Tudo vai ficar bem, ou então tudo contribui para o bem nos planos de Deus? pandemia, talvez tenha sido uma lição preciosa perdida?

- notícias Church -

TUDO VAI FICAR BEM, OU TUDO É UMA COMPETIÇÃO NO PLANO DE DEUS? A PANDÊMICA, UMA LIÇÃO PERDIDA PRECIOSA?

.

"Tudo vai ficar bem". Não, não foi, não está indo e tudo não vai magicamente correr bem; que apenas diz "tudo ficará bem", sem fundar sua esperança em Deus, a ilusão de que a pandemia é um simples parêntese, após o que ela pode voltar à sua vida anterior, para o mundo antes, como se nada tivesse acontecido. Não. Não vai dar tudo certo, porque em vez de aproveitar a oportunidade da pandemia para voltar para dentro de si, perceber de uma vez por todas que somos mortais, abandonar o pecado e converter ao bem, volte para Deus e pare de confiar no homem em vão, continua como e mais do que antes para esquecer Deus e pecar contra ele.

 

John Zanchi

.

.

PDF artigo formato de impressão

 

.

LEITURA EM ÁUDIO DO ARTIGO

Os Padres des A ilha de Patmos inseriram nos artigos a leitura de áudio para Leitores afetados por essas deficiências que os impedem de ler e prestam um serviço também para quem viaja e não consegue ler pode tirar proveito da leitura de áudio

.

.

… Tudo vai ficar bem

Através do apóstolo São Paulo o Espírito Santo revela esta notícia reconfortante para nós:

.

«Sabemos que tudo contribui para o bem, para quem ama a Deus, para aqueles que foram chamados de acordo com seu plano " [RM 8, 28].

.

São Paulo diz: «Tudo contribui para o bem», "tudo", também o que muitos homens consideram infortúnios; mas isso só é possível porque o Filho de Deus teve compaixão de nós, homens pobres arruinados pelo pecado, dedicado à perdição eterna: para nós homens pecadores e perdidos, a Palavra de Deus está encarnada, por nós, homens pecadores e perdidos, Jesus Redentor se sacrificou na cruz, para nós, homens pecadores e perdidos, Cristo Deus ressuscitou, para nós que cremos nele, os vivos deram o Espírito Santo. Portanto, ninguém é mais otimista do que nós, cristãos, e nós, cristãos, nunca podemos estar desesperados, porque somos os únicos no mundo a ter uma esperança bem fundamentada que nunca desilude.

.

O exemplo máximo de otimismo cristão e temos a força da esperança cristã no bom ladrão: terminou na cruz como resultado de sua vida passada em pecado, No último momento, ele aceitou a graça divina da conversão e do perdão., reconhecendo em Jesus Cristo seu rei e salvador; a cruz - infortúnio supremo - tornou-se o vilão até então maligno, a oportunidade certa de finalmente se tornar bom e, imediatamente após a morte, vá com Jesus para triunfar no Paraíso. Se ele não tivesse sido crucificado, o ladrão não teria salvado sua alma.

.

«Tudo contribui para o bem», alguns, mas apenas "para quem ama a Deus", não para quem não tem medo, eles o desprezam e o odeiam; de fato, o outro ladrão que foi crucificado com Jesus era ruim e queria continuar ruim e, depois de morto, foi para o inferno, porque ele não amava a Deus e na cruz ele gastou o pouco de ar que havia deixado para insultar Jesus.

.

«Tudo contribui para o bem»; para um ouvido raso, essas palavras divinamente inspiradas parecem bastante semelhantes a outras palavras que, nessa época de pandemia, ouvimos muitas vezes papagaios repetirem: "Tudo vai ficar bem".

.

O conceito paulino "Tudo contribui para o bem" e o slogan dos últimos meses "Tudo vai ficar bem": eles parecem duas maneiras equivalentes de dizer a mesma coisa, mas não é verdade. Seria o suficiente perguntar: "Vai dar tudo certo" ... e por que? Apenas diga "tudo ficará bem", sem adicionar mais nada, sem apelar para Deus, isso significa confiar apenas no homem, esperar que a salvação não seja a única que pode nos dar, ou seja, Deus, mas pelo homem. De fato, uma das músicas populares, recentemente anunciado pela publicidade comercial, grita obsessivamente: "Eu acredito em humanos!». Ela não diz: "Eu acredito em Deus"", mas «eu acredito em seres humanos!». Esta é a grande blasfêmia do nosso tempo: colocar o homem no lugar de Deus. E sim a Sagrada Escritura, já no Antigo Testamento, estados: "Maldito seja o homem que confia nele, quem coloca o seu apoio na carne e no coração se afasta do Senhor » [Fornece 17, 5]. E assim, a pandemia vem e, em vez de buscar a ajuda do Senhor e a salvação da alma e do corpo que somente ele pode nos dar, ele "confia no homem" e em suas impotências, com os resultados desastrosos que experimentamos em nossa pele, nos iludindo e nos iludindo com o lema: "Tudo vai ficar bem". Não, nem tudo correu bem, especialmente para os muitos, muitas mortes sufocadas pelo vírus em terapia intensiva, espiral para sal, sem sacramentos, sem a presença reconfortante de entes queridos, cujos corpos foram imediatamente empilhados e queimados, sem um pano de funeral, sem uma oração, sem uma autópsia que teria ajudado a entender cada vez melhor como ajudar os doentes, sem esperar pelo agravamento físico, então inaceitável.

.

Rede de propaganda política, não está indo bem do ponto de vista econômico, trabalhista e cultural e as perspectivas futuras são cada vez mais sombrias no curto prazo.

.

"Tudo vai ficar bem"; Sara! Mas, entretanto,, por medo de morrer, supusemos aceitar a limitação de toda liberdade pessoal, a suspensão de facto da democracia; por medo de não poder mais viver fisicamente, somos reduzidos a sobreviver, isto é, nos reduzimos a nada além de adiar a morte física, que mais cedo ou mais tarde virá para todos de qualquer maneira. mente-lhe: Não estou dizendo que fizemos algo errado ao tomar algumas das precauções pessoais e sociais tomadas para evitar a propagação da infecção.. Eu digo que - diante do perigo - apenas diga "Tudo ficará bem" e é isso, sem adicionar mais nada, sem apelar para Deus, é algo que manifesta um otimismo estéril e irracional da vontade completamente infundada. Além das intenções subjetivas - que eu não julgo porque só Deus as conhece - tente me tranquilizar com os golpes de "Tudo vai ficar bem" e é isso, assemelha-se às práticas supersticiosas daqueles que pensam em remover o mau-olhado de si mesmos através de gestos apotropaicos, isto é, fazendo chifres, toque de ferro, lendo o horóscopo, etc., etc. … E tem a mesma eficácia, isto é, nenhum.

.

"Tudo vai ficar bem". Não, não foi, não está indo e tudo não vai magicamente correr bem; que apenas diz "tudo ficará bem", sem fundar sua esperança em Deus, a ilusão de que a pandemia é um simples parêntese, após o que ela pode voltar à sua vida anterior, para o mundo antes, como se nada tivesse acontecido. Não. Não vai dar tudo certo, porque em vez de aproveitar a oportunidade da pandemia para voltar para dentro de si, perceber de uma vez por todas que somos mortais, abandonar o pecado e converter ao bem, volte para Deus e pare de confiar no homem em vão, continua como e mais do que antes para esquecer Deus e pecar contra ele.

.

Não, não vai dar tudo certo, porque durante a pandemia nas varandas e janelas os sinais desenhados com o arco-íris do 'apareceramTudo vai ficar bem, não os crucifixos e madonas. E, desde o início da pandemia, nossas igrejas estão ainda mais vazias do que antes, mesmo no domingo.

.

Não, não vai ficar tudo bem, porque missas e outros sacramentos foram suspensos com muita facilidade, como se fossem coisas sem importância, pelo contrário, tudo foi feito para convencer as pessoas de que as igrejas seriam o lugar mais perigoso para a saúde, ou mesmo isso, receber a comunhão, é um tipo de risco para a saúde. Em vez, massa em shoppings, em supermercados e bares, isso é bom, porque só importa satisfazer as necessidades corporais!

.

Dizendo "tudo ficará bem", deve implicar que "a pandemia também contribuirá para o nosso verdadeiro bem", mas somente se percebermos que, até a pandemia, é um aviso claro, por Deus, pelo menos, permitido, chamar todos de volta à conversão e arrependimento. É o evangelho que nos autoriza a dizer isso. O homem que tinha sido paralisado para sempre 38 anos, depois de ser instantaneamente curado por Jesus no tanque probatório em Jerusalém, ela o ouviu dizer isso: «Aqui você está curado; não peques mais, para que algo pior não aconteça com você » [GV 5, 14]. Fique paralisado para sempre 38 anos parece um dos maiores infortúnios que podem acontecer, no entanto, Jesus diz que há algo muito pior, isto é, a condenação eterna da alma. Disse de forma atualizada: aqui, o pior da infecção parece ter passado; mas não peque mais, porque algo pior não acontece com você.

.

Sempre jesus, no evangelho ele adverte: «Aqueles dezoito, acima do qual caiu Siloé torre caiu, Você acredita que eles eram mais culpados do que todos os habitantes de Jerusalém? Não, Digo-vos, mas a menos que você se arrependa, todos perecerão da mesma maneira » [LC 14, 4 - 5]. Disse em forma atualizada: aqueles que morreram da pandemia, acreditam que eles eram mais culpados do que todos os habitantes da Itália? Não, Digo-vos, mas a menos que você se arrependa, todos perecerão da mesma maneira. E então nada valeria a pena repetir obsessivamente: "Tudo vai ficar bem", sem adicionar mais nada.

