O Arcebispo Vincenzo Paglia não é simplesmente o “irmão idiota” de Dom Abbondio, mas a prostituta da Babilônia ajoelhada diante do Príncipe deste mundo

L’ARCIVESCOVO VINCENZO PAGLIA NON È SEMPLICEMENTE IL FRATELLO IDIOTA DI DON ABBONDIO MA LA MERETRICE DI BABILONIA GENUFLESSA DINANZI AL PRINCIPE DI QUESTO MONDO

 

«La prima condizione per la fine della eclissi dei valori tradizionali e per l’uscita del Cattolicesimo dalla sua crisi è che la Chiesa riprenda la sua funzione, che non è conformarsi al mondo, ma contrastarlo» (Augusto Del Noce, 1971)

- Realidade -

.

.

artigo em formato de impressão PDF

 

.

.

le testuali parole di S.E. Mons. Vicente Paglia, clique na imagem para abrir o vídeo

Dell’Arcivescovo Vincenzo Paglia mi sono già occupato epitetandolo fratello idiota di Don Abbondio, oggi merita il titolo di meretrice di Babilonia genuflessa al Príncipe deste mundo [cf.. GV 14, 30]

.

«Sulla fronte aveva scritto un nome misterioso: “Babilonia la grande, madre delle prostitute e degli abomini della terra”» [Ap 17, 5].

.

Le dichiarazioni fatte da questo idiota nel senso etimologico del termine ― dal greco ἰδιώτης (idiòtes) che significa “uomo privato” e indica la persona incompetente, inesperta e inetta ― sono di una gravità senza precedenti, ainda mais por cobrir o papel muito delicado de Presidente da Pontifícia Academia para a Vida. Recentemente participando do programa O telhado quente sobre o sinistro e politicamente correto Rai Tre ampliou a lei 194 a 1978 sobre o aborto legalizado, declarando: «Acho que agora a Lei 194 é um pilar da nossa vida social". Depois de subir para 40 segundos nos espelhos, à pergunta seca do entrevistador que o pressionou: «Você diz que a Lei não está em questão 194?». O idiota respondeu: «Em nenhum, absolutamente... absolutamente!».

.

Palavras em si nem sequer comentáveis dinanzi alle quali torna alla mente una frase del filosofo Augusto Del Noce che dipinse la nostra situazione attuale scrivendo queste parole profetiche quattro decenni fa:

.

«La prima condizione per la fine della eclissi dei valori tradizionali e per l’uscita del Cattolicesimo dalla sua crisi è che la Chiesa riprenda la sua funzione, che non è conformarsi al mondo, ma contrastarlo» [Pôr do sol ou eclipse dos valores tradicionais? Editora Rusconi, Primeira edição. 1971]

.

Pode um bispo agradar ao mundo com lisonja semelhante, em vez de se opor àqueles que proclamam o aborto como "sacrossanto direito" e "grande conquista social"? A un vescovo legittimo successore degli Apostoli e membro del Sacro Collegio Apostolico va tributato rispetto, O tempo todo, independentemente de suas fraquezas, fragilità e mancanze di meriti oggettivi che possono fare di lui un personaggio anche al di sotto della mediocrità. Como confessor e diretor espiritual de numerosos sacerdotes, ouvi muitas vezes as queixas de vários confrades que me explicaram como seu bispo era um idiota emérito. E eles estavam certos, porque tal foi nos desastrosos fatos concretos. E a tutti loro ho sempre risposto:

.

«… e a questo emerito idiota devi filiale rispetto e devota obbedienza, sempre e independentemente. Pertanto cerca di vivere la oggettiva idiozia del tuo vescovo come una prova di fede. Puoi non stimarlo, perché la stima non gli è dovuta, se la vuole quella deve guadagnarsela. Ma il rispetto e l’obbedienza sì, gli è sempre dovuta e non può essere in alcun modo cancellata dai suoi demeriti di cui al momento opportuno dovrà rispondere a Dio come sta scritto: “A chiunque fu dato molto, muito será pedido; para quem os homens cometeram muito mais, sarà richiesto molto di più”» [LC 12, 48].

.

Da una parte raccolgo le lamentele dei preti verso i loro vescovi, dall’altra quelle di diversi vescovi che non ce la fanno più con certi preti. E hanno ragione gli uni e gli altri. Ormai da anni, a preti che si lamentavano dei loro vescovi non particolarmente amabili, paterni o dottrinalmente brillanti replico: «Tra non molto tempo tu e i tuoi confratelli rimpiangerete il vostro vescovo con le lacrime agli occhi». Frase ripetuta a decine di preti a partire dal 2017, quando os mais altos líderes da Igreja Católica cruzaram o limiar do não-retorno, celebrando a 500 anos da pseudo-reforma de Martinho Lutero, que não era de forma alguma um "reformista", como ele pintou La Civiltà Cattolica, nem um assunto sobre o qual se possa dizer: “Acredito que as intenções de Martinho Lutero não estavam erradas. Ele era um reformador". Por quê então o Sumo Pontífice Francisco definiu em um discurso improvisado em um avião de alta altitude, este heresiarca diabólico que deu origem a um cisma dramático, certamente não é uma reforma. Isso foi feito pelo Concílio de Trento, não Lutero. Hoje, os mesmos sacerdotes, eles escrevem para mim, eles me chamam ou cara a cara eles me dizem: "Você estava certo, se eu pudesse ter o bispo anterior de quem tanto reclamei, não beijaria sua mão, mas seus pés!».

.

Eu estendo um véu misericordioso sobre os critérios de seleção de nossos novos bispos neste augusto pontificado, todos com o pobre e o migrante nos lábios, tanto che dopo averne udito uno si sono udite tutte le omelie episcopali pronunciate da nord a sud, da est a ovest dai vescovi italiani.

.

Que os nossos não são tempos de “águias douradas” é claro para qualquer um que tenha a menor luz da razão. Por isso vale a pena delinear a diferença entre um bispo idiota a quem sempre se deve o respeito filial e a devota obediência., de um bispo reduzido a uma prostituta da Babilônia ajoelhada aos joelhos do príncipe deste mundo. O arcebispo Vincenzo Paglia deve receber publicamente todo aquele santo desprezo que qualquer crente é obrigado a derramar sobre o que é mau e que, como tal, constitui um pecado grave, no caso específico o crime de aborto, regulamentado em nosso país por uma lei que não é de forma alguma um "pilar de nossa vida social", mas o pior dos crimes legalizados perpetrados contra a vida. É por isso que não devemos prestar respeito filial e obediência devota ao Arcebispo Vincenzo Paglia, porque, abusando da pior maneira do episcopado, ele expressou conceitos que contradizem a estrutura de nossa moral e nossa ética, que repousam sobre os pilares do depósito da fé católica. Ele continua sendo um bispo legítimo com um importante e delicado ofício eclesiástico, isso está fora de questão. Mas, se é Potestas que envolve antes de tudo a guarda suprema da doutrina da fé, ela a exerce para negar sacrílegamente os fundamentos da moral e da ética católicas., nesse caso não deve ser nem ouvido, nem obedecido nem seguido e muito menos respeitado, mas fez o objeto do santo desprezo cristão.

.

Vincenzo Paglia é uma vergonha do episcopado pertencente a essa categoria nefasta de pessoas para quem as Sagradas Escrituras trovejam:

.

«Conheço as tuas obras: você não é frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente!! Mas porque és morno, nem és frio nem quente, Eu vou vomitar-te da minha boca " [Ap 3, 15-16].

.

Junto com Vincenzo Paglia todas as ambiguidades e duplicidades deste pontificado são também susceptíveis de serem vomitadas da boca do Todo-Poderoso, a que vai o grave e objectivo demérito de ter incluído sujeitos imorais e claramente heterodoxos em todas as posições-chave mais delicadas, correndo o risco de "[...] entrar na história como uma busca excêntrica do novo e do sensacional como substituto da busca de sentido, que acabou produzindo uma confusão doutrinal e pastoral que nunca ocorreu antes na história da Igreja ".

.

As últimas palavras com o qual abro o meu livro dedicado à memória do Cardeal Carlo Caffarra que será distribuído no início de setembro e que convido a ler, só para te levantar um pouco, ganhar confiança no fato de que nem tudo está perdido e poder experimentar em primeira mão que no meio de tantos coelhos de carreira temerosos que estão desconstruindo os próprios fundamentos da doutrina católica, há sempre também leões que aspiram a conquistar o prêmio da vida eterna como sua única ambição de carreira. Leoni que é bom não ir incomodar com a palavra de reprovação clerical irada, porque eles mordem e rasgam, come si deve e come si conviene ai Leoni di Dio posti a custodia della dottrina della fede e della salute delle anime dei Fideles Christi a noi affidate dal Redentore.

 

Da ilha de Patmos, 28 agosto 2022

.

.

.

_________________

Queridos leitores,

por favor leia este artigo [OMS vedere] e ser o mais sensível e atencioso possível

Obrigado

.

.

.

______________________

Queridos leitores,
esta revista exige custos de gestão que sempre enfrentamos apenas com suas ofertas gratuitas. Aqueles que desejam apoiar nosso trabalho apostólico podem nos enviar sua contribuição pela maneira conveniente e segura PayPal clicando abaixo:

Ou se preferir, você pode usar o nosso
conta bancária em nome do:
Edições A ilha de Patmos

Agência n. 59 De Roma
IBAN:
IT74R0503403259000000301118
Para transferências bancárias internacionais:
Código SWIFT:
BAPPIT21D21

Se você fizer uma transferência bancária, envie um e-mail para a redação, o banco não fornece seu e-mail e não poderemos enviar uma mensagem de agradecimento:
isoladipatmos@gmail.com

Agradecemos o apoio que deseja oferecer ao nosso serviço apostólico.

Os Padres da Ilha de Patmos

.

.

.

2 respostas
  1. Antonello
    Antonello diz:

    A atitude e as intervenções de Mons.. Paglia sono fuori luogo e a tratti scandalosi (come questo sulla 194) e não de hoje. Concordo su quanto affermato in questo articolo sul monsignore in questione, aggiungendo che un simile giudizio tranciante andrebbe esteso anche a chi ha la responsabilità di averlo messo lì dov’è.
    Sposo in toto anche la definizione di Lutero quale “diabolico eresiarca”.
    Una battuta su Del Noce: bisogna intendersi su quale significato attribuisse alla parola “mondo”. Se lo intendeva in senso giovanneo, cioè come struttura di peccato, allora è vero che la chiesa deve contrastarlo. Se lo intendiamo invece come realtà in cui viviamo e quindi come umanità collocata in un tempo e in uno spazio, allora sarebbe più corretto dire che la Chiesa deve convertire il mondo (o almeno provarci).
    Afinal, per quanto riguarda i Leoni di Dio, mi fa piacere sapere che ce ne sono ancora, perchè purtroppo io al momento non riesco a scorgerne quasi nessuno…

    • Pai de Ariel
      Pai de Ariel diz:

      Caro Antonello,

      Augusto Del Noce si riferiva al concetto dimondo immondo”, non ricordo in quale passo della sua opera, perché purtroppo non ricordo e dovrei fare una ricerca, fece riferimento alla Chiesa come elemento del mondo immondo. Quindi è evidente si riferisse al concetto giovanneo (GV 15, 18-21).

Comentários estão fechados.