Aquela mediocridade superficial e indolência morna que nos impedem de chegar à estrada, para a verdade e vida

O dell'omiletica ângulo dos Padres da ilha de Patmos

QUE SUPERFÍCIE A MEDIOCRIDADE E A LENÇOL INDOLENTE QUE NOS IMPEDE DE FICAR NO CAMINHO, VERDADE E VIDA

.

Precisamos muito ele vê homens que estão na brecha como defensores de um povo agora incapaz de encontrar Deus, perdido como um menino órfão. A atual emergência sanitária desenterrou as misérias humanas mais ocultas, mesmo aquelas misérias do povo cristão e de seus ministros esquecem o único relacionamento vivificante com Cristo em favor de relacionamentos virtuais e soluções alternativas não sem propósitos nobres.

.

Autor
Ivano Liguori, ofm. Capp.

.

.

PDF artigo formato de impressão

.

.

O Evangelho de São João: 14, 6

domingo passado Jesus se apresenta para nós como a porta das ovelhas e do bom pastor, como aquele que é o guia certo para alcançar a vida verdadeira [ver homilia anterior, Quem]. Nesta época da Páscoa, marcada pela irritante pandemia de Covid-19, a vida só pode desejar a verdade, sem capitular ao fatalismo mentiroso do mundo, para que adquira mais sensibilidade e valor, mesmo na enfermidade [Liturgia da Palavra deste quinto domingo de Páscoa, Quem]. Essa alta expectativa da existência terrena só pode se tornar realidade em colaboração com a graça, reafirmando a escolha radical do Ressuscitado: nele a pedra angular de toda vida cresce de maneira ordenada, bem organizada e conectada, para se edificar como um lugar santo habitado pelo Espírito de Deus [CF. Se o 2,21; 4,16].

.

E dentro da igreja, noiva ressuscitada, o Espírito Santo nunca cessa de fazer parecer firme a pergunta do Salmo 34 que constitui um dos pilares de toda renovação interior e de toda ação profissional:

.

"Há alguém que quer a vida e anseia por dias para provar o bem?» [CF. Vontade 34, 13].

.

Vamos nos perguntar realmente, ainda há alguém que quer viver plenamente ou você quer se contentar apenas com a mediocridade superficial e a indiferente indiferença? Nossas comunidades cristãs ainda são capazes de responder ao convite de Deus ao profeta:

.

«Eu procurei entre eles um homem que construiu um muro e ficou na brecha na minha frente, para defender o país para que eu não o devastasse, mas eu não encontrei» [CF. esta 22,30].

.

Precisamos muito ele vê homens que estão na brecha como defensores de um povo agora incapaz de encontrar Deus, perdido como um menino órfão. A atual emergência sanitária desenterrou as misérias humanas mais ocultas, mesmo aquelas misérias do povo cristão e de seus ministros esquecem o único relacionamento vivificante com Cristo em favor de relacionamentos virtuais e soluções alternativas não sem propósitos nobres.

.

Em nossa hipocrisia, que às vezes é colorido com descrença e às vezes com intolerância, esquecemos que fomos criados exclusivamente para conhecer, amar e desfrutar de Deus. A vida do homem na terra, até o mais pecador e distante, não serve a nenhum outro propósito senão expressar essa consciência: Deus me ama e eu o amo. E a medida desse amor é a gloriosa Cruz do Ressuscitado que nunca brilha assim neste tempo de tribulação ao mundo como frequentemente único.

.

Deus está procurando amantes, de homens que querem viver sem descontos, sem álibi, sem compromisso, sem interferência com o mundo. Deus se faz - através da humanidade de seu Filho - um mendigo de amor, para que o homem encontre nele a riqueza da vida. Nesta busca por amor e nova vida, é urgente remover o eu pessoal e enxertar o ego de Cristo.:

.

"Eu sou o caminho, a verdade ea vida. Ninguém vem ao Pai, exceto através de mim " [CF. GV 14,6].

.

Os três predicados que encontramos neste versículo do Evangelho são introduzidos pela solene fórmula divina doI eimi, do eu sou, fórmula que não deixa possibilidade de apelo e mal-entendidos, mas sela a essencialidade do seguimento vocacional dos discípulos. Cristo é verdadeiramente a face do Deus visível e conhecível que é o Caminho, Verdade e Vida. E quem escolhe Cristo sabe que precisa seguir um caminho diferente, faça a sua própria verdade desconfortável, assumir uma vida que exige perfeição além da medida.

.

O caminho que guia a existência é a palavra de Cristo, é a nova Torá que trouxe a antiga lei mosaica à perfeição e plenitude [CF. MT 5,17], seu evangelho agora é regra e orientação comentários.

.

A verdade que liberta não é mais dada por essa sabedoria humana sutil e maliciosa, finalmente, há uma sabedoria encarnada, bastante que se revela e se comunica na Palavra de Deus que se tornou filho de José e Maria, revelando o homem para si mesmo em seu verdadeiro rosto [CF. GV 19,5]. A vida nos lembra o profundo vínculo com Deus, porque Ele é o doador de toda a vida através do seu Espírito, aceitar a vida significa aceitar inquestionavelmente a assinatura de Deus no mundo criado. No evangelho de João, Cristo é o guardião da vida do Pai, é ele quem dá para quem ele quer [CF. GV 5,21; 11,25-26].

.

Fé no Ressuscitado Através da, Verdade e Vida nos permitem alcançar Deus, esse é o objetivo de toda profissão de fé tanto que o evangelista João tende a enfatizá-la muito bem no final de seu evangelho:

.

«Muitos outros sinais fizeram Jesus na presença de seus discípulos, mas eles não foram escritos neste livro. Estes foram escritos, porque você acredita que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus e por que, crente, tem vida em seu nome» [CF. GV 20,30-31].

.

Fé nele nos leva à brecha, nos tem emAqui estou eu, torna possível abraçarmos o Pai em uma época em que nos abraços nos são negados. Não vamos perder tempo, nós queremos vida, nós sempre queremos isso, vamos desejar agora!

.

Laconi, 10 Maio 2020

.

.

.

Para se manter o mais próximo possível aos fiéis neste tempo de crise e de emergência, a equipe editorial da ilha de Patmos leitores informa que o nosso autor Padre Ivano LIGUORI, Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, Cuidados no Facebook o título 'A PALAVRA DE REDE ", oferta de três vezes por semana meditações. Você pode acessar a página editada de nossa clicando Pai no logo abaixo:

.

.

Visite as páginas de nossa loja livro Quem. Após a emergência do coronavírus, a empresa amazônica que imprime e distribui nossos livros teve que priorizar a distribuição de necessidades básicas. A impressão e distribuição dos livros serão retomadas após 4 Maio.

.

«Você saberá a verdade, ea verdade vos libertará» [GV 8,32],
mas trazer, difundir e defender a verdade não só de
riscos, mas também os custos. Ajude-nos a apoiar esta ilha
com as suas ofertas através do sistema Paypal seguro:
 









 

ou você pode usar a conta bancária:

a pagar a Editions A ilha de Patmos

IBAN TI 74R0503403259000000301118
neste caso, envie-nos um aviso de e-mail, porque o banco
Ele não fornece o seu e-mail e nós não poderíamos enviar-lhe um
ação de graças [ isoladipatmos@gmail.com ]

.

.

.

O que você quer fazer ?

novo e-mail

Avatar

Acerca de isoladipatmos

Deixe uma resposta

seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

 caracteres restantes

Este site usa Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados comentário é processado.