.

«Tudo contribui para o bem, para quem ama a Deus ». De fato, que ama a Deus e o coloca em primeiro lugar em seus pensamentos, em suas palavras, em suas obras, também sabe como tirar proveito da pandemia, fazendo penitência pelos pecados e amando a Deus e ao próximo ainda mais por amor de Deus, colocando toda a sua confiança não no homem mortal, mas somente em Deus e mostrando sua fé na vida eterna através de palavras e ações.

.

«Tudo contribui para o bem, para quem ama a Deus ». O homem que, inspirado pelo Espírito Santo, escreveu estas palavras imortais, isto é, o apóstolo São Paulo, ele sabia exatamente o que disse; após sua conversão prodigiosa, sua vida foi marcada por inúmeras e terríveis provações, alguns dos quais ele mesmo se lembra:

.

«Cinco vezes dos judeus recebi trinta e nove hits [isto é, fui açoitado até a morte]; três vezes fui espancado com varas, Eu fui apedrejado, três vezes eu fui destruído, Passei um dia e uma noite à mercê das ondas. Inúmeras viagens, riscos do rio, perigos de bandidos, perigos dos meus compatriotas, perigos dos pagãos, perigos na cidade, perigos no deserto, perigos no mar, perigos de falsos irmãos; fadiga e trabalho, vigílias sem número, Com fome e sede, jejum frequente, frio e nudez » [2CR 11, 24 - 27].

.

No meio de tudo isso, o apóstolo São Paulo não vacilou na fé, não perdeu a esperança, caridade não foi perdida; na verdade, ele suportou tudo de uma maneira cristã, como uma oportunidade de fazer penitência pelos pecados graves cometidos antes de sua conversão e crescer no amor de Deus e gastar-se pela salvação eterna do próximo. Por esse motivo, ele permaneceu indomável e fiel até o fim, na última prisão sofrida por causa do evangelho, no limiar da morte por decapitação, ele escreveu:

.

«Eu lutei a boa luta, Eu terminei a corrida, Eu mantive a fé. Agora só tenho a coroa da justiça que o Senhor, o juiz certo, vai me entregar naquele dia; não só eu, mas também a todos aqueles que esperavam ansiosamente sua manifestação com amor " [2TM 4, 7 - 8].

.

San Paolo não era do tipo que ele diz: "Tudo vai ficar bem", ou "eu acredito em humanos". São Paulo diz: «Tudo contribui para o bem, para aqueles que amam a Deus "e" eu sei em quem eu acreditava " [2TM 1, 12].

.

Em algumas passagens das Escrituras Sagradas, o livro dos reis [3, 5. 7 - 12] e o evangelho do evangelista São Mateus [13, 44 - 52] eles nos avisam e nos convidam a ser sábios, isto é, amar a Deus com todos nós, pronto para sacrificar tudo o mais - incluindo nós - por Ele, portanto, amar o próximo pelo amor de Deus, assim também amando a nós mesmos, isto é, se preocupar com a nossa salvação eterna:

.

«Todo escriba, tornar-se um discípulo do reino dos céus, é como um senhorio que extrai coisas novas e velhas do seu tesouro » [MT 13, 56].

.

o cristão, permeado pela sabedoria divina, também sabe como lucrar espiritualmente com a pandemia, porque ele deposita sua fé em sua esperança em Deus e não de maneira tola nos homens, de modo que para ele "tudo contribui para o bem".

.

Arezzo, 5 Agosto 2020

.

.

Este artigo foi derivado de uma homilia proferida na Igreja Catedral de São Pedro e doada em Arezzo, domingo 26 Julho 2020, XVII do Tempo Comum após o Pentecostes

.

.

.

.

«Você saberá a verdade, ea verdade vos libertará» [GV 8,32],
mas trazer, difundir e defender a verdade não só de
riscos, mas também os custos. Ajude-nos a apoiar esta ilha
com as suas ofertas através do sistema Paypal seguro:

PayPal - O método rápido, maneira confiável e inovadora para pagar e receber o pagamento.

ou você pode usar a conta bancária:

a pagar Edições A ilha de Patmos

estavam: TI 74R0503403259000000301118

SWIFT DO CODICE: BAPPIT21D21
neste caso, envie-nos um aviso de e-mail, porque o banco
Ele não fornece o seu e-mail e nós não poderíamos enviar-lhe um
ação de graças [ isoladipatmos@gmail.com ]

.

.

.


