Livros para venda

NOSSA LOJA BIBLIOTECA

Leonardo Grazzi

ARIANISMO

Uma antiga heresia e hoje muito presente

a edição 2013 - edição II na imprensa em Agosto / Setembro 2019

O argumento básico eo mesmo questão de investigação teológica é o Verbo Encarnado e Sua Igreja. Portanto, esta pesquisa, a serem tomadas para o que realmente é, Ela exige a fé na revelação divina, que nos permite conhecer os mistérios sobrenaturais, começando com a excelência mistério par, que é precisamente o Verbo Encarnado.

Desde a apresentação de Antonio Livi

Arianismo é como um vírus que muda ao longo do tempo, adaptação a diferentes corpos e diferentes condições climáticas. Sobre o problema da heresia ariana o autor oferece uma resposta já no título do livro, que indica o arianismo 'então e agora' como uma 'tentação antiga e presente ».

Com uma riqueza histórica e narrativa suave estas páginas nós dirigimos dentro das vicissitudes das lutas de história e teológicas do grande Padre da Igreja bispo Atanásio de Alexandria, que ao longo de sua vida, ele se opôs à professa heresia ariana e espalhando o credo do Concílio de Nicéia, onde os pais deram o primeiro grande definição para um mistério que mantém a fé de todo o ser e da existência cristã: a divindade de Jesus, verdadeiro Deus e verdadeiro Homem.

Através da figura de Sant'Atanasio, os acontecimentos de sua vida de luta, mal-entendidos e esbelta repetido de seu amado Alexandria, é claro para o leitor que ponto o Arianismo nunca deixou de viver em certas franjas da Igreja, regenerar-se de século em século, talvez ainda mais forte e mais insidioso do que antes.

Leonardo Grazzi (Florença 1981, naturalizado em Poggibonsi) ele obteve uma licença em teologia Siena no Instituto Superior de Ciências Religiosas "Santa Caterina Doutor da Igreja" através da apresentação de uma tese e depois sull'arianesimo licença especialista em Roma no Pontifício Ateneu Rainha dos Apóstolos. Amante de História da Igreja Antiga, Ele é um professor para o ensino da religião católica em uma escola secundária.

Marcello Stanzione

NO CAMINHO OS ANJOS

Para o caminho de uma teologia angélico

a edição 2013 - edição II na imprensa em julho / agosto 2019

Porque os anjos? Anjos como mensageiros celestes, guia, custodiantes e edredons homens. os anjos, relegado até mantendo recentemente em contos de fadas para crianças, voltam a ser figuras protagonistas do mistério da criação, a encarnação de Cristo, Deus começa com um diálogo pungente entre o Arcanjo Gabriel e Virgem Maria: "Ave cheia de graça, o Senhor está contigo ". E o anjo, mensageiro do Senhor e guardião dedicado de liberdade que emana do Criador, ansiosamente esperou pela resposta. confiante, Ele esperou o livre "sim" de Maria para trazer diante do Trono Eterno.

Agora mais do que nunca, a Igreja como sacramento de salvação, Ele parece ter uma necessidade particular de uma profunda teologia angelical, para o mistério da graça que encarna e sua missão cristológica entre os homens.

Marcello Stanzione (20.03.1963) é sacerdote da Arquidiocese de Salerno lugar de onde 1990 o ministério sacerdotal. É reconhecido entre os melhores especialistas italianos em anjos. Ele é o autor de 40 publicações produzido pela 1993 ao 2010 a partir de várias editoras, incluindo Libreria Editrice Vaticana e Grupo Rizzoli. Alguns de seus livros foram traduzidos no exterior. Ele realiza conferências e frequentes ao longo dos anos tem sido convidado como um especialista em angelology em vários programas de redes de televisão Rai e Mediaset.

Ariel S. Levi Gualdo
seita Neocatecumenal

Heresia tornou Kiko e habitou entre nós
A edição de setembro 2019

Existem dois principais heresias do Caminho Neocatecumenal: uma percepção calvinista Eucaristia e confusão entre o sacerdócio comum, com a participação de todos os batizados, eo sacerdócio ministerial de Cristo, que envolve apenas Os ministros do sagrado.

Bater o sacerdócio ea Eucaristia, intimamente relacionados entre si, Ela atinge a Igreja ao coração através de alguns o retorno heresias mais antiga.

De fato, i Neocatecumenali, constituem uma seita de matriz judaico-protestante, Católica que acaba de esvaziado para dentro do invólucro exterior dos elementos fundamentais do catolicismo.

O reconhecimento oficial concedido a eles pelo Conselho Pontifício para os Leigos, não forçar todos os bispos, padres católicos e fiel adesão a uma fé em relação ao Caminho Neocatecumenal, o que certamente não é um dogma, mas um tumor com metástases, espalhar dentro da Igreja, em parte, por causa da fraqueza mostrada pelos Papas recentes.

Stefano Levi Ariel Gualdo (19.08.63), presbítero e teólogo. Ele dirige o 2014 revista teológica da Igreja A ilha de Patmos, que criou as edições homônimo. Ele é o autor de centenas de artigos história teológica e sócio-eclesial. seus livros:Ervas Amare (2006) Que nada perturbe (2009), E Satanás veio trino (2011) Sacerdote desempregados (2012), Quanto cuidado na nostris cordibus (2013).

Ariel S. Levi Gualdo
SATANÁS e tornou-se TRINO
Relativismo individualismo disubbidienza
Análise sobre o Millennium Igreja Terceira
a edição 2011 - II Edição: Maio / Junho 2019

Quando a fumaça em Satanáspara penetrar no interior da Igreja não deve ser temida a verdade desagradável, mas o agradável mentira, conscientes de que vamos ser responsabilizados a Deus não só de pensamentos, palavra e ação, mas a maioria das omissões.
Caídos como chuva de cinco décadas de esquisitices extravagância doutrinárias e litúrgicas, os resultados foram finalmente divulgada: o clero católico é oprimido por graves escândalos morais, enquanto a Igreja é condicionada por um poderoso regras próprias lobby gay que determina compromissos, carreiras e reformas.
Que a Igreja hoje é uma crise causada por um declínio doutrinária profunda, que criou uma grave crise moral, a base de um e outro é a destruição do princípio da autoridade, a partir do qual veio a vida do golpe dos piores ditadores da pilha: hereges no poder.

Stefano Levi Ariel Gualdo (19.08.63), presbítero e teólogo. Ele dirige o 2014 revista teológica da Igreja A ilha de Patmos, que criou as edições homônimo. Ele é o autor de centenas de artigos história teológica e sócio-eclesial. seus livros: Que nada perturbe (2009), E Satanás veio trino (2011) Sacerdote desempregados (2012), Quanto cuidado na nostris cordibus (2013).

Abra as páginas abaixo para visualizar os títulos e ordenar nossos livros: