdotes em comunhão com os bispos sucessores dos apóstolos, certamente não para catequistas / animadores / líderes escoteiros e leigos mais ou menos sensacionais. Em vez disso, parece ter voltado aos excessos de certos movimentos heréticos do final da Idade Média.

  14. Há também outro grupo de fiéis, também composta de uma clara prevalência feminina, que evita a dogmática e a teologia em geral, mas reivindica o direito / dever de reinterpretar a moralidade à luz do "pastoralismo" de CVII.
    Exemplos são encontrados aglomerados em torno de padres progressistas, ansioso para ouvir homilias repletas de bons sentimentos, "Misericórdia" e altruísmo da moda. Uma figura de tal equipe é o renascimento do ensino evangélico à luz da renovação impressa por CVII e acelerada pelo atual pontificado, toda fofoca e reformismo.
    Verão passado, durante um feriado em Cesenatico, Eu absorvi as amenidades desses padres fiéis e pastoralmente atualizados. Livre do trabalho, Eu participei do S. Missa todos os dias e, embora eu não seja um estudioso da Bíblia, Tenho notado maus tratos reais e adequados à Palavra de Deus com o objetivo de ajustá-la ao novo curso; forçando e distorcendo a mensagem do Evangelho que teria sido evidente até mesmo para um ateu com capacidade mínima de entender o texto.
    Também encontrei atualizações semelhantes em outras cidades: inovações completas que eu definiria em tempo real e em conformidade com a Covid, até você atingir os altos níveis de ironia desanimadora de "trocar um olhar de paz": uma exortação que encoraja os participantes a olharem uns para os outros complacentemente, piscadelas e sorrisos mascarados, em conformidade com o metro de distância socialmente permitido.
    reverendo padre, Eu pergunto a ela como podemos nos defender de tais distorções que são galopantes em nosso…

  15. Minha avó, que foi criado no estilo pré-conciliar, ele tinha respeito e veneração pelos padres, mesmo com aqueles desprezados que tinham defeitos neles. Lembrança de um padre castigado e expulso de várias paróquias “importante” e espancado para rezar missa nas remotas aldeias nas montanhas. Minha avó foi mal tratada, mas ela não desistiu: ele preparou a igreja, acolheu o padre, ele preparou algo para comer e foi chamar e “incomodar” as pessoas trancadas em suas casas para participar da missa. Certamente foi um pé no saco, mas não foi excelente. Ela sabia mais do que as mencionadas muitas mulheres piedosas. Ele orou muito, ele também leu, embora ele não pudesse ter estudado além da quinta série, pois veio de uma família de camponeses. No entanto, ele manteve uma atitude de humildade. Este é um problema do nosso tempo que eu também, como um professor, Eu tive que enfrentar. Em vez de gastar dinheiro, tempo e esforço para estudar para se formar, cursos de especialização e assim por diante, teria sido o suficiente para mim ser instruído pelos meus pais.

  16. Belo Artigo Padre Ariel, Obrigado. Leia cuidadosamente, mas vou ter que ler de novo com calma.
    Claro quando ele age “… É o que temos estudado por toda a vida, depois de serem discípulos de mestres que nos transmitiram não apenas uma formação, mas acima de tudo um método de estudo ..” faz pensar muito quando tem padres (Não quero citar nomes, mas essas são figuras muito expostas na TV) que eles certamente estudaram, mas eles transmitem uma mensagem que está longe de estar de acordo com os insights que ela faz, Pai caro Ariel.
    Nós fiéis não permanecemos , como em qualquer família, ver o copo meio cheio em cada um e avançar com espírito de comunhão fraterna na Igreja.

  17. De aplausos. Eu ri e chorei junto. Não é necessário chegar ao Concílio de Trento; meu antigo pároco não teria permitido que ninguém cruzasse a balaustrada e fizesse ” o pronto”.
    Mesmo que fosse agosto e estivéssemos morrendo de calor, meias e mangas compridas.
    Obrigado Pai Ariel

  18. Geralmente e fora do tema de hoje, Eu lembro você querido p. Ariel que se “o insulto não é um direito e receber insultos não é um dever nem um vínculo da caridade cristã”…também se aplica a ela .. embora seja uma presbítero culto .. teóloga refinada .. etc.. etc..

    A essa altura, suas longas e cultas "homilias" cada vez mais autocombrantes e opinativas estão cheias de insultos e chegamos ao final da leitura lembrando-nos de praticamente apenas.
    Que pena ... porque ela é muito inteligente, brilhante e muito preparado; qualidades com as quais ele certamente atraiu seu público de admiradores, incluindo eu.
    Entre essas qualidades, evidentemente, não há humildade nem caridade (seria muito) mas há algum tempo realmente tem ido mais longe…

    Lembro do refinado com saudade,brilhante, artigos contundentes e pungentes ( que com prazer espalho) através do qual eu a conheci 2/3 anos atrás.
    Leituras que enriquecem por deixar ensinamentos e prazer através de seu pensamento…agora, permanece uma sensação amarga de agressão longe daquelas leituras antigas.
    Deus te abençoe.
    Louvado seja Jesus Cristo
    Silvy

    1. Ela evidentemente nunca teve nada a ver com isso, tanto como confessor quanto como diretor espiritual, com padres com dez anos em um ano apenas por certos fiéis incontroláveis, sem mancha e sem pecado.

