domingo de Ramos: que a obediência tão difícil de trazer para casa a muitos leigos católicos

O dell'omiletica ângulo dos Padres da ilha de Patmos

dOMINGO DE RAMOS: que a obediência Tão difícil de entender muito longe para muitos leigos católicos

.

Apenas neste momento de emergência médica precisamos ser salvos por Ele; neste momento de medo é necessário entregar nossas vidas ao Senhor para nos manter seguros; neste tempo de crise e instabilidade, devemos seguir os Pastores da Igreja, sobrecarregados com limites indubitáveis, falhas e pecados, a humildade redescobrir e mansidão e evitar o uso de Deus para os nossos propósitos e nos descobrir desobedientes.

.

Autor
Ivano Liguori, ofm. Capp.

.

.

PDF artigo formato de impressão
.

.

.

Onde a caridade e amor, Deus está lá

Com o Domingo de Ramos começamos a grande semana, semana, que é chamado de santo, porque cada um de nós será colocado antes de o Santo de Deus, the Living, para que tira o pecado do mundo. Por esta razão, na graça desta semana, Eu quero encorajar fortemente cada um de vocês para fazer dois gestos: O primeiro é chamado para fortalecer a fé ea segunda humildade.

.

O primeiro gesto Aprendemos com as multidões de fiéis em Jerusalém que a visão de Jesus exclamar «Osanna» e depois se espalhou suas capas na sua esteira. Osanna, é o grito de fé que encontra no Senhor Jesus, o Salvador poderoso, o muito aguardado pelas nações. O acto de desenho do manto, em vez, meios para dar ao Senhor tudo o que temos de mais caro, meios para dar vida plena a Ele em tempos bons e ruins.

.

proclamando «Osanna» e endireitar o manto, Ele me que lembra apenas através do dom total da minha vida ao Senhor que eu posso atender a salvação. Não basta pedir ao Senhor para a libertação do mal e do pecado se eu segurar minha vida para mim egoisticamente, se eu não deixar Deus livre para agir dentro das dobras da minha vida, mesmo o mais obscuro e envergonhando. Jesus é cheia de vida do Salvador, não apenas algumas partes marginais do que.

.

A segunda atitude aprendemos do próprio Jesus, que escolhe para entrar na passeios a cidade santa num burro. A entrada de Jesus em Jerusalém ocorre não no estilo dos conquistadores do mundo antigo, mas no estilo servo obediente humilde, aquele que veio para fazer a vontade do Pai e não para impor a sua. É através deste humildade e pequenez que Cristo vai colocar a serviço dos apóstolos na lavagem dos pés, que culminará com o dom da vida na cruz. Jesus com este gesto se tornar mestre de mansidão, nos mostra como a salvação de Deus não é imposta pela força, mas com a determinação de mansidão.

.

Se é o nosso desejo de viver bem a Semana Santa e chegar a Páscoa renovada, cantamos com alegria o Hosana da vitória e entregar nossas vidas a Jesus, e esta entrega aprendemos humildade.

.

Apenas neste momento de emergência médica precisamos ser salvos por Ele; neste momento de medo é necessário entregar nossas vidas ao Senhor para nos manter seguros; neste tempo de crise e instabilidade, devemos seguir os Pastores da Igreja, sobrecarregados com limites indubitáveis, falhas e pecados, a humildade redescobrir e mansidão e evitar o uso de Deus para os nossos propósitos e nos descobrir desobedientes.

.

Laconi, 5 Abril 2020

.

.

.

.

Para se manter o mais próximo possível aos fiéis neste tempo de crise e de emergência, a equipe editorial da ilha de Patmos leitores informa que o nosso autor Padre Ivano LIGUORI, Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, Cuidados no Facebook o título 'A PALAVRA DE REDE ", oferta de três vezes por semana meditações. Você pode acessar a página editada de nossa clicando Pai no logo abaixo:

.

.

Visite nossa página de loja Quem. Apoiar nossas edições comprar nossos livros

.