Avatar

Acerca de isoladipatmos

5 thoughts on "Tudo vai ficar bem, ou então tudo contribui para o bem nos planos de Deus? pandemia, talvez tenha sido uma lição preciosa perdida?

  1. Obrigado Pai John.

    Ainda estou ouvindo o artigo de Frei Ivano Liguori publicado outro dia.
    Vindo para nós padre Giovanni, sobre o seu artigo eu expresso meus pensamentos aqui. Fora isso, tudo ficará bem… naquele tempo, quando todos cantavam voltados para a varanda, Eu gostaria de ver alguém cantar uma oração a Nossa Senhora ou a Jesus Cristo, e ao invés nada, apenas bobagem, apenas palavras adequadas para a percepção de uma vida exclusivamente terrena.

    A desgraça, lugar algum, é que eu tive que usar o termo “exclusivo” para expressar meu conceito. Eu digo isso porque na minha opinião hoje em dia, quase ninguém acredita mais em uma vida imortal, isto é, depois desta vida terrena, para nós haverá a subida ao reino dos céus Eu tenho a descida ao abismo do inferno.

    Este é um período histórico quase sem precedentes que vivemos, e de acordo com o que aprendemos das Sagradas Escrituras Cristãs, assim que chegarmos ao ponto, poderíamos dizer o ponto sem volta, isto é, quando viveremos em uma condição desprezível sem Deus, então nem sabemos se nós ou se nossos filhos verão a vitória de nosso Senhor Jesus.

    Em conclusão, quando alcançamos o abismo aqui nesta terra, e haverá o triunfo do Imaculado Coração de Maria, nem sabemos quem vai ajudá-lo, pois não sabemos quando isso vai acontecer. Lamento não poder atender você.

    Obrigado a quem redigiu a homilia e, sobretudo, obrigado pela função Áudio, muito bem vindo…

    1. È senza dubbio ineccepibile, ma prudente. Infatti la grande illusione non è tanto riporre fiducia in una generica umanità, che possa risolvere i problemi, pandemia inclusa. L’uomo su cui confidiamo si configura ormai nell’anticristo, che crede di tenere n mano finanza e potere politico. Egli è il falsario per eccellenza: trasforma le pietre in pane e dà pasti gratis per tutti, tramite la stampante rotativa di moneta falsa ( lembrar? Quantitative easyng,geniali questi economisti cortigiani, grande Salvatore del futuro sei nostri giovani il nostro concittadino ora infine in Vaticano), e poi la miriade di leggi fiat in barba alle leggi universali naturali. Egregio Padre una sua analisi approfondita su chi è l’uomo. Mi benedica. Cristo Kingdoms. Po

  2. Artigo irrepreensível e prudente para fazer uma leitura dos acontecimentos atuais da saúde com o olhar da fé iluminado pela razão.. Eu subscrevo integralmente o artigo do confrade.

  3. Obrigado, Finalmente li que também vós, padres da ilha de Patmos, assumiram uma posição mais crítica em relação às escolhas feitas durante os longos meses de suspensão das Santas Missas.. As igrejas já se esvaziaram de 70-80 %, Acho que definitivamente para as próximas vezes porque há uma percepção de que o mandamento e preceito festivo foi suspenso indefinidamente, também graças ao clima terrorista da mídia de massa: por medo ou, mais frequentemente , com a desculpa “covid” que coloca a consciência em paz muitos fiéis não voltarão.
    Agradeço ao Senhor por sempre ter encontrado verdadeiros sacerdotes que nunca me negaram os sacramentos; aqueles que, por outro lado, se depararam com administradores-mercenários-fariseus prontos para perseguir os fiéis dentro de seus 200m, causaram grande dano à fé, muitas vezes perdendo toda a confiança na Igreja. Espero que todos os padres aproveitem esta trégua de verão para um saudável exame de consciência em vista das prevaricações do poder estatal sobre a Igreja., o que, infelizmente, temo continuará e piorará no futuro; obviamente tudo é permitido pelo Senhor para uma verdadeira conversão e para o bem de quem o ama!

  4. maravilhoso artigo, molto istruttivo ed illuminante. Gran parte delle persone non pensano più a Dio e a lui non fanno affidamento. Si affidano ad altri uomini. Non sa quanto dolore provo a vivere in un mondo totalmente circondato da queste persone, nel lavoro, tempo libero, tra amici e meno amici, parenti o semplici conoscenti, e con una Chiesa in profonda crisi perché coloro che la governano a Roma hanno ceduto a Satana. Grazie padre Giovanni. Gesù ha tuttavia promesso che le porte degli inferi non prevarranno sulla sua Chiesa, e dopo un momento di crisi risorgerà più bella di prima e anche l’umanità si risolleverà dal fango, anche se dopo molte tribolazioni.

Deixe uma resposta

seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

 caracteres restantes

Este site usa Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados comentário é processado.