      Você sabe por que os confessionários estão vazios? Porque mais e mais são os “Católico” convencidos de que os únicos a pecar são os bispos e padres, dos quais assuntos como ela ascendem a juízes supremos e batedores.

      Talvez você nunca tenha tido nada a ver com padres de 60 anos, com trinta anos e mais de ministério dedicado atrás dele, chorando diante do bispo a quem declararam desconsolados por não saberem mais manejar os catequistas, “animadores” vários padres paroquiais e mulheres piedosas que se sentiam papas, imperatrizes e rainhas.
      Porque meu artigo é sobre isso.

      Já que ele me faz uma acusação muito séria, ou seja, o de "publicar homilias autocomemorativas cheias de insultos", você tem o dever moral de fornecer uma lista completa e detalhada desses insultos atribuídos a mim em seu infeliz comentário público.

      Liste todos eles, do primeiro ao último.

      Se não for capaz de listá-los, porque na verdade eu não insulto ninguém, então pare de falar inadequadamente e, em vez disso, tente aplicar a santa admoestação do Abençoado Apóstolo Paulo:

      "Eu não permito que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o homem; em vez disso, estar em silêncio " [O Tm 2, 12]

      "Como em todas as igrejas dos santos, mulheres estejam caladas nas igrejas, porque eles não estão autorizados a falar; mas deve ser subordinada, como também ordena a lei. Se você quer aprender algo, eles pedem que seus maridos em casa, é impróprio para uma mulher falar na igreja " [I Coríntios 14, 34-35].

      E agora você pode culpar o ser insultuoso do Abençoado Apóstolo Paulo, enquanto espero que envie a lista de insultos que, em sua opinião, eu teria dirigido nas minhas "homilias insultuosas que celebram a mim mesmo"

      1. Confesso que não li o artigo todo. Infelizmente estou sem prática, Eu não posso seguir argumentos que continuam, mesmo que os exemplos propostos sejam bastante “gostoso”. Mas como nesta resposta você fornece um resumo conciso:
        “Talvez você nunca tenha tido nada a ver com padres de 60 anos, com trinta anos e mais de ministério dedicado atrás dele, chorando diante do bispo a quem declararam desconsolados por não saberem mais manejar os catequistas, "Animadores" paroquiais e várias mulheres piedosas que se sentiam papas, imperatrizes e rainhas.
        Porque meu artigo é sobre isso.”
        Eu me permito uma observação tímida. Tendo nascido em meados do século passado, Conheci a Igreja pré-conciliar ainda criança, quando as paróquias ainda não eram comunidades de fiéis. A catequese chamava-se Doutrina e era ministrada pelo pároco ou capelão., que evidentemente teve tempo para fazê-lo, não ter que gerenciar uma infinidade de reuniões, reuniões, atividades pastorais de vários tipos. Nem tudo foi lindo: os sermões eram chatos , repetitivo, eles falaram de madonas e do inferno e dos pecados mortais….. Eu não acho que entendi muito da Doutrina, Eu tinha nove anos e gostei especialmente do fato de que foi uma festa legal só para mim….. no entanto, creio que a pouca fé que conservo zelosamente provém daquela sementinha lançada a seu tempo pelas palavras de D. Armando Berna e do seu capelão D. Giuseppe.

    2. Sig.ra Silvy,

      ela é capaz de entender o sofrimento, as decepções e traições vividas por nós, padres, por causa de não poucos fiéis, depois de anos e anos de ministério, na mesma medida que um rinoceronte pode se mover sem danos em uma fábrica de cristal, exceto para sentir e, portanto, apresentar-se como uma libélula.

      1. Caro p. Ariel, você realmente se superou quando escreveu aquele S. Tomás de Aquino seria agora classificado nas fileiras de “ultra-progressisisti”, praticamente na companhia de vários cartões. Kasper, Danneels, Martini… Já ouvi muitas bobagens na minha vida, mas esta vence todas com grande distanciamento!

        1. Você não conhece Santo Tomás de Aquino e é menos capaz do que nunca de colocá-lo em seu contexto histórico-filosófico-teológico do século XIII.. Isso é demonstrado pelo fato de que, como todos os burros profissionais, ela não encontra nada melhor para fazer do que chamar o Aquino de tolo que o conhece bem.

Os comentários estão fechados