«Você saberá a verdade, ea verdade vos libertará» [GV 8,32],
mas trazer, difundir e defender a verdade não só de
riscos, mas também os custos. Ajude-nos a apoiar esta ilha
com as suas ofertas através do sistema Paypal seguro:
 









 

ou você pode usar a conta bancária:

a pagar a Editions A ilha de Patmos

IBAN TI 74R0503403259000000301118
neste caso, envie-nos um aviso de e-mail, porque o banco
Ele não fornece o seu e-mail e nós não poderíamos enviar-lhe um
ação de graças [ isoladipatmos@gmail.com ]

 

.

.

 

.

.

.

.

Acerca de pai Ivano

Ivano Liguori Dell'Ordine dei Frati Minori Cappuccini Presbitero e Teologo ( Clique no nome para ler todos os seus artigos )

7 thoughts on "domingo de Ramos: que a obediência tão difícil de trazer para casa a muitos leigos católicos

  1. Non vedo assalti alle chiese in disobbedienza ai divieti; certamente personalmente sono deluso. D’altra parte da gente che comunica i concubini nonostante il divieto formale del Catechismo tuttora in vigore e non modificato da nessuno, non ci si può aspettare molto. Liberi di non celebrare per i fedeli a Pasqua, liberi altri di tagliare le offerte e di non considerarli.

    1. Come disse Nostro Signore: “Se l’amministrazione dei sacramenti esercitata dal clero da me istituito vi delude, votate col portafogli.

  2. Se obbedire significa rimettersi alla guida dei pastori, i quali noi crediamo conoscano la volontà di Dio e ad essa si conformino, allora dobbiamo accettare tutti che sia volontà di Dio quella di privare, in questo momento epocale, il suo popolo della partecipazione alla Santa Messa e del conforto del Sacramento dell’Eucaristia.
    È corretto desumere questo?
    La ringrazio in anticipo per il tempo che eventualmente vorrà gentilmente dedicarmi, rispondendo a questa mia domanda.

      1. Sia fatta la volontà di Dio, então!
        E preghiamo che i pastori sappiano custodire il gregge in questo misterioso tempo che il Signore chiede di trascorrere all’addiaccio.

  3. Non tutti per fortuna. Io sto cominciando ad apprezzare Francesco Moraglia, attuale patriarca di Venezia . Giunto in Diocesi dopo Angelo Scola, personalità impositiva e di grande energia, sembrava la tipica persona modesta e di scarsa rilevanza. Ora che sto seguendo, sulla rete locale che le trasmette in diretta, le Messe da lui celebrate da quando è iniziata l’epidemia, apprezzo grandemente la pienezza della sua celebrazione. um “estilo” asciutto e impeccabile, nessun spazio alla creatività e omelie intense, che colpiscono il segno e il senso della parola evangelica . In questi tempi difficili ha parole di grande forza e speranza, pelo contrário, di Speranza, quella con la S maiuscola, che si fonda sulla Fede e si manifesta nella Carità. Quelle parole che vorremmo sentire pronunciate in una piazza diversa da quella di San Marco. Ma tant’è, è nella tempesta che si riconosce il buon capitano. E il fatto che Moraglia, da Roma, non abbia ricevuto, até agora , nessun grande riconoscimento, forse è parecchio significativo. Ora attendo con ansia la sera di Giovedi Santo, per la celebrazione della Missa in Cena Domini.
    -se corações!

  4. Noi seguiamo i pastori , ma i pastori a loro volta devono davvero seguire Nostro Signore Gesu’. Invece oggi noi fedeli abbiamo uno spettacolo desolante dalla gerarchia cattolica:ci sembra che i pastori seguano piu’le loro paure e il loro desiderio di vivere a qualsiasi visto piuttosto che Gesu’. Non d’un bello spettacolo.
    Noi fedeli obbediamo, na quando questa emergenza ci ricorderemo di come si sono comportati i pastori.

Os comentários estão